Crianças colombianas que sobreviveram 40 dias na selva recebem alta do hospital


0

As crianças, de um a 13 anos, se recuperaram fisicamente e permanecerão sob os serviços de proteção infantil da Colômbia em meio a uma batalha pela custódia entre parentes.

Crianças de um avião Cessna 206, que caiu na selva densa, brincam em um centro de recuperação após receberem alta do Hospital Militar de Bogotá, Colômbia, nesta foto divulgada e distribuída em 14 de julho de 2023 pelo Instituto Colombiano de Bem-Estar Familiar/Divulgação via REUTERS ATENÇÃO EDITORES - ESTA IMAGEM FOI FORNECIDA POR TERCEIROS.  SEM REVENDA.  SEM ARQUIVOS.  CRÉDITO OBRIGATÓRIO.
As quatro crianças, que sobreviveram na selva por 40 dias, brincam em um centro de recuperação após receberem alta do Hospital Militar de Bogotá, na Colômbia, nesta foto de 14 de julho de 2023 [Colombian Institute of Family Welfare via Reuters]

Quatro crianças indígenas colombianas que sobreviveram a um acidente de avião na região amazônica do país e viveram sozinhas por mais de cinco semanas na selva receberam alta do hospital após uma internação de 34 dias.

As crianças, de um a 13 anos, receberam alta do hospital na noite de quinta-feira após tratamento e vigilância após o acidente de 1º de maio que matou sua mãe e dois outros adultos. Eles foram encontrados no mês passado após uma extensa e complexa busca e esforço de resgate.

O conhecimento das crianças indígenas sobre a selva, assim como a coragem da irmã mais velha, foi creditado pelas autoridades por salvar suas vidas.

“Eles recuperaram tamanho e peso. Realmente, eles estão muito bem”, disse Astrid Cáceres, diretora do instituto de bem-estar infantil do país, a jornalistas na sexta-feira.

“A segunda fase de cuidar e protegê-los começa”, disse ela.

Os filhos – Lesly, de 13 anos; Soleiny, nove; Tien Noriel, cinco; e o bebê Cristin, de um ano – apareceram emaciados em fotos tiradas logo após serem encontrados e, no hospital, receberam comida típica do grupo indígena Huitoto ao qual pertencem, como farinha de mandioca.

Parentes dizem que as crianças conseguiram sobreviver graças ao profundo conhecimento de Lesly sobre sobrevivência na selva, com seus muitos perigos inerentes – incluindo cobras, animais predadores e grupos criminosos armados.

Foram necessários quase 200 socorristas militares e indígenas com cães de busca para rastrear as crianças.

Os irmãos vão ficar aos cuidados do instituto de menores devido a uma “situação familiar complexa”, disse Cáceres, e a custódia final deles será decidida dentro de seis meses.

“Estamos entrando em uma fase de transição para a proteção das crianças”, acrescentou Cáceres.

Tanto o pai dos dois filhos mais novos quanto a família de sua mãe disseram à mídia que querem a custódia.


Like it? Share with your friends!

0

What's Your Reaction?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win

0 Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *