Russos elogiam troca Griner-Bout lamentada pela direita dos EUA


0

A troca de alto nível foi um raro momento de acordo entre duas nações travadas em conflito sobre a Ucrânia.

O russo Viktor Bout, à esquerda, foi trocado pela jogadora de basquete americana Brittney Griner [AP Photo]

Meses de negociações entre Washington e Moscou levaram a uma troca de prisioneiros de alto nível, um raro momento de acordo entre os dois países que estão em desacordo em várias frentes, principalmente na guerra da Ucrânia.

Na quinta-feira, a jogadora de basquete americana Brittney Griner, de 32 anos, foi trocada por Viktor Bout, de 55 anos, um infame traficante de armas russo apelidado de “O Mercador da Morte”.

Moscou pedia sua libertação desde que um tribunal dos EUA o prendeu por acusações de terrorismo em 2011.

Em ambos os países de origem, as longas sentenças de prisão dos prisioneiros foram condenadas como politicamente motivadas.

INTERATIVO - Troca de prisioneiros EUA-RÚSSIA

Vegetariano, falando seis idiomas, Bout nasceu em Dushanbe, no Tadjiquistão, quando fazia parte da União Soviética.

Ele serviu as forças armadas em implantações no exterior na África.

Na década de 1990, ele abriu uma companhia aérea privada e adquiriu uma frota de aeronaves militares, que usou para enviar cargas, incluindo ajuda humanitária e armas, para zonas de guerra.

Seus clientes incluíam os governos russo e americano, bem como o criminoso de guerra da Libéria, Charles Taylor. A carreira de Bout foi a inspiração parcial para o filme Lord of War de 2005, estrelado por Nicolas Cage.

Em 2008, Bout foi preso em Bangcoc depois de concordar em vender mísseis terra-ar para quem ele pensava serem rebeldes colombianos das FARC, mas na verdade era uma armação da Administração Antidrogas dos Estados Unidos (DEA).

Até o ano passado, as FARC eram consideradas um grupo terrorista pelo governo dos Estados Unidos.

Ele foi condenado três anos depois por conspirar para matar americanos e sentenciado a 25 anos.

Bout protestou ruidosamente, alegando ser inocente. Ele alegou que havia sido incriminado e que o processo contra ele tinha motivação política.

Ele negou qualquer conexão com a inteligência russa ou o crime organizado, descrevendo-se como um empresário legítimo.

Moscou ecoou suas reivindicações e as autoridades russas repetidamente levantaram preocupações sobre as condições em que ele foi mantido.

A juíza do caso de Bout disse que ele foi manipulado até certo ponto por agentes dos EUA e, se ela não estivesse sujeita às regras de sentença mínima, no caso de Bout, 25 anos, ela teria dado a ele um período mais curto.

“Nós o julgamos, o condenamos, demos a ele uma sentença muito longa”, disse a juíza distrital aposentada Shira Scheindlin, que liderou a sentença em 2012, à agência de notícias Reuters no início deste ano, enquanto defendia uma troca com Griner. “Mas agora a situação mudou e esta é uma troca que devemos fazer.”

Scheindlin disse acreditar que Bout não cometeria o crime novamente, pois provavelmente havia perdido seu lugar na rede de tráfico de armas durante sua prisão.

Mark Galeotti, especialista em assuntos de segurança russos, disse à Al Jazeera por e-mail: “Houve uma pressão política considerável na Casa Branca para tirar Griner – e, ao mesmo tempo, os russos queriam que Bout fosse libertado porque ele provavelmente era um agente de inteligência e eles ainda mantêm a antiga promessa da era da KGB de que, de uma forma ou de outra, eles levam seu povo para casa.

“Não é tanto pelo bem de Bout, mas para tranquilizar outros agentes em campo de que Moscou não os esquecerá.”

Griner, que jogava por um time russo em meio período, foi presa no aeroporto Sheremetyevo, em Moscou, em fevereiro, depois que cartuchos de vapor com menos de um grama de óleo de cannabis foram encontrados em sua bagagem.

Ela foi então sentenciada a nove anos, o que aqueles familiarizados com as leis antidrogas russas consideraram excessivamente duras.

