Israel ataca Rafah e diz que dois prisioneiros foram libertados


0

Os ataques aéreos ocorrem no momento em que os palestinos em Rafah se preparam para uma ofensiva que as agências humanitárias temem que possa causar vítimas massivas.

Corpos de Palestinos
Relatórios sugerem que pelo menos 32 pessoas foram mortas [Mohammed Abed/AFP]

Israel realizou ataques aéreos na cidade de Rafah, no sul de Gaza, matando dezenas de pessoas, segundo autoridades de saúde, enquanto os palestinos se preparam para uma grande ofensiva na área urbana densamente povoada.

Houve relatos conflitantes sobre o número de mortos após os ataques antes do amanhecer de segunda-feira.

A agência de notícias AFP informou que os ataques mataram 52 pessoas. A Reuters informou que pelo menos 67 pessoas foram mortas. Ambos os meios de comunicação citaram autoridades de saúde em Gaza.

Os ataques israelenses atingiram 14 casas e três mesquitas em Rafah, segundo autoridades palestinas.

No entanto, colegas árabes da Al Jazeera relataram que pelo menos 63 pessoas foram mortas nos ataques às mesquitas. Um comunicado de imprensa do Hamas afirmou que mais de 100 pessoas foram mortas na cidade.

“Israel continua oficialmente a visar civis e a transferir a guerra para Rafah para forçar a população a ser deslocada sob bombardeamento”, disse o Ministério dos Negócios Estrangeiros palestiniano num comunicado divulgado no X.

“Os recentes massacres da ocupação são uma prova da validade das advertências internacionais e dos receios de resultados catastróficos da expansão da guerra até Rafah”, acrescentou o ministério.

‘Explodir’

Os militares israelitas afirmaram ter atingido vários “alvos terroristas” no distrito de Shaboura, em Rafah, e que os ataques foram concluídos.

Anunciou também que, numa operação noturna em Rafah, resgatou dois prisioneiros capturados pelo Hamas em 7 de outubro.

Autoridades militares disseram que os prisioneiros, identificados como Fernando Simon Marman e Louis Har, estavam em boas condições.

O Hamas alertou que um ataque terrestre israelita em Rafah “destruiria” as negociações para libertar os restantes prisioneiros do grupo em Gaza.

No entanto, o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, prometeu na segunda-feira continuar com a ofensiva.

“Só a pressão militar contínua, até à vitória completa, resultará na libertação de todos os nossos reféns”, disse ele num comunicado.

Os ataques a Rafah ocorrem num momento em que Israel se prepara para lançar uma grande ofensiva que as agências humanitárias temem que resulte em baixas civis significativas na última área relativamente segura de Gaza.

Cerca de 1,4 milhões de palestinianos, ou mais de metade da população de Gaza, aglomeraram-se em Rafah para escapar ao bombardeamento israelita, que reduziu grande parte do resto do enclave a ruínas.

INTERATIVO - Intensificam-se os ataques israelenses a Rafah-1707724888

O Hamas condenou Israel pelos ataques, dizendo que representam uma “ampliação do âmbito dos massacres que está a cometer contra o nosso povo”.

“O ataque do exército de ocupação nazista à cidade de Rafah esta noite… que [has] ceifou a vida de mais de uma centena de mártires até agora, é considerada uma continuação da guerra genocida e das tentativas de deslocamento forçado que está travando contra o nosso povo palestino”, afirmou o grupo num comunicado de imprensa.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, alertou no domingo o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, para não lançar uma ofensiva contra Rafah sem um “plano confiável e executável” para garantir a segurança das pessoas abrigadas na cidade.

Netanyahu prometeu “passagem segura” para os palestinianos em Rafah, mas a falta de clareza sobre os planos de evacuação suscitou receios de que possam ser empurrados para a Península do Sinai, no Egipto, alimentando tensões com o Cairo.

Netanyahu disse no domingo à Fox News que “há muito espaço” ao norte de Rafah e é “para onde vamos direcioná-los”, sem especificar para qual parte de Gaza seria seguro evacuar.


Like it? Share with your friends!

0

What's Your Reaction?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win

0 Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *