Quais são as diferentes opções de tratamento para o câncer de próstata?


0

O câncer de próstata (também conhecido como adenocarcinoma de próstata) é o segundo tipo de câncer mais comum, depois do câncer de pele, em homens americanos. Diagnosticar esta forma de câncer mais cedo pode aumentar a probabilidade de sobrevivência porque o prognóstico é baseado no estágio e no grau.

As opções de tratamento dependem de até que ponto o tumor se espalhou e se responde aos hormônios. Continue lendo para saber mais sobre esta doença e opções de tratamento para manter a saúde da próstata.

O que é câncer de próstata e por que é um problema?

O câncer de próstata é um problema sério porque é a forma mais comum de câncer em homens e geralmente cresce sem sintomas até que seja tarde demais para o tratamento. A próstata está presente abaixo da bexiga e envolve a uretra.

A próstata ajuda a produzir sêmen ao misturar espermatozoides com fluido das vesículas seminais e dos canais deferentes. A próstata é pequena, como uma noz, e pesa entre 20 e 30 gramas em homens adultos.

Pode se espalhar para outras partes do corpo humano

O câncer pode se espalhar para outras áreas, como os gânglios linfáticos ou ossos, tornando-se muito perigoso. Tal como acontece com muitos tipos de câncer, a próstata se espalha de forma mais eficiente em seus estágios iniciais.

Quais são os sintomas?

Os sintomas comuns são dificuldade para urinar e necessidade de urinar com mais frequência, especialmente à noite. Se o tumor pressionar a uretra, pode causar dor ou problemas de ereção. Sangue na urina ou sêmen e dor pélvica também são sintomas possíveis.

Em casos avançados, o câncer pode se espalhar para outras partes do corpo e causar dor, perda de peso e fadiga.

Como é diagnosticado?

De acordo com o Statista, em 2018, apenas 30 por cento dos entrevistados com idades entre 50 e 64 anos tinham um teste de antígeno específico da próstata (PSA) que rastreou o câncer de próstata.

Um exame retal digital (DRE) é muitas vezes o primeiro passo para diagnosticar o câncer de próstata. O médico insere um dedo enluvado no reto para sentir qualquer massa dura na próstata. Os exames de imagens médicas também podem ser usados, como a tomografia computadorizada (TC) ou a ressonância magnética (MRI).

Um exame de sangue PSA costuma ser feito para determinar se há níveis elevados de antígeno prostático específico, o que pode indicar câncer.

Como o câncer de próstata é tratado?

Tradicionalmente, a cirurgia tem sido o tratamento primário para o câncer de próstata. No entanto, a cirurgia pode não ser a solução certa se o tumor for enorme ou se a pessoa tiver outros problemas de saúde que tornem a cirurgia arriscada.

Como resultado, a radioterapia (o uso de raios de alta energia para matar as células cancerosas) e a terapia hormonal (que reduz a produção de testosterona para retardar o crescimento do tumor) estão se tornando alternativas mais comuns.

Tratamentos alternativos, como massagem de próstata, mudanças na dieta e suplementos também podem ser usados ​​em combinação com as terapias tradicionais ou no lugar delas. O câncer de próstata é uma preocupação séria, mas muitas pessoas sobrevivem a ele se receberem tratamento precoce.

Como os suplementos ricos em glutationa podem ajudar?

A glutationa é um bom antioxidante que pode ajudar a proteger o corpo contra os danos causados ​​pelo câncer e a manter a saúde da próstata. Também pode ajudar a melhorar a eficácia dos tratamentos tradicionais de câncer.

Ao controlar os radicais livres, a glutationa pode ajudar a desacelerar o crescimento das células cancerosas e torná-las mais vulneráveis ​​ao tratamento.

Alguns estudos mostraram que os suplementos de glutationa podem ajudar a melhorar a eficácia da radioterapia e da quimioterapia. Um estudo descobriu que os suplementos de glutationa ajudaram a melhorar as taxas de sobrevivência de pacientes com câncer de próstata.

Outro estudo mostrou que a glutationa melhorou a qualidade de vida de pacientes com câncer de próstata submetidos à radioterapia. Esta pesquisa foi apoiada por outros estudos que mostram que a glutationa ajuda a proteger as células saudáveis ​​dos efeitos nocivos da radioterapia.

Alguns suplementos ricos em glutationa incluem:

Cardo mariano

O cardo leiteiro é um suplemento usado há séculos para tratar problemas de fígado. No entanto, também contém glutationa e outros antioxidantes que ajudam o corpo a combater o câncer. Também pode ajudar a proteger as células saudáveis ​​da radioterapia e reduzir os efeitos colaterais, como náuseas.

N-acetilcisteína

A N-acetilcisteína é um aminoácido que pode ajudar a aumentar os níveis de glutationa. Foi demonstrado que melhora a eficácia da radioterapia e da quimioterapia e também pode proteger as células saudáveis ​​de danos.

Ácido alfa-lipóico

O ácido alfalipóico é um composto semelhante a uma vitamina encontrado em muitos alimentos. É um poderoso antioxidante que pode ajudar a proteger o corpo das toxinas cancerígenas. Foi demonstrado que melhora a eficácia da radioterapia e da quimioterapia.

Selênio

O selênio é um mineral encontrado em muitos alimentos. Foi demonstrado que protege o corpo das toxinas que causam câncer e também pode ajudar a melhorar a eficácia da radioterapia e da quimioterapia.

Curcumina

A curcumina é um composto encontrado na cúrcuma. Tem poderosas propriedades antiinflamatórias e antioxidantes e demonstrou melhorar a eficácia da radioterapia e da quimioterapia.

É essencial trabalhar com um profissional médico para criar um plano de tratamento que seja melhor para você. No entanto, os suplementos ricos em glutationa podem melhorar o seu resultado e ajudá-lo a combater o câncer de próstata.


Like it? Share with your friends!

0

What's Your Reaction?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win

0 Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *