O que é computação de borda (Edge Computing)?


0

A computação de borda (Edge Computing) pode melhorar significativamente os tempos de resposta para aplicativos que exigem processamento de dados em tempo real. A computação de borda também pode ajudar a reduzir o uso da largura de banda processando dados localmente e melhorar a segurança processando dados mais próximos da fonte. Este artigo explicará o que é edge computing, suas aplicações, benefícios, desafios e seu papel no futuro da transformação digital.

O que é computação de borda (edge computing)?

A computação de borda é um paradigma de computação distribuída que aproxima a computação e o armazenamento de dados das fontes de dados. Em contraste com os modelos tradicionais baseados em nuvem, nos quais os dados são processados ​​em data centers centralizados, a computação de ponta ocorre perto da fonte de dados ou na “borda” da rede. O termo “borda” significa a periferia ou limite da rede, que geralmente está mais próximo das fontes de dados, como dispositivos da Internet das Coisas (IoT) ou sensores de rede.

A computação de borda é uma arquitetura, e não uma tecnologia específica, e uma forma de computação distribuída sensível à topologia e à localização. As origens da computação de borda estão nas redes distribuídas de conteúdo que foram criadas no final dos anos 90 para servir conteúdo da web e de vídeo de servidores de borda que foram implantados perto dos usuários.

O que é computação de borda (Edge Computing)?
Uma arquitetura de computação de ponta simples

A computação de borda visa reduzir a latência, conservar a largura de banda da rede e fornecer uma solução eficaz para aplicativos que exigem insights em tempo real e processamento de dados localizados. Esse recurso torna a computação de borda particularmente crucial em aplicativos de IoT, onde grandes quantidades de dados são geradas por inúmeros dispositivos.

Aplicações de computação de borda

  • IoT e IoT industrial (IIoT): A computação de borda desempenha um papel fundamental na IoT e na IIoT, onde o processamento de dados próximo à fonte garante análises em tempo real e tempos de resposta mais rápidos. Por exemplo, em uma fábrica inteligente, a computação de borda pode processar dados de sensores em tempo real para detectar problemas e evitar falhas de máquinas.
  • Veículos autônomos: carros autônomos geram e processam grandes volumes de dados em tempo real para navegar pelas estradas com segurança. A computação de borda é essencial aqui para garantir o processamento imediato, levando a uma tomada de decisão mais rápida.
  • Cuidados de saúde: a computação de borda auxilia a telemedicina e o monitoramento remoto de pacientes, permitindo o processamento de dados em tempo real. É crucial para dispositivos médicos que salvam vidas e exigem respostas instantâneas.
  • Cidades inteligentes: em aplicativos de cidades inteligentes, como gerenciamento de tráfego, gerenciamento de resíduos e segurança pública, a computação de borda permite uma análise de dados rápida para uma tomada de decisão melhor e oportuna.
  • Entrega de conteúdo e serviços de streaming: empresas como Netflix e Amazon usam computação de borda para fornecer melhor qualidade de serviço, armazenando em cache conteúdo popular mais próximo do usuário, reduzindo a latência.

Aqui estão alguns exemplos de dispositivos de computação de ponta:

  • Dispositivos de rede: Os dispositivos de rede, como roteadores e switches, podem ser usados ​​para executar tarefas de computação de ponta.
  • Dispositivos de computação em névoa: os dispositivos de computação em névoa são um tipo de dispositivo de computação de ponta que geralmente está localizado mais perto do usuário final do que um dispositivo de rede.
  • Dispositivos inteligentes: dispositivos inteligentes, como smartphones, tablets e laptops, também podem ser usados ​​para executar tarefas de computação de borda.

Benefícios da computação de borda

  • Latência reduzida: ao processar dados mais próximos da fonte, a computação de borda reduz significativamente o atraso (latência) no processamento de dados e na tomada de decisões.
  • Conservação de largura de banda: a computação de borda ajuda a conservar a largura de banda da rede, reduzindo a quantidade de dados que precisam ser enviados para a nuvem ou data centers centrais.
  • Privacidade e segurança aprimoradas: o processamento de dados na borda pode aprimorar a privacidade e a segurança dos dados, minimizando a exposição dos dados nas redes. Além disso, nos ajuda a cumprir melhor as leis de soberania de dados em regiões onde os dados devem permanecer dentro do país.
  • Confiabilidade: a computação de borda pode aumentar a confiabilidade do sistema, permitindo que as operações continuem mesmo quando a conectividade de rede com o centro de dados central é interrompida.

Desafios da computação de borda

Apesar de seus benefícios, a computação de borda tem os seguintes desafios:

  • Segurança: embora a computação de borda possa melhorar a segurança dos dados, ela também apresenta novos riscos de segurança. Como os dados são processados ​​em dispositivos periféricos que podem ser menos seguros, eles podem ficar vulneráveis ​​a ataques.
  • Complexidade de gerenciamento: implantar, gerenciar e manter vários dispositivos de ponta pode ser complexo e desafiador.
  • Custo: o custo inicial de configuração de uma infraestrutura de computação de ponta, incluindo o custo de dispositivos e software de borda, pode ser alto.
  • Interoperabilidade: garantir a interoperabilidade entre vários dispositivos e plataformas na borda pode ser um desafio.

A computação de borda é parte integrante da transformação digital

À medida que avançamos, a fusão da computação de ponta com tecnologias como 6G, IA e IoT deve revolucionar vários setores, impulsionando a próxima onda de transformação digital. De acordo com a empresa Precedence Research, o tamanho do mercado global de computação de ponta foi estimado em US$254,61 bilhões em 2022 e está projetado para ultrapassar cerca de US$3.605 bilhões até 2032 a uma taxa composta de crescimento anual (CAGR) de 30,4% durante o cronograma de 2023 a 2032.

À medida que a computação de ponta continua a evoluir, ela transformará tudo, desde a fabricação até a saúde, impulsionando a eficiência e permitindo novos aplicativos inovadores. No entanto, a jornada não é isenta de desafios. A superação desses obstáculos exigirá esforços conjuntos em todos os setores e disciplinas, envolvendo desenvolvedores de tecnologia, líderes empresariais e formuladores de políticas.

Conclusão

A computação de borda representa uma mudança significativa na maneira como processamos dados, prometendo processamento de dados mais rápido e eficiente e insights em tempo real. Ao minimizar a latência, conservar a largura de banda e aprimorar a segurança dos dados, a computação de borda remodelará o cenário de vários setores e nos levará a um futuro mais conectado e eficiente. Embora existam desafios, os benefícios potenciais da computação de borda a tornam uma área atraente para pesquisa, investimento e desenvolvimento contínuos.


Like it? Share with your friends!

0

What's Your Reaction?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win
Carlos Abril

0 Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *