Finlândia anuncia candidatura ‘histórica’ à OTAN e Suécia segue


0

A Finlândia e a Suécia reverteram a oposição de longa data à adesão à OTAN depois que a guerra na Ucrânia levou a um enorme apoio público.

A primeira-ministra da Finlândia, Sanna Marin (terceira da esquerda) e o presidente da Finlândia, Sauli Niinisto (à direita) participam de uma entrevista coletiva conjunta sobre o pedido da Finlândia à OTAN no Palácio Presidencial em Helsinque, Finlândia, em 15 de maio de 2022 [Heikki Saukkomaa/ Lehtikuva/via Reuters]

O governo finlandês anunciou oficialmente sua intenção de ingressar na OTAN, e o partido no poder da Suécia seguiu logo depois em um desenvolvimento duplo que abre caminho para uma possível aplicação conjunta à aliança militar.

Menos de três meses depois que a Rússia invadiu a Ucrânia em 24 de fevereiro, os anúncios no domingo, primeiro pela Finlândia e depois pela Suécia, foram uma reversão impressionante de suas políticas tradicionais e de longa data de não alinhamento militar.

“Este é um dia histórico. Uma nova era está se abrindo”, disse o presidente finlandês Sauli Niinisto a repórteres em uma entrevista coletiva conjunta com a primeira-ministra Sanna Marin.

Espera-se que o parlamento finlandês endosse a decisão nos próximos dias. Um pedido formal de adesão será então submetido à sede da OTAN em Bruxelas, provavelmente em algum momento da próxima semana.

Horas depois, a Suécia também deu um passo mais perto de se candidatar à adesão à OTAN depois que o Partido Social-Democrata do governo apoiou a adesão à aliança transatlântica.

A primeira-ministra da Suécia, Magdalena Andersson, realiza uma entrevista coletiva sobre a decisão de adesão de seu partido à OTAN, em Estocolmo, Suécia, em 15 de maio de 2022 [TT News Agency/Fredrik Persson]
A primeira-ministra da Suécia, Magdalena Andersson, realiza uma entrevista coletiva sobre a decisão de adesão de seu partido à OTAN, em Estocolmo, Suécia, em 15 de maio de 2022 [TT News Agency/Fredrik Persson]

O partido disse ser a favor da adesão à Otan, revertendo sua oposição de décadas em meio ao crescente apoio político e público interno para ingressar na aliança militar após a invasão da Ucrânia pela Rússia.

As necessidades de segurança da Suécia são melhor atendidas pela adesão à Otan, disse a primeira-ministra sueca Magdalena Andersson em entrevista coletiva.

“A melhor coisa para a segurança da Suécia e do povo sueco é ingressar na OTAN”, disse Andersson.

“Acreditamos que a Suécia precisa das garantias formais de segurança que acompanham a adesão à OTAN”, disse ela.

O Partido Social Democrata também disse no domingo que, se o pedido da Suécia for aprovado, funcionará para expressar “reservas unilaterais contra a implantação de armas nucleares e bases permanentes em território sueco”.

Robert Dalsher, Diretor de Estudos da Agência Sueca de Pesquisa em Defesa, diz que a decisão da Suécia de ingressar na OTAN é histórica, pois quebra uma longa tradição de “neutralidade e não alinhamento”.

Falando de Estocolmo, Dalsher disse que a expansão da OTAN vai “remover uma fonte de incerteza na região” e facilitar a defesa de ambos os membros da aliança. “No longo prazo, maior estabilidade e dissuasão nesta parte do mundo.”

Ele disse que a Rússia fala duro, mas suas mãos estão ocupadas na Ucrânia, então dificilmente pode fazer algo realmente sério. A guerra de Putin na Ucrânia acabou sendo “contraproducente”, disse Dalsher, já que a expansão da Otan é o oposto do que Moscou queria.

A adesão à OTAN precisa ser aprovada e ratificada por todos os 30 membros da aliança.

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, expressou objeções de última hora à adesão da Suécia e da Finlândia, mas o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, disse no domingo que Ancara não se opôs às propostas dos dois países.

“A Turquia deixou claro que sua intenção não é bloquear a adesão”, disse Stoltenberg a repórteres virtualmente após uma reunião de ministros das Relações Exteriores da Otan em Berlim.

“Estou confiante de que seremos capazes de encontrar um terreno comum, um consenso sobre como avançar nas questões de adesão”, disse Stoltenberg, acrescentando que estava em contato com o ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu.

Enquanto isso, Cavusoglu elogiou a abordagem conciliatória da Finlândia em suas negociações, mas criticou o ministro das Relações Exteriores da Suécia por declarações “provocativas”.

As objeções da Turquia, dirigidas em particular a Estocolmo, concentram-se no que considera ser a clemência de ambos os países em relação ao Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), que está na lista de organizações “terroristas” da União Europeia.

O secretário de Estado dos Estados Unidos, Antony Blinken, no entanto, insistiu que estava “muito confiante de que chegaremos a um consenso” sobre as candidaturas dos dois países à Otan.

Niinisto, da Finlândia, disse estar “preparado para ter uma nova discussão com o presidente Erdogan sobre os problemas que ele levantou”.

O parlamento da Finlândia se reunirá para debater a proposta de adesão na segunda-feira.

“Esperamos que o parlamento confirme a decisão de solicitar a adesão à OTAN nos próximos dias. Será baseado em um mandato forte”, disse o primeiro-ministro Marin.

A grande maioria dos parlamentares finlandeses apoiou a decisão depois que o Partido Social Democrata de Marin disse no sábado que era a favor da adesão.

“Espero que possamos enviar nossas inscrições na próxima semana junto com a Suécia”, disse Marin no sábado.

Os dois países nórdicos romperam suas estritas neutralidades após o fim da Guerra Fria ao ingressar na UE e se tornar parceiros da OTAN na década de 1990, solidificando sua afiliação com o Ocidente.

Mas o conceito de adesão plena à OTAN era inviável em ambos os países até que a Rússia invadiu a Ucrânia.


Like it? Share with your friends!

0

What's Your Reaction?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win

0 Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *