O MacBook Pro mais poderoso da Apple (2019) tem alguns problemas sérios de limitação da CPU


0
O MacBook Pro mais poderoso da Apple (2019) tem alguns problemas sérios de limitação da CPU
O MacBook Pro mais poderoso da Apple (2019) tem alguns problemas sérios de limitação da CPU

Todos sabemos muito bem que depois de alguns anos sendo mais indiferente às atualizações de seu hardware, a gigante da tecnologia Apple tem se mostrado mais ativa e atualizando periodicamente seus componentes de computador. No entanto, agora, de acordo com os relatórios mais recentes, o MacBook Pro 2019 mais poderoso da gigante da tecnologia da Apple tem alguns problemas sérios de limitação da CPU.

O MacBook Pro mais poderoso da Apple (2019) tem alguns problemas sérios de limitação da CPU

Depois de alguns anos sendo mais indiferente às atualizações de seu hardware, a gigante da tecnologia Apple tem se mostrado mais ativa e atualizando periodicamente seus componentes de computador.

A última atualização veio no final da semana passada, com uma nova programação no MacBook Pro, trazendo novos argumentos. O processador Intel i9 foi uma das novidades, mas esse processador pode estar trazendo problemas para o MacBook Pro de 15 polegadas.

Foi no final da semana passada que a gigante da tecnologia Apple, sem nenhum aviso prévio, anunciou ao mundo a atualização para a linha MacBook Pro com Touch Bar e Touch ID. Esses novos dispositivos trouxeram uma atualização profunda ao hardware e até algumas novidades importantes. A chegada do processador Intel i9 foi provavelmente a mais significativa.

Agora, após muitos pedidos de usuários, é possível comprar um MacBook Pro de 15 polegadas com este poderoso processador Intel, ao preço de US$ 3.900. Esta será uma máquina de processamento de alta potência e preparada para uso intensivo.

Leia também: É assim que o novo teclado MacBook Pro da Apple é protegido contra poeira

A situação agora revelada é que este processador pode ter sérios problemas de aquecimento e não estar preparado para ser incorporado neste chassis. A situação é tão grave que o processador não consegue manter sua velocidade base em situações de pico, tendo que ser desacelerado para esfriar.

Em comparação com outros modelos, tanto com MacOS quanto com Windows, os tempos de renderização de vídeo foram maiores do que outros modelos. No MacBook Pro 2017, levou 35m e 22s e o modelo mais novo, apesar do Core i9, levou 39m e 37s. A causa é perfeitamente identificada e está no aquecimento do processador e na desaceleração do clock para mitigar os problemas de aquecimento.

O YouTuber que fez esses testes acabou fazendo uma análise diferente e ao colocar o novo MacBook Pro dentro de uma geladeira os tempos de renderização acabaram diminuindo, reforçando que o problema está mesmo no aquecimento excessivo.

Leia também: Como obter recursos do MAC OS Mojave no Windows 10

Não se sabe como ou mesmo se a gigante da tecnologia Apple vai resolver este problema, mas a verdade é que este modelo, que se esperava dar alto desempenho acaba falhando em momentos-chave.

Então, o que você pensa sobre isso? Basta compartilhar todas as suas opiniões e pensamentos na seção de comentários abaixo.


Like it? Share with your friends!

0

What's Your Reaction?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win

0 Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *