Osteíte por Condensação: Uma Análise dos Sintomas e Tratamento


0

Getty Images / Aleksandar Jankovic

A osteíte de condensação não é considerada uma condição dentária muito comum. No entanto, pode levar a complicações se não for tratada.

A boa notícia é que seu dentista pode detectar essa condição com raios-X regulares. Você também pode ser encaminhado a um especialista conhecido como endodontista para tratamento.

Saiba mais sobre o que acarreta a osteíte de condensação, se há algum sintoma a ser observado e suas opções de tratamento.

O que é osteíte de condensação?

A osteíte de condensação consiste em crescimento ósseo anormal e lesões que podem resultar de inflamação ou infecções dos dentes. Também conhecida como osteíte esclerosante focal, esta condição dentária é conhecida por causar ossos mais duros e densos, que afeta principalmente os molares na área da mandíbula.

O diagnóstico de osteíte de condensação pode ser uma surpresa, pois essa condição dentária não causa necessariamente sintomas perceptíveis. É também não é considerada uma doença comum.

No entanto, se o seu dentista determinou que você tem essa condição, é importante procurar os tratamentos recomendados para ajudar a prevenir maiores danos aos dentes.

Quais são os sintomas da osteíte de condensação?

Ao contrário de muitos outros problemas dentários, a osteíte de condensação é amplamente assintomática. Essa condição geralmente é descoberta durante uma consulta odontológica de rotina com raios-X.

Às vezes, as causas iniciais subjacentes da osteíte de condensação podem causar sintomas, como dor leve. No entanto, o crescimento anormal do osso é normalmente indetectável sem um dentista.

O que causa a osteíte de condensação?

A osteíte de condensação é marcada por endurecimento ósseo anormal (esclerose). O endurecimento ósseo tende a ser localizado, ao invés de um problema generalizado na boca. Acredita-se que a inflamação e as infecções sejam as principais causas da osteíte de condensação, que pode estar associada a outras condições dentais.

A pulpite é uma possível condição associada a esta doença dentária, que destrói o tecido dentro dos dentes. A inflamação crônica, mas leve, do canal radicular é outra possibilidade, junto com infecções frequentes.

No geral, a osteíte de condensação afeta cerca de 4 a 7 por cento das pessoas. Jovens a adultos mais velhos são os mais afetados. No entanto, devido à falta de sintomas, você pode não perceber que tem essa condição até que seu dentista a encontre.

Embora não seja uma condição comum em si, a osteíte de condensação é considerada uma das formas mais frequentes de lesões da mandíbula.

Como é diagnosticada a osteíte de condensação

Ao contrário de outras doenças dentárias que podem causar ossos destruição, uma característica chave da osteíte de condensação é que ela leva ao osso Produção.

A osteíte de condensação geralmente é diagnosticada depois que o dentista detecta a condição em radiografias de rotina. Se você tiver essa doença inflamatória dentária, seu dentista poderá perceber que o osso está ficando mais denso em sua mandíbula, sob os dentes.

Além disso, seu dentista pode realizar uma biópsia em qualquer lesão óssea se o diagnóstico for incerto para descartar outras possíveis condições dentais. Isso inclui tumores ou crescimentos dentro do osso maxilar.

Seu dentista pode encaminhá-lo a um especialista chamado endodontista. É um tipo de dentista especializado em questões que afetam o interior dos dentes. Eles também ajudam a diagnosticar dores de dente e realizar canais radiculares.

Como é tratada a osteíte de condensação?

O tratamento da osteíte de condensação depende da causa subjacente. Um dentista ou endodontista pode recomendar as seguintes opções:

  • um canal radicular para ajudar a tratar a inflamação e quaisquer infecções ao redor do dente afetado
  • antibióticos para qualquer infecção existente
  • extração para o dente afetado se houver suspeita de dano permanente à polpa

  • uma possível abordagem esperar para ver para ver se sua condição progride, especialmente se nenhum outro sintoma for observado

Pesquisa demonstrou que, uma vez que os dentes tenham sido tratados com um canal radicular, as lesões ósseas associadas a essa condição podem remitir com o tempo, com cicatrização parcial também possível. No entanto, outros pesquisadores notaram que ainda podem existir inflamação pulpar e danos permanentes.

Qual é a diferença entre osteíte condensante e hipercementose?

Assim como a osteíte condensada, a hipercementose começa a afetar os dentes abaixo da superfície. Ambos também comumente afetam molares e pré-molares ao longo da área da mandíbula.

Ambas as condições são geralmente indetectáveis ​​até que sejam encontradas nas radiografias dentárias, mas diferem em sua aparência nas radiografias. A hipercementose faz com que a raiz do dente pareça maior, enquanto a osteíte de condensação é uma reação no osso ao redor do dente e não está diretamente ligada à raiz.

No cerne da hipercementose está a superprodução de um material chamado cemento, que cobre as raízes dos dentes. Isso pode levar a dentes visivelmente mais grossos, alguns dos quais podem ficar grudados.

A osteíte de condensação também pode causar dor na pulpite crônica.

Algumas das causas mais comuns de hipercementose incluem:

  • trauma de dente
  • dentes impactados
  • inflamação (semelhante à osteíte de condensação)
  • doença de Paget
  • doença da tireóide
  • artrite
  • febre reumática

Remover

A osteíte de condensação é uma condição incomum que geralmente não causa sintomas perceptíveis ou pode causar dor leve. Na maioria das vezes, é causada por uma inflamação crônica de baixo grau dentro do dente, que pode levar a um crescimento ósseo anormal. Pré-molares e molares são os mais afetados.

Um dentista provavelmente reconhecerá a osteíte de condensação em um raio-X de rotina e pode recomendar um tratamento de canal radicular, ou possivelmente encaminhá-lo a um endodontista. Dependendo de suas descobertas, uma abordagem de esperar para ver também pode ser sugerida.

A detecção precoce e o tratamento de problemas dentários, como osteíte de condensação, podem reduzir o risco de problemas futuros nos ossos e dentes. Com esta doença, é possível que as lesões ósseas voltem ao normal após o tratamento.


Like it? Share with your friends!

0

What's Your Reaction?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win

0 Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Choose A Format
Personality quiz
Series of questions that intends to reveal something about the personality
Trivia quiz
Series of questions with right and wrong answers that intends to check knowledge
Poll
Voting to make decisions or determine opinions
Story
Formatted Text with Embeds and Visuals
List
The Classic Internet Listicles
Countdown
The Classic Internet Countdowns
Open List
Submit your own item and vote up for the best submission
Ranked List
Upvote or downvote to decide the best list item
Meme
Upload your own images to make custom memes
Video
Youtube, Vimeo or Vine Embeds
Audio
Soundcloud or Mixcloud Embeds
Image
Photo or GIF
Gif
GIF format