O que saber sobre a reativação da hepatite B


0

A reativação da hepatite B é uma condição grave que pode resultar em insuficiência hepática se não for tratada. Se você já foi diagnosticado com uma infecção crônica, a reativação do vírus ainda é possível, mesmo após a recuperação.

O que é a reativação da hepatite B?

A reativação da hepatite B é caracterizada como um aumento súbito da carga viral em uma pessoa com exposição prévia à hepatite B crônica.

Durante a infecção aguda, o vírus da hepatite B (HBV) entra no corpo e procura as células do fígado. Depois que o vírus é introduzido, ele é replicado e pode causar danos às células do fígado.

O envelope externo é chamado de antígeno de superfície da hepatite B (HBsAg). O núcleo interno do vírus, onde o DNA do HBV e os dados de replicação são armazenados, é chamado de antígeno central da hepatite B (HBcAg).

O antígeno de superfície da hepatite B (HBsAg) é uma proteína na superfície do vírus e, quando encontrada no sangue, pode indicar infecção por hepatite B. O HBsAg é detectável nas primeiras semanas a meses após a exposição ao vírus.

Mais testes são necessários para determinar a imunidade à hepatite B ou infecção por hepatite B. Isso inclui testes para:

  • anticorpos centrais da hepatite (anti-HBc) que estão presentes por toda a vida após uma infecção por hepatite B
  • anticorpos de superfície da hepatite B (anti-HBs), que geralmente indicam imunidade (como resultado da vacinação contra hepatite B ou recuperação da infecção por hepatite B)

95% dos adultos recuperar completamente da infecção aguda pelo VHB e não desenvolver hepatite B crônica.

À medida que o vírus invade o corpo, ele ataca e altera o núcleo da célula do fígado, formando DNA circular fechado covalentemente (cccDNA). Essas mudanças existem na célula permanentemente e não podem ser destruídas. Em alguns casos, o vírus pode causar infecção crônica.

Como o cccDNA está sempre presente nas células do fígado, um gatilho como um sistema imunológico comprometido pode causar a reativação do HBV.

Quais são os sintomas da reativação da hepatite B?

Os sintomas da reativação do VHB geralmente são os mesmos da infecção inicial pelo VHB.

Se ocorrerem sintomas, eles podem durar de algumas semanas a vários meses e podem incluir:

  • fezes levemente coloridas
  • febre
  • náusea
  • fadiga
  • olhos ou pele amarelados (sinais de icterícia)
  • dor nas articulações
  • perda de apetite
  • urina de cor escura
  • dor abdominal
  • vômito

Algumas pessoas com infecção crônica são assintomáticas até o início da cirrose ou insuficiência hepática terminal.

O que causa a reativação da hepatite B e quem está em risco?

A reativação do HBV pode ocorrer espontaneamente, mas as terapias imunossupressoras geralmente a desencadeiam.

As pessoas que têm hepatite B crônica têm um risco maior de reativação do que aquelas que têm uma infecção por hepatite B resolvida.

Você também pode ter mais chances de experimentar a reativação se:

  • fazer quimioterapia para câncer
  • tomar terapia imunossupressora, incluindo rituximabe e outros medicamentos direcionados aos linfócitos B, esteróides em altas doses e agentes anti-TNF
  • receber tratamento para uma coinfecção com hepatite C
  • tem HIV e interrompeu os medicamentos antirretrovirais que também têm atividade contra o HBV
  • submeter-se a transplante de órgão sólido ou medula óssea

Como é diagnosticada a reativação da hepatite B?

Uma das formas mais comuns de detectar a reativação é por meio do monitoramento da alanina aminotransferase (ALT). É típico ver um aumento dos níveis de ALT 2 a 3 semanas antes de um aumento no DNA do VHB.

Certos testes sorológicos também podem ser usados ​​para identificar a reativação.

Esses testes verificam a presença de HBsAg, anti-HBs e anti-HBc para determinar se você tem hepatite B, se está imune como resultado de uma infecção anterior e se a infecção é aguda ou crônica.

Se você atualmente corre um risco maior de reativação e planejou terapias imunossupressoras, é necessário um monitoramento rigoroso para garantir que os níveis de HBV permaneçam abaixo da linha de base.

Como é tratada a reativação da hepatite B?

A infecção e a reativação do VHB geralmente são tratadas com terapia antiviral, embora isso varie de pessoa para pessoa. Esses medicamentos combatem o vírus e reduzem sua capacidade de causar danos ao fígado.

Medicamentos antivirais comuns incluem:

  • Entecavir (Baraclude)
  • tenofovir (Viread)

  • lamivudina (Epivir)

  • adefovir (Hepsera)

Em alguns casos, injeções de interferon podem ser usadas.

O que você pode fazer para reduzir o risco de reativação da hepatite B?

É importante manter sua equipe de atendimento atualizada sobre quaisquer condições subjacentes que você possa ter e quaisquer tratamentos que esteja usando atualmente.

Pode não parecer que seu oftalmologista, por exemplo, precise saber sobre as condições de saúde tratadas por seu médico de cuidados primários, mas é crucial que todos sejam informados.

Isso garante que seus médicos tenham todas as informações necessárias para criar o melhor plano de tratamento para suas necessidades individuais.

Evitar certos medicamentos ou agendar exames mais frequentes pode ajudar a reduzir o risco de reativação e garantir a identificação imediata caso ocorra.

A linha de fundo

O DNA do HBV permanece no corpo mesmo depois que o vírus é tratado com sucesso. A reativação é possível, especialmente se você tiver um sistema imunológico enfraquecido.

A triagem e o tratamento cuidadosos podem ajudar a reduzir o risco de reativação da hepatite B, bem como reduzir o risco de complicações de longo prazo associadas ao HBV.

Se você tiver sintomas de reativação, consulte um profissional de saúde o mais rápido possível. Eles podem aconselhá-lo sobre as próximas etapas.


Catasha Gordon é uma educadora de sexualidade de Spencer, Oklahoma. Ela é proprietária e fundadora da Expression Over Repression, uma empresa construída em torno da expressão e conhecimento sexual. Normalmente, você pode encontrá-la criando materiais de educação sexual ou construindo algum hardware excêntrico em um novo conjunto de pregos de caixão. Ela gosta de peixe-gato (rabo colocado), jardinagem, comer no prato do marido e Beyoncé. Siga-a em todos os lugares.


Like it? Share with your friends!

0

What's Your Reaction?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win

0 Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *