Bagels são saudáveis? Nutrição, Como Fazer, Desvantagens


0

Bagels são saudáveis? Nutrição, Como Fazer, Desvantagens

Nada é mais emocionante do que um bagel com sua pasta favorita no café da manhã. A seguinte lista de benefícios dos bagels lhe dará mais razões para comê-los. Esses produtos assados ​​populares são ricos em calorias e carboidratos. O bagel tradicional pode ser transformado em um mais saudável usando diferentes ingredientes. Este pão crocante em forma de anel tem um perfil nutricional excepcional. Há, no entanto, muita discussão sobre bagels devido ao seu alto teor calórico. Este artigo explora se os bagels são saudáveis ​​​​para adicionar à sua dieta, seu perfil nutricional, maneiras de torná-los mais saudáveis ​​​​e seus possíveis efeitos negativos. Rolar para baixo.

Neste artigo

Informações Nutricionais de Bagel

De acordo com o Departamento de Agricultura dos EUA, 100 gramas de bagels simples contém (1):

  • Energia: 275kcal
  • Proteína: 10,5 g
  • Gordura: 1,6 g
  • Carboidratos: 53,4 g
  • Fibra: 2,3 g
  • Cálcio: 74mg
  • Potássio: 101 mg
  • Sódio: 534 mg
  • Ferro: 1,36 mg
  • Cobre: ​​0,163 mg
  • Zinco: 0,88 mg

Os nutrientes em bagels variam amplamente com base em seus ingredientes. Bagels são ricos em carboidratos e pobres em proteínas e gorduras. Os altos carboidratos e calorias nos bagels lhes renderam uma má reputação. Mas, bagels podem ser bons para você? Role para baixo para a resposta.

Bagels são bons para você?

Bagels são feitos de ingredientes diferentes, devido aos quais seus valores nutricionais podem mudar. E nem todos os tipos de bagels têm o mesmo perfil nutricional.

Em geral, refinado bagels de farinha de trigo são ricos em calorias com muito poucos nutrientes. Por outro lado, bagels integrais pode oferecer várias vitaminas, minerais e fibras, enchendo-o mais rapidamente e com potenciais benefícios para a saúde. Eles são preenchidos com mais fibras e ajudam a promover a saúde digestiva (2). Isso também pode melhorar a saúde gastrointestinal e diminuir o risco de câncer de cólon (3).

Um estudo realizado pela Universidade Nacional de Ciências da Saúde (Lombard) descobriu que duas a três porções por dia de grãos integrais podem ajudar a prevenir doenças cardíacas, perda de peso, diabetes tipo 2 e câncer (4). Além disso, se você tem uma meta de perda de peso, é importante estar atento ao gasto total de calorias e à ingestão total de calorias. A ingestão de grãos integrais pode ajudá-lo a lidar com a obesidade (5). Procure bagels feitos de grãos integrais, como aveia, centeio e trigo, e consuma-os em quantidades limitadas para obter o máximo de benefícios.

Observação: ‘Sem glúten’ nem sempre é igual a ‘grão integral’. Sempre verifique os rótulos dos produtos e as listas de ingredientes antes de consumir qualquer alimento.

Os benefícios para a saúde dos bagels dependem do seu tipo e tamanho. Mas, como você torna seus bagels mais saudáveis? Role para baixo para saber mais em detalhes.

Como tornar seus bagels mais saudáveis

1. Coma conscientemente

Ir para bagels menores. Sempre verifique os rótulos dos produtos para saber quantas calorias e nutrientes estão prontamente disponíveis ao consumi-los. Se você estiver de dieta e achar que seu bagel tem mais calorias do que seu plano de dieta, considere um bagel menor ou coma metade de um bagel grande. Você pode encontrar muitas opções em bagels menores, juntamente com informações nutricionais nos rótulos. Além disso, a maioria das marcas oferece bagels finos ou mini que servem o tamanho da sua porção.

Observação: Se você estiver em uma dieta com baixo teor de sódio, evite comer bagels que contenham muito sal.

2. Considere seus spreads

Os ingredientes usados ​​no bagel podem mostrar seu impacto na sua saúde. Seus valores nutricionais também mudam com base nos ingredientes utilizados. As opções mais nutritivas são feitas de grãos integrais e contêm pouco ou nenhum açúcar adicionado. Além disso, fique de olho na ingestão de açúcar e use iogurte grego em vez de cream cheese para obter esse sabor picante. Considere hummus, abacate ou manteiga de amêndoa em vez de cream cheese para obter mais fibras e nutrientes. Em geral, coberturas como cream cheese ou geleia podem oferecer mais calorias devido aos seus valores de açúcar e gordura saturada. Você também pode fazer do seu bagel um sanduíche nutritivo rico em vegetais com pepino, cebola e tomate fatiado ou clara de ovo.

Além disso, atente para o açúcar adicionado em bagels doces. Em vez disso, escolha um bagel sem adoçantes adicionados.

3. Retire o Interior

Você sabia que economizar 100 calorias por bagel regularmente pode evitar que você ganhe 10 libras de peso por ano? Sim, se você comer um bagel todos os dias, poderá engordar 10 libras em um ano. Para cortar essas calorias, comece removendo a parte interna macia do seu bagel e aproveite a parte externa. Use uma colher para remover a parte do meio macia do bagel.

Essas são algumas dicas que podem ajudar a deixar seu bagel muito mais saudável. Mas, como você faz isso facilmente em casa? Role para baixo para o processo.

1. Como fazer bagels facilmente em casa

O que você precisa

  • Farinha de pão – 3-1/2 xícaras
  • Água morna – 11/2 xícara
  • Sal Kosher – 2 colheres de chá
  • Fermento ativo seco – 1 pacote
  • Açúcar granulado – 1 colher de sopa
  • Ovo – 1
  • Óleo vegetal – 1 colher de chá
  • Água – 1 colher de chá

Processo

  1. Misture a água morna, o fermento e o açúcar em uma tigela e reserve por 10 minutos.
  2. Misture a farinha e o sal em uma tigela com uma batedeira elétrica.
  3. Adicione a mistura de fermento à farinha e misture em velocidade média por 6 a 8 minutos.
  4. Transfira a massa para uma tigela.
  5. Cubra a tigela com um pano de prato limpo e deixe a massa crescer por cerca de uma hora.
  6. Leve uma panela grande de água para ferver, pré-aqueça o forno a 425 graus F e forre duas assadeiras com papel manteiga.
  7. Transfira a massa para uma superfície levemente enfarinhada e divida-a em oito pedaços iguais.
  8. Enrole cada pedaço de massa em uma bola e, usando um dedo, faça um buraco em cada pedaço.
  9. Assim que a água estiver fervendo, reduza o fogo para ferver.
  10. Trabalhando em lotes, coloque três bagels na água e cozinhe por um minuto de cada lado.
  11. Retire os bagels da água usando uma escumadeira e coloque-os na assadeira.
  12. Misture o ovo e a colher de sopa de água em uma tigela pequena e bata bem. Quando todos os bagels estiverem cozidos, pincele-os com a clara de ovo.
  13. Asse os bagels por 15 a 18 minutos ou até dourar.
  14. Deixe-os esfriar por pelo menos 10 minutos antes de servir.

Aqui estão algumas receitas de bagel mais populares.

2. Bagels de girassol e sementes de chia

O que você precisa

  • Manteiga derretida – 2 colheres de sopa
  • Fermento em pó – ½ colher de chá
  • Sementes de girassol – 2 colheres de sopa
  • Sementes de chia – 1 colher de sopa

  • Água fervente – 1 xícara
  • Psyllium em pó – 1 colher de sopa
  • Ovo -1
  • Farinha de coco – ½ xícara

Processo

  1. Pré-aqueça o forno a 200°C/400°F.
  2. Usando um batedor de mão, misture a farinha de coco, o pó de casca de psyllium e o fermento em uma tigela.
  3. Adicione a manteiga e os ovos e misture bem até que a mistura pareça farinha de rosca.
  4. Adicione as sementes de chia e as sementes de girassol e misture-as delicadamente na mistura de massa usando uma colher.
  5. Ferva a água e adicione à mistura um pouco de cada vez, mexendo bem até obter uma massa. Espere a massa esfriar um pouco antes de usar as mãos para moldá-la.
  6. Corte a massa em quatro quartos iguais. Pegue um dos quartos e enrole-o em um tronco de cerca de 8 polegadas de comprimento.
  7. Junte as duas bordas do tronco para torná-lo em forma de bagel, pressionando firmemente.
  8. Coloque os bagels em uma assadeira forrada com papel manteiga e coloque-os no forno.
  9. Asse por 15 minutos, depois vire os bagels e asse por mais 15 minutos.

3. Bagel de Manteiga de Amendoim

O que você precisa

  • Bagel partido e torrado – 1
  • Passas – 1 colher de sopa
  • Manteiga de amendoim cremosa – 2 colheres de sopa
  • Mel – 2 colheres de chá

Processo

  1. Espalhe manteiga de amendoim por todo o lado cortado de cada metade do bagel.
  2. Regue o mel a cada metade.
  3. Cubra os bagels com passas.

4. Bagel de Manteiga de Amêndoa

O que você precisa

  • Amêndoas fatiadas – 1 colher de chá
  • Manteiga de amêndoa – 1 colher de sopa
  • Morangos fatiados – 2
  • Bagel de canela e passas – 1
  • Pepitas de chocolate – 1 colher de sopa
  • Sementes de chia – ¼ colher de chá
  • banana fatiada – 1
  • Creme de queijo – 1 colher de sopa
  • Nutella – 1 colher de sopa

Processo

  1. Misture a Nutella e o cream cheese até misturar bem e leve à geladeira.
  2. Fatie o bagel e toste até dourar ou no ponto desejado.
  3. Espalhe a manteiga de amêndoa em ambos os lados do bagel.
  4. Coloque 3 gotas da mistura de creme de queijo Nutella em cada metade do bagel.
  5. Decore cada metade do bagel com morangos fatiados e bananas.
  6. Polvilhe as amêndoas torradas e as sementes de chia no bagel.
  7. Recheie o bagel e sirva imediatamente.

Pão e bagel são considerados a mesma coisa? Descubra as diferenças na próxima seção.

Bagel vs. Pão

Um típico bagel de tamanho médio varia entre 85 a 105 gramas e contém mais calorias e carboidratos. Cada bagel de trigo integral contém 245 calorias, enquanto duas fatias de pão variam entre 50 a 75 gramas e têm 138 calorias. Uma porção de pão de trigo integral contém 3,8 gramas de fibra e um bagel contém 4 gramas de fibra dietética. Além disso, os bagels são mais ricos em selênio, manganês e vitaminas B3 e B9 do que o pão.

O consumo excessivo de bagels pode levar a algumas desvantagens potenciais, listadas na seção a seguir.

Desvantagens dos Bagels

O consumo excessivo ou diário de bagels está associado a algumas desvantagens, como ganho de peso, doenças cardíacas e diabetes tipo 2. De acordo com o Instituto Nacional de Saúde, o tamanho da porção de um bagel médio quase dobrou nos últimos 20 anos. E, uma porção de bagel (6 diâmetros) oferece 350 calorias (6). Isso não inclui os spreads que você usa em seu bagel, como queijo ou manteiga. Se você achar que seu bagel não é o mais saudável, tente mudar para uma opção de baixa caloria ou consumir menos ou porções menores. O consumo excessivo de alimentos com mais calorias pode levar ao ganho de peso (7).

Além disso, alimentos ricos em carboidratos refinados, como bagels, podem aumentar o risco de doenças cardíacas. Um estudo descobriu que dietas ricas em carboidratos refinados ou gorduras saturadas podem causar doenças cardíacas coronárias e diabetes (8), (9).

Conclusão

Embora os bagels tenham tido uma má reputação nos últimos anos, uma pequena mudança no consumo pode torná-los uma escolha mais saudável para adicionar à sua dieta. Bagels de grãos integrais têm uma ampla gama de vitaminas, minerais e benefícios para a saúde do que outros tipos de bagels. Preste atenção à nutrição, calorias e coberturas enquanto come e reduza a porção de bagels para evitar os riscos à saúde associados a eles.

Referências:

Os artigos sobre StyleCraze são apoiados por informações verificadas de artigos de pesquisa acadêmica e revisados ​​por pares, organizações de renome, instituições de pesquisa e associações médicas para garantir precisão e relevância. Leia nossa política editorial para saber mais.

  1. Bagels, simples, não enriquecidos, com propionato de cálcio (inclui cebola, papoula, gergelim) https://fdc.nal.usda.gov/fdc-app.html#/food-details/175050/nutrients
  2. Reavaliação dos mecanismos da fibra alimentar e implicações para a digestão de bioacessibilidade de macronutrientes e metabolismo pós-prandial https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4983777/
  3. Papel da fibra alimentar no câncer de cólon: uma visão geral https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/10089109/
  4. Benefícios para a saúde de grãos integrais dietéticos: uma revisão geral de meta-análises https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/28228693/
  5. Grãos integrais e saúde humana https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/19079919/
  6. Porções e porções https://www.nhlbi.nih.gov/health/educational/wecan/eat-right/distortion.htm
  7. “Calorias, em calorias fora” e ingestão de macronutrientes: a esperança, o hype e a ciência das calorias https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/28765272/
  8. Carboidratos refinados são piores que gorduras saturadas? https://academic.oup.com/ajcn/article/91/6/1541/4597147
  9. A ingestão marcadamente aumentada de carboidratos refinados e açúcar está associada ao aumento de doenças cardíacas coronárias e diabetes entre os inuits do Alasca https://www.researchgate.net/publication/321628120_Markedly_increased_intake_of_refined_carbohydrates_and_sugar_is_associated_with_the_rise_of_coronary_heart_disease_and_diabetes_among_the_Alaskan_Inuit

Like it? Share with your friends!

0

What's Your Reaction?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win

0 Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *