EUA afirmam preocupado com conflito líbio se tornando mais sangrento com mercenários russos: oficial


0

WASHINGTON – Os Estados Unidos estão "muito preocupados" com a intensificação do conflito na Líbia, com um número crescente de mercenários russos apoiando as forças de Khalifa Haftar no terreno, transformando o conflito em um conflito mais sangrento, disse uma importante autoridade do Departamento de Estado no sábado. .

Foto de arquivo: Um membro das forças governamentais internacionalmente reconhecidas da Líbia carrega uma arma em Ain Zara, Tripoli, Líbia, 14 de outubro de 2019. REUTERS / Ismail Zitouny / File Photo

Os Estados Unidos continuam a reconhecer o Governo do Acordo Nacional (GNA) liderado por Fayez al-Serraj, disse o funcionário, mas acrescentou que Washington não está tomando partido no conflito e está conversando com todas as partes interessadas que podem ser influentes na tentativa de forjar um acordo.

"Estamos muito preocupados com a intensificação militar", disse o oficial à Reuters. "Vemos os russos usando guerra híbrida, usando drones e aeronaves … Isso não é bom."

"Com o aumento do número de forças e mercenários reportados de Wagner no local, achamos que está mudando o cenário do conflito e intensificando-o", disse o funcionário, que falou sob condição de anonimato, referindo-se a um grupo sombrio de mercenários conhecido como Wagner.

A Líbia está dividida desde 2014 em campos políticos e militares rivais baseados na capital Trípoli e no leste. O governo de Serraj está em conflito com as forças lideradas por Khalifa Haftar, com base no leste da Líbia.

Haftar é apoiado pelo Egito, Emirados Árabes Unidos e, mais recentemente, mercenários russos, segundo diplomatas e funcionários de Trípoli. A questão surgiu em uma reunião no início deste mês entre o Secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, e seu colega russo, Sergei Lavrov.

Pompeo disse que não poderia haver solução militar para os combates e que Washington havia alertado os países contra o envio de armas para a Líbia, acrescentando que ele lembrava Lavrov especificamente do embargo de armas da ONU à Líbia.

O Exército Nacional da Líbia (HNA) de Haftar tenta, desde abril, tomar Trípoli. No início deste mês, ele anunciou o que disse que seria a "batalha final" pela capital, mas não avançou muito.

A autoridade dos EUA disse que o envolvimento de mercenários russos até agora não derrubou o conflito em favor de Haftar. "Está criando um conflito mais sangrento … mais danos civis, danos à infraestrutura como os aeroportos … os hospitais foram atingidos. Mas, ao mesmo tempo, não vemos que Haftar esteja ganhando terreno ".

ACORDO DE TURQUIA COM 'PROVOCATIVO' DA LÍBIA

A Turquia apoiou o governo internacionalmente reconhecido da Líbia liderado por Fayez al-Serraj e os dois lados assinaram um memorando de entendimento sobre cooperação marítima no leste do Mediterrâneo, bem como um acordo de segurança que poderia aprofundar a cooperação militar entre eles.

Em uma primeira reação dos Estados Unidos aos acordos entre a Turquia e a Líbia, a autoridade dos EUA disse que o MOU marítimo foi "inútil" e "provocativo".

"Porque está atraindo os interesses do conflito na Líbia que até agora não estavam envolvidos na situação na Líbia", disse a autoridade. "Com as fronteiras marítimas, você desenha na Grécia e Chipre … da perspectiva dos Estados Unidos, isso é uma preocupação … não é hora de provocar mais instabilidade no Mediterrâneo", disse a autoridade.

Ancara já enviou suprimentos militares para a Líbia em violação ao embargo de armas das Nações Unidas, de acordo com um relatório de especialistas da ONU visto pela Reuters no mês passado. Seu acordo marítimo com a Líbia enfureceu a Grécia e provocou ira da União Europeia.

O presidente turco Tayyip Erdogan disse que a Turquia pode enviar tropas para a Líbia em apoio ao GNA, mas ainda não foi feito nenhum pedido.


Like it? Share with your friends!

0

What's Your Reaction?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win

0 Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *