Qual o papel da dopamina na doença de Parkinson?


0

A doença de Parkinson é um distúrbio neurológico progressivo. Causa problemas como tremor, rigidez muscular e movimentos lentos. Afeta quase 1 milhão de pessoas nos Estados Unidos e a incidência está aumentando.

A doença de Parkinson não é totalmente compreendida. Não há cura conhecida e os testes de diagnóstico não podem determinar definitivamente se uma pessoa a tem. Mas os pesquisadores sabem bastante sobre o papel que a dopamina desempenha em seu desenvolvimento.

Neste artigo, discutiremos o que é dopamina e como está relacionada à doença de Parkinson. Você também aprenderá sobre as opções de tratamento que melhoram os níveis de dopamina e maneiras de aumentar a dopamina naturalmente.

O que é dopamina?

A dopamina é um tipo de substância química cerebral conhecida como neurotransmissor. Isso significa que a dopamina é responsável por ajudar a mover os sinais elétricos pelo cérebro. É produzido em uma parte do cérebro chamada substantia nigra.

A dopamina é responsável pelos movimentos suaves e controlados típicos de pessoas sem distúrbio de movimento. A dopamina também desempenha um papel importante no mecanismo de motivação e recompensa do corpo. Quando você faz algo bom ou prazeroso, seu cérebro é inundado com dopamina, o que o incentiva a agir novamente.

Seu corpo é capaz de produzir toda a dopamina de que necessita. Ele pode obter os blocos de construção dos alimentos que você ingere e das atividades que realiza. Em pessoas com doença de Parkinson, os níveis de dopamina caem e o cérebro não tem neurotransmissor suficiente para fazer o importante trabalho de enviar impulsos elétricos através do cérebro e do sistema nervoso central.

Qual é a conexão da dopamina com a doença de Parkinson?

Para pessoas com doença de Parkinson, os níveis de dopamina são muito baixos. À medida que a dopamina começa a cair, os sinais e sintomas da doença de Parkinson começam a se revelar. Isso significa que os movimentos corporais suaves e controlados podem ser substituídos por sintomas como tremor ou rigidez nos membros. Os movimentos fluidos podem se tornar lentos, instáveis ​​e interrompidos.

Os níveis de dopamina podem ser significativamente reduzidos no momento em que esses sintomas são perceptíveis. Alguns dos primeiros sinais da doença de Parkinson não são tão óbvios e podem ocorrer anos antes de surgirem os problemas motores mais significativos. Esses sintomas incluem:

  • Dificuldade de concentração
  • má coordenação
  • postura encurvada
  • perda de cheiro

O que acontece quando os níveis de dopamina caem?

Não está claro por que os níveis de dopamina caem em pessoas com doença de Parkinson, mas quanto mais baixo o nível de dopamina, maior a probabilidade de você apresentar sintomas do distúrbio.

De acordo com o Instituto Nacional de Distúrbios Neurológicos e Derrame, os sintomas da doença de Parkinson geralmente começam a aparecer quando o cérebro de uma pessoa perde de 60 a 80% de suas células produtoras de dopamina na substância negra. Isso significa que a queda na dopamina pode estar acontecendo muito antes que os sintomas sejam reconhecidos e seu médico comece o trabalho de tentar determinar o que está causando os problemas.

Como a dopamina viaja

Os circuitos elétricos em seu cérebro se movem na velocidade da luz – mais rápido ainda. Eles enviam informações e dados através de seu cérebro e para o sistema nervoso central rapidamente para que você possa se mover e reagir. No entanto, quando esses transmissores são interrompidos ou redirecionados, os sintomas e sinais de problemas potenciais podem se tornar aparentes.

A dopamina é transportada pelo cérebro ao longo de vias específicas. São as chamadas vias dopaminérgicas ou vias da dopamina. Em pessoas com doença de Parkinson, duas vias significativas da dopamina – a via mesolímbica e a via nigroestriatal – param de se comunicar com outros neurônios e partes do cérebro.

Normalmente, essas vias são responsáveis ​​por mover a dopamina de partes específicas do cérebro. No cérebro das pessoas com doença de Parkinson, essas vias não estão mais conectadas. Sem dopamina para se mover, os níveis do neurotransmissor começam a cair.

Um exame de sangue pode ser usado para medir o nível de transportadores de dopamina no corpo. A pesquisa sugere que um nível mais baixo da densidade do transportador de dopamina está implicado no desenvolvimento da doença de Parkinson.

Diagnóstico com varredura do transportador de dopamina (DaTscan)

Nenhum teste pode confirmar o diagnóstico de doença de Parkinson, mas alguns testes podem ajudar a descartar outras causas potenciais. A varredura do transportador de dopamina (DaTscan) é um desses testes. Embora não confirme a presença da condição neurológica, pode ajudar seu médico a descartar outras causas potenciais.

Durante o teste de imagem, um profissional de saúde administra uma pequena quantidade de material radioativo. Este material fornece contraste no DaTscan para que eles possam determinar quanta dopamina está disponível no cérebro.

Este teste não é usado em pessoas que apresentam sinais mais evidentes da doença de Parkinson ou pessoas que atendem aos critérios de diagnóstico. Em vez disso, o DaTscan é geralmente reservado para pessoas que apresentam apenas sintomas leves e não atendem aos critérios padrão para um diagnóstico.

Dopamina em tratamentos

Vários tipos de tratamentos para a doença de Parkinson dependem da dopamina.

A dopamina pode ser usada para tratar o Parkinson?

Se a doença de Parkinson for causada por uma queda na dopamina, pode fazer sentido que a reposição dessa dopamina interrompa os sintomas e a progressão do distúrbio. Mas não é tão fácil.

A dopamina de um medicamento ou injeção não consegue penetrar na barreira hematoencefálica. Isso o torna um tratamento ineficaz.

Um aminoácido chamado levodopa pode ajudar a aumentar os níveis de dopamina no cérebro. Se administrado como medicamento, pode atravessar a barreira hematoencefálica. Uma vez no cérebro, a levodopa é convertida em dopamina.

A levodopa não substitui toda a dopamina perdida, mas pode ajudar a reduzir os sintomas da doença de Parkinson. É particularmente útil com controle de movimento.

Estimulação cerebral profunda

A estimulação cerebral profunda é um tipo de tratamento que inclui a colocação de eletrodos em partes específicas do cérebro e o uso de um gerador para enviar impulsos elétricos através do cérebro. Em pessoas com doença de Parkinson, esses sinais elétricos podem ajudar a reduzir sintomas como tremor, rigidez e espasmos musculares.

Além do mais, a estimulação cerebral profunda pode aumentar o nível de dopamina em uma parte do cérebro. Isso, por sua vez, pode reduzir os sintomas.

Maneiras de aumentar a dopamina

A dopamina é um neurotransmissor ótimo para ter em abundância. Quando você faz isso, seu cérebro é inundado por sentimentos de prazer e uma sensação de satisfação e recompensa.

Embora o aumento da dopamina natural não impeça ou pare a progressão da doença de Parkinson, pode ajudar a evitar os primeiros sintomas da doença. Para algumas pessoas, os aumentos naturais de dopamina podem ser úteis junto com outros tratamentos.

O resultado final

A dopamina desempenha um papel vital no corpo. Ajuda a regular o movimento e responde em momentos de recompensa e motivação.

Sem a dopamina, o cérebro não consegue enviar sinais elétricos ao corpo de maneira adequada. Os sinais e sintomas da queda da dopamina começarão a aparecer. Isso inclui tremor, rigidez muscular e perda de coordenação. Em última análise, é provável o diagnóstico de doença de Parkinson.

Embora você não possa repor a dopamina perdida no cérebro, os tratamentos para a doença de Parkinson podem ajudar seu cérebro a criar mais dopamina própria. O tratamento pode retardar ou diminuir alguns dos sintomas do distúrbio neurológico progressivo.


Like it? Share with your friends!

0

What's Your Reaction?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win

0 Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Choose A Format
Personality quiz
Series of questions that intends to reveal something about the personality
Trivia quiz
Series of questions with right and wrong answers that intends to check knowledge
Poll
Voting to make decisions or determine opinions
Story
Formatted Text with Embeds and Visuals
List
The Classic Internet Listicles
Countdown
The Classic Internet Countdowns
Open List
Submit your own item and vote up for the best submission
Ranked List
Upvote or downvote to decide the best list item
Meme
Upload your own images to make custom memes
Video
Youtube, Vimeo or Vine Embeds
Audio
Soundcloud or Mixcloud Embeds
Image
Photo or GIF
Gif
GIF format