Alguém usou “Wet String” para transmitir Internet a 3,5 Mbps


0
Alguém usou
Alguém usou “Wet String” para transmitir Internet a 3,5 Mbps

Todos sabemos muito bem que um dos aspectos mais importantes das tecnologias de banda larga é que elas podem ser adaptadas ao estado geral e às características básicas da infraestrutura disponível. No entanto, recentemente, uma empresa de internet sediada no Reino Unido usou o Wet Sting simplesmente para transmitir internet a 3,5 Mbps.

Alguém usou “Wet String” para transmitir Internet a 3,5 Mbps

Um dos aspectos mais importantes das tecnologias de banda larga é que elas podem ser adaptadas ao estado geral e às características básicas da infraestrutura disponível. O problema é que nem sempre isso favorece o usuário, e quando surge uma falha mínima, o primeiro sintoma é a perda de velocidade.

O ADSL (Asymmetric digital subscriber line) é especialmente conhecido por esse comportamento e indica uma velha piada que pode funcionar em algo tão simples quanto uma corda molhada. Adrian Kennard do fornecedor Andrews & Arnold no Reino Unido decidiu testar essa hipótese e obteve resultados melhores do que o esperado.

Assim como em outros sistemas de conectividade, o ADSL (Asymmetric Digital Subscriber Line) mantém uma complexa relação de amor e ódio com os usuários. Por um lado, há quem aprecie a sua estabilidade e ampla disponibilidade (graças ao seu funcionamento em linhas telefónicas), e há quem queira incendiar cada poste ao seu alcance devido às intermitências, aos cortes e as baixas velocidades.

Embora eu deteste todos os provedores igualmente (há muitas razões), a verdade é que a tecnologia ADSL (Asymmetric digital subscriber line) foi (e é) a que me deu menos problemas. Na cabeça de muitos especialistas, o ADSL (Asymmetric digital subscriber line) é uma opção quase obsoleta, mas seria absurdo não apreciar sua simplicidade. Na verdade, uma velha piada sugere que poderia funcionar apenas com uma corda molhada.

No entanto, agora parece ser verdade. Como Adrian Kennard do provedor Andrews & Arnold no Reino Unido publicou em seu blog o experimento realizado por um de seus técnicos.

Dois metros de corda, um pouco de água salgada para mantê-la úmida, e o resultado foi um downlink a 3,55 megabits por segundo de velocidade. O upstream era de apenas 67 kbps, e o menor toque na string poderia arruinar o link, mas o ponto é que essa velha piada era mais sólida do que se pensava anteriormente. É claro que esse experimento não é o único: há dez anos, alguém conseguiu estabelecer uma linha T1 usando arame farpado.

As piadas não demoraram a aparecer na web. Alguns comentários no Reddit indicam que o link de corda molhada funciona melhor do que a tecnologia disponível em certas áreas rurais. Não importa o quão “avançado” seja um país, no final das contas todos têm seus próprios pesadelos de conectividade para compartilhar.

Então, o que você pensa sobre isso? Basta compartilhar todas as suas opiniões e pensamentos na seção de comentários abaixo.


Like it? Share with your friends!

0

What's Your Reaction?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win

0 Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Choose A Format
Personality quiz
Series of questions that intends to reveal something about the personality
Trivia quiz
Series of questions with right and wrong answers that intends to check knowledge
Poll
Voting to make decisions or determine opinions
Story
Formatted Text with Embeds and Visuals
List
The Classic Internet Listicles
Countdown
The Classic Internet Countdowns
Open List
Submit your own item and vote up for the best submission
Ranked List
Upvote or downvote to decide the best list item
Meme
Upload your own images to make custom memes
Video
Youtube, Vimeo or Vine Embeds
Audio
Soundcloud or Mixcloud Embeds
Image
Photo or GIF
Gif
GIF format