“Sua sentença foi [entirely] politicamente motivados”, disse o advogado de direitos humanos russo Arseny Levinson à Al Jazeera. “Ela não deveria ter sido condenada a uma pena de prisão real. Além disso, uma punição tão severa não deveria ter sido imposta, ela foi motivada apenas para aumentar as apostas na troca, zombando do refém”.

Embora não haja indicação de que Griner tenha sido incriminado, parece que sua sentença extraordinariamente longa pode ter sido uma forma de pressionar Washington.

“A Rússia sempre sustentou que ele [Bout] foi preso injustamente pelos Estados Unidos”, disse Kimberly St Julian-Varnon, historiadora americana da história russa e soviética, à Al Jazeera.

“Ele era importante para os Estados Unidos por causa de seu valor para a Rússia. Acho que o governo Biden estava disposto a trocá-lo por causa da pressão pública sobre o governo para garantir a libertação de Griner e porque ele era o mais importante que a América Russa tinha sob custódia.

“Griner era o americano de maior destaque que a Rússia tinha. Acho que os russos estavam usando Brittney Griner como peão. A prova está no resultado – eles garantiram a libertação de um traficante de armas altamente perigoso que eles queriam desde 2011.”

Mas a troca é um sinal de aquecimento dos laços? É improvável.

“Provavelmente é errado tirar conclusões hipotéticas de que isso pode ser um passo para superar a crise que temos atualmente nas relações bilaterais”, disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, ao jornal russo Izvestia na sexta-feira.

Conservadores dos EUA lamentam troca enquanto russos pró-Kremlin se alegram

A troca foi a segunda maior troca de prisioneiros entre Moscou e Washington desde que a invasão russa da Ucrânia começou em fevereiro, despencando as já precárias relações entre as duas potências.

Em abril, o cidadão americano Trevor Reed foi libertado de sua pena de nove anos por agredir um policial em troca de Konstantin Yaroshenko, um piloto russo condenado por tráfico de cocaína.

Como Bout, Yaroshenko foi pego em uma armação da DEA que levantou questões sobre o exagero da agência.

Outro prisioneiro americano de destaque, o ex-fuzileiro naval Paul Whelan, permanece sob custódia russa, dois anos após uma pena de 16 anos por espionagem.

Nos Estados Unidos, o acordo Bout-Griner foi criticado pelos conservadores por não resgatar Whelan e receber Griner, que é visto como antipatriótico por levantar questões de injustiça racial.

“Que constrangimento ‘estúpido’ e antipatriótico para os EUA!!!” O ex-presidente Donald Trump escreveu nas redes sociais.

Enquanto isso, os ativistas pediram à Casa Branca que libertasse os presos por acusações semelhantes nos EUA.

Embora a maconha seja legal em 21 estados dos EUA, alguns prisioneiros estão definhando em sentenças de prisão perpétua por causa de pequenas quantidades da droga.

“Brittney Griner está livre!” disse o neurocientista e reformador Dr. Carl Hart. “Agora vamos libertar todos os presos políticos da guerra às drogas.”

Na Rússia, a troca foi bem recebida por figuras pró-Kremlin, que disseram que o acordo foi uma vitória para Moscou.

Margarita Simonyan, editora do RT, disse a seus 500.000 assinantes do Telegram que “vamos vencer” já que a troca priorizou Griner, que ela descreveu ofensivamente como uma “lésbica negra viciada em drogas que sofreu por fumar haxixe”, sobre Whelan, um “espião herói” .

O especialista jurídico russo Ivan Solovyov disse à RT que o sistema de justiça americano é capaz de “apreender e julgar” os russos impunemente e que “todos os argumentos legais e humanos foram destruídos pela relutância dos americanos em nos encontrar no meio do caminho”.

Segundo ele, “parecia que um muro intransponível de confronto geopolítico” havia bloqueado a troca por um tempo, até que, no final, “a política e a diplomacia, aliadas ao bom senso, prevaleceram sobre o poder da prisão americana”.

O político e jornalista Yevgeny Popov disse a seus 35.500 assinantes do Telegram que “todos vão esquecer Griner amanhã” enquanto “a vida de Bout está apenas começando” depois de postar fotos que supostamente mostram Bout em um avião.


Like it? Share with your friends!

0

What's Your Reaction?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win

0 Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *