Perguntas frequentes sobre procedimentos cirúrgicos para tratar miopia (miopia)


0

Existem vários tratamentos cirúrgicos para miopia, incluindo LASIK e PRK. Cada procedimento traz seus próprios riscos e benefícios.

A miopia – mais conhecida como miopia – é uma condição comum que pode dificultar a visão de coisas distantes.

Se você tem miopia, o formato e a estrutura dos seus olhos fazem com que a luz que entra foque incorretamente. Isso é chamado de erro de refração. Os objetos próximos costumam ser claramente visíveis, mas os objetos mais distantes ficam desfocados.

A miopia pode ser corrigida com cirurgia?

Existem muitas maneiras de tratar a miopia. O tratamento mais adequado para você dependerá de:

  • sua saúde geral dos olhos, especificamente a saúde da sua córnea (a parte frontal transparente da superfície do olho)
  • se você tem um astigmatismo
  • seus objetivos e preferências pessoais
  • sua situação financeira
  • a gravidade da sua miopia

Alguns desses tratamentos incluem cirurgia. Respondemos às dúvidas mais comuns sobre tratamentos cirúrgicos para miopia.

Você pode curar a miopia?

Não há cura conhecida para a miopia.

A miopia é uma distorção no formato do olho e não há como corrigir esse formato.

No entanto, muitos tratamentos corretivos – incluindo cirurgias – podem ser usados ​​para reduzir ou eliminar erros de refração causados ​​pela miopia.

Quais procedimentos são feitos para corrigir a miopia?

Existem muitos tratamentos cirúrgicos para a miopia. Alguns também podem ser usados ​​para tratar outras doenças oculares, como o astigmatismo.

Vamos revisar brevemente as opções existentes:

  • Ceratomileuse in situ a laser (LASIK): LASIK é talvez o tratamento cirúrgico mais conhecido para miopia. Um cirurgião cortará uma aba na córnea, levantará a aba e, em seguida, usará um laser para remodelar as camadas internas da córnea para que a luz que entra se concentre nas retinas. O retalho é então reposicionado para que possa aderir à córnea subjacente.
  • Ceratectomia fotorrefrativa (PRK): O PRK é muito semelhante ao LASIK, mas em vez de cortar uma aba na córnea, a camada epitelial externa é removida e a energia do laser é aplicada diretamente na córnea superficial. PRK está entre os procedimentos de cirurgia refrativa mais baratos.
  • Ceratoplastia lamelar automatizada (ALK): Esta técnica é semelhante ao LASIK, mas usa uma ferramenta de corte especial em vez de um laser para criar uma aba na córnea e, em seguida, cortar um pedaço plano de tecido da córnea. Isso geralmente é reservado para miopia mais grave.
  • Anel intracorneano (Intacs): Intacs são anéis de plástico transparente que podem ser implantados cirurgicamente na córnea para ajudar a achatar e centralizar quaisquer protuberâncias. Esta cirurgia geralmente é destinada a pessoas com miopia e ceratocone.
  • Ceratectomia subepitelial assistida por laser (LASEK): LASEK é semelhante ao LASIK, mas em vez de fazer uma aba dentro do estroma corneano, o cirurgião levanta a camada epitelial superior da córnea usando uma solução alcoólica. Depois que o laser remodela a córnea, o epitélio é reposicionado no estroma. Finalmente, são aplicados esteróides tópicos e um antibiótico, e uma lente de contato gelatinosa é colocada. Normalmente, o LASEK tem uma recuperação mais lenta do que o LASIK, mas também apresenta um risco reduzido de infecção ou outras complicações.
  • Extração de lentícula por pequena incisão (SMILE): Usando a técnica SMILE, um laser especial corta um disco de tecido da córnea chamado “lentícula” do olho. Em seguida, um cirurgião faz uma incisão e remove a lentícula.
  • Troca de lentes refrativas (RLE): Embora a maioria dos tratamentos cirúrgicos para miopia alterem a córnea, este se concentra no cristalino natural do olho. Sua lente é removida e substituída por um implante de lente artificial. Isso às vezes é chamado de extração de lente transparente (CLE).
  • Lente intraocular fácica (PIOL): Este procedimento é semelhante ao RLE, mas neste caso as lentes naturais não são removidas.
  • Ceratotomia radial (RK): Neste procedimento, o cirurgião fará oito ou mais incisões na córnea usando uma lâmina de diamante, apontando para fora (como os ponteiros de um relógio), o que altera o formato da córnea. Esta foi uma das primeiras cirurgias de miopia, mas outros procedimentos a substituíram.

Quem deve considerar um procedimento cirúrgico para miopia?

As cirurgias para miopia geralmente apresentam os melhores resultados para pessoas com pelo menos 20 e poucos anos, cuja visão não mudou há pelo menos um ano.

Estar livre de outras doenças oculares e ter boa saúde em geral também o torna um candidato melhor.

Quem não deve fazer uma cirurgia ocular a laser?

As cirurgias oculares a laser não devem ser realizadas em ninguém antes dos 25 anos, pois os olhos ainda estão mudando durante esse período.

Pessoas com doenças corneanas existentes, como ceratocone, ectasia corneana e trauma corneano anterior, podem não ser bons candidatos para cirurgia ocular a laser.

Sua visão também pode flutuar durante a gravidez, durante a amamentação e durante a menopausa.

A visão também muda frequentemente após os 45 anos devido ao envelhecimento natural não relacionado à miopia.

Certas condições de saúde, como a imunodeficiência, também podem impedir ou atrasar a sua capacidade de se submeter a procedimentos cirúrgicos com segurança.

Qual procedimento é melhor para você?

Cada cirurgia difere no tempo de recuperação, no risco e na quantidade de correção da visão que podem realizar.

Conversar com um especialista como um oftalmologista sobre seus objetivos pode ajudá-lo a escolher o plano de tratamento certo para você.

Quais são os riscos potenciais dos procedimentos de miopia?

Todas as cirurgias apresentam algum risco. Os riscos associados aos tratamentos cirúrgicos para miopia são geralmente muito baixos, mas podem incluir:

  • visão piorada
  • brilho
  • auréolas
  • diminuição da visão noturna
  • olhos secos
  • infecção
  • inflamação
  • uma retina descolada
  • cegueira

A cirurgia ocular a laser dói?

Antes da cirurgia ocular a laser, você receberá um sedativo, anestesia ou ambos, dependendo da cirurgia e de suas necessidades específicas.

Se você estiver acordado durante a cirurgia, poderá sentir alguma pressão, mas normalmente não é doloroso.

Pode haver alguma dor leve ou irritação durante a recuperação.

Quanto custa uma cirurgia ocular corretiva para miopia?

O tipo de cirurgia que você fará afetará o custo. Os tratamentos cirúrgicos para miopia geralmente variam de US$ 1.500 a US$ 2.500 por olho.

Os tratamentos cirúrgicos para miopia normalmente não são cobertos pelo seguro, mas verifique primeiro com seu médico e pergunte ao consultório do cirurgião se há descontos disponíveis.

Quais são os tratamentos alternativos para a miopia?

Os tratamentos não cirúrgicos mais comuns para a miopia são o uso de óculos ou lentes de contato. Isso é recomendado para quem não pode fazer cirurgia, como crianças.

Para aqueles cujos olhos ainda estão em desenvolvimento, colírios de atropina ou lentes de contato especiais podem ajudar a retardar a progressão da miopia.

Qual é o tratamento mais comum para a miopia?

O tratamento mais comum para a miopia é o uso de óculos graduados, enquanto o tratamento cirúrgico mais comum é o LASIK.

Fale com um médico sobre quais tratamentos o ajudarão a atingir melhor seus objetivos de visão.

Remover

Se você tem miopia (é míope), o formato do seu olho fica distorcido. Isso pode levar à visão embaçada.

Os avanços nas técnicas cirúrgicas refrativas criaram vários métodos para o tratamento da miopia. A cirurgia pode não ser uma opção para todos, mas também existem opções não cirúrgicas disponíveis.


Like it? Share with your friends!

0

What's Your Reaction?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win

0 Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *