Exército israelense diz ter matado por engano três prisioneiros detidos em Gaza


0

Os cativos foram mortos durante combates com combatentes palestinos depois de terem sido erroneamente identificados como uma ameaça.

Soldados israelenses operam próximos a edifícios danificados em meio à operação terrestre em andamento do exército israelense contra o grupo islâmico palestino Hamas, na Faixa de Gaza, nesta imagem divulgada em 18 de novembro de 2023. [Israel Defense Forces/Handout via REUTERS]
Soldados israelenses operam próximos a edifícios danificados em meio à operação terrestre em andamento contra o grupo palestino Hamas na Faixa de Gaza, 18 de novembro de 2023 [Handout via Reuters]

O exército israelense matou três prisioneiros detidos por grupos armados palestinos em Gaza depois de identificá-los “erroneamente” como uma ameaça, segundo autoridades militares israelenses.

Os militares afirmaram na sexta-feira que os cativos foram mortos durante combates com grupos palestinianos em Gaza e expressaram as suas condolências às famílias, ao mesmo tempo que afirmavam que haveria “total transparência” na investigação do incidente, que está “sob análise”.

“Durante o combate em Shujayea, o [Israeli army] identificou erroneamente três reféns israelenses como uma ameaça. Como resultado, as tropas dispararam contra eles e eles foram mortos”, disse o exército num comunicado.

“O [Israeli army] começou a analisar o incidente imediatamente… Foram aprendidas lições imediatas do evento, que foram transmitidas a todos [Israeli army] tropas no terreno”, acrescentou, expressando “profundo remorso pelo trágico incidente”.

Os reféns foram identificados como três jovens que foram sequestrados de comunidades israelenses durante o ataque do Hamas em 7 de outubro – Yotam Haim, de 28 anos, Samer Al-Talalka, de 25 anos, e Alon Shamriz, de 26 anos.

O principal porta-voz do exército, Daniel Hagari, disse que as tropas israelenses encontraram os reféns e os identificaram erroneamente como uma ameaça. Ele disse que se acredita que os três fugiram de seus captores ou foram abandonados.

As tropas israelenses travaram batalhas ferozes com combatentes palestinos na área nos últimos dias.

Cerca de 250 prisioneiros foram levados para Gaza por grupos palestinos durante o ataque de 7 de outubro ao sul de Israel, que matou cerca de 1.200 pessoas, segundo as autoridades israelenses.

A guerra de Israel contra Gaza matou mais de 18.700 palestinos, segundo o Ministério da Saúde de Gaza, a maioria deles mulheres e crianças. Milhares de pessoas estão desaparecidas e presas sob os escombros.

O governo israelita afirmou repetidamente que trazer para casa todos os reféns é um dos seus principais objectivos na guerra.

Até à data, 110 dos cativos foram libertados, a maioria durante uma trégua de sete dias no mês passado, em troca de palestinianos detidos em prisões israelitas.

Israel também repatriou oito corpos, incluindo na sexta-feira os de Elia Toledano, de dupla nacionalidade franco-israelense, de 28 anos, sequestrado em um festival de música eletrônica, e de dois soldados de 19 anos.

As mortes foram anunciadas quando o conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, Jake Sullivan, disse que os EUA e Israel estavam a discutir um calendário para reduzir a ofensiva contra o Hamas, embora concordem que a luta global levará meses.

Sullivan também se reuniu com o presidente palestino, Mahmoud Abbas, para discutir o futuro pós-guerra do enclave sitiado.

A administração do presidente dos EUA, Joe Biden, expressou desconforto com o fracasso de Israel em reduzir as vítimas civis e os seus planos para o futuro de Gaza, mas a Casa Branca continua a oferecer apoio incondicional a Israel com envios de armas e apoio diplomático.

Os ataques aéreos e bombardeios israelenses continuaram na sexta-feira, inclusive na cidade de Rafah, no sul, parte das áreas cada vez menores da pequena e densamente povoada Gaza, para onde os civis palestinos foram instruídos por Israel a evacuar.


Like it? Share with your friends!

0

What's Your Reaction?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win

0 Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *