O que saber sobre imunoterapia para leucemia


0

Você deve saber que seu sistema imunológico funciona para protegê-lo de infecções, como gripe e infecções na garganta. No entanto, ele também pode defender contra outras doenças, como o câncer.

A imunoterapia é um tipo de tratamento contra o câncer que funciona usando partes do sistema imunológico para ajudar a controlar o câncer. Vários tipos de câncer podem ser tratados com imunoterapia, incluindo a leucemia.

A seguir, exploraremos quando a imunoterapia pode ser usada para tratar a leucemia. Em seguida, discutiremos os diferentes tipos de opções de tratamento de imunoterapia disponíveis para a leucemia e o que sabemos sobre sua eficácia.

Quando pode ser usado?

Leucemia é um termo que se refere a um grupo de cânceres que afetam o sangue. Na leucemia, as células anormais começam a crescer e se dividir, deslocando as células saudáveis ​​do sangue e da medula óssea.

As leucemias são classificadas pela rapidez com que o câncer cresce (agudo vs. crônico) e que tipo de célula é afetada (mieloide vs. linfoide). Existem quatro tipos principais de leucemia:

  • leucemia mieloide aguda (AML)
  • leucemia mieloide crônica (CML)
  • leucemia linfocítica aguda (LLA)
  • leucemia linfocítica crônica (CLL)

Quem recebe imunoterapia para leucemia?

Em muitos casos, a imunoterapia pode ser usada quando a leucemia voltou ou recidivou após o tratamento. Também pode ser usado quando outros tratamentos de leucemia, como quimioterapia, não foram eficazes.

Para alguns tipos de leucemia, as imunoterapias são usadas como parte do tratamento inicial. Um exemplo disso é o anticorpo monoclonal rituximabe no tratamento da LLC. Nessa situação, a imunoterapia costuma ser combinada com outros tratamentos de câncer, como quimioterapia ou terapia direcionada.

Muitas imunoterapias têm como alvo direto certas proteínas na superfície das células cancerosas. Como a presença dessas proteínas é importante para que o tratamento seja eficaz, testes moleculares podem ser usados ​​durante o diagnóstico para ajudar a detectá-las.

A imunoterapia pode ser usada em crianças com leucemia?

As crianças também podem desenvolver leucemia. De acordo com a American Cancer Society, cerca de 3 em cada 4 leucemias em crianças são ALL, enquanto a maioria dos casos restantes são AML. As leucemias crônicas são muito raras em crianças.

Algumas imunoterapias podem ser usadas em crianças com leucemia. Exemplos de alguns que são aprovados para uso em crianças são:

  • blinatumomab (Blincyto), um anticorpo monoclonal usado para LLA
  • gemtuzumab ozogamicina (MyloTarg), um anticorpo monoclonal conjugado usado para AML
  • tisagenlecleucel (Kymriah), uma terapia com células CAR T usada para LLA

Tipos de imunoterapia

Agora, vamos dar uma olhada nos diferentes tipos de imunoterapias que podem ser usados ​​para tratar a leucemia.

Anticorpos monoclonais

Os anticorpos são proteínas imunológicas produzidas em resposta a infecções. Os anticorpos monoclonais (mAbs) são anticorpos artificiais que imitam as ações de anticorpos produzidos naturalmente.

Os mAbs se ligam a proteínas específicas nas células cancerosas, ajudando o sistema imunológico a detectar e matar melhor essas células. Como os mAbs têm como alvo proteínas específicas nas células cancerosas, eles também se enquadram no conceito de terapia direcionada.

Alguns tipos de mAbs também têm uma droga tóxica ligada a eles. Eles são chamados de mAbs conjugados. Quando o mAb se liga ao seu alvo na célula cancerosa, a droga atua matando a célula. Desta forma, o mAb serve como um sistema de distribuição de drogas.

Os mAbs que podem ser usados ​​para tratar a leucemia são:

  • alemtuzumab (Campath) (CLL)
  • blinatumomab (Blincyto) (ALL)
  • obinutuzumab (Gazyva) (CLL)
  • ofatumumab (Arzerra) (CLL)
  • rituximabe (Rituxan) (CLL)

Os mAbs conjugados que podem ser usados ​​para tratar a leucemia incluem:

  • gemtuzumab ozogamicina (MyloTarg) (AML)
  • inotuzumabe ozogamixina (Besponsa) (ALL)
  • pasudotox moxetumomab (Lumoxiti) (leucemia de células pilosas)

Terapia de células T CAR

A terapia de células T com receptor de antígeno quimérico (CAR) é um tipo mais recente de imunoterapia. Ele usa suas próprias células T para tratar a leucemia.

Na terapia com células T CAR, uma amostra de células T é retirada de seu sangue. Isso é feito por meio de um processo chamado leucaferese.

Essas células T são então modificadas em um laboratório para que tenham receptores específicos para certas proteínas na superfície das células cancerosas. Após o processo de modificação, as células T podem se multiplicar para que estejam presentes em um número maior.

Normalmente, você receberá quimioterapia por vários dias antes de receber uma infusão de células T CAR. Quando as células T modificadas são injetadas de volta em seu corpo, elas podem encontrar e matar as células cancerosas.

O tipo de terapia com células T CAR que é usado para a leucemia é chamado tisagenlecleucel (Kymriah). Tisagenlecleucel está atualmente aprovado para tratar LLA.

A terapia com células CAR T também está sendo estudada para o tratamento de outros tipos de leucemia, como AML e CLL.

Infusão de linfócitos de doador

Uma infusão de linfócitos de doador (DLI) usa glóbulos brancos que foram coletados de um doador compatível saudável, como um irmão. Normalmente é feito quando a leucemia recidiva após um transplante de células-tronco.

Os glóbulos brancos de um dador são administrados por perfusão. O objetivo é que essas células detectem e destruam as células cancerosas.

O DLI pode ser usado como parte do tratamento da LMC. Também pode ser utilizado para leucemias agudas, mas é menos eficaz.

Por exemplo, alguns pesquisar descobriu que DLI pode levar à remissão completa em 70 a 80 por cento dos indivíduos com LMC recorrente, em comparação com menos de 40 por cento das pessoas com leucemia aguda recorrente.

Interferon

O interferon é uma versão humana das proteínas do interferon que são produzidas naturalmente pelo sistema imunológico. Você também pode vê-los chamados de tratamento imunomodulador.

O interferon alfa é um tipo de tratamento com interferon usado para tratar a LMC. Pode ajudar a retardar o crescimento e a divisão das células cancerosas.

O interferon-alfa costumava ser uma das principais opções de tratamento para a LMC, mas agora é usado com menos frequência. Isso se deve ao desenvolvimento de novos tratamentos de CML, como terapias direcionadas, como inibidores de tirosina quinase.

Taxa de sucesso

A eficácia da imunoterapia para a leucemia pode depender de muitos fatores diferentes. Esses incluem:

  • o tipo de leucemia que você tem
  • a extensão (estágio) da leucemia
  • o tipo de imunoterapia usada
  • os outros tipos de tratamentos de câncer que você fez
  • sua idade
  • sua saúde geral

Vamos dar uma olhada no que a pesquisa diz sobre as taxas de sucesso de algumas das imunoterapias comumente usadas para a leucemia.

Blinatumomab (Blincyto)

Resultados de ensaios clínicos publicado em 2017, relatou a eficácia do blinatumomabe em comparação com a quimioterapia em adultos com LLA avançada. No ensaio, 271 participantes receberam blinatumomabe, enquanto 134 receberam quimioterapia.

A sobrevida geral para os indivíduos que receberam blinatumomabe foi significativamente maior do que aqueles que receberam quimioterapia. As taxas de remissão em 12 semanas de tratamento também foram significativamente maiores no grupo de blinatumomabe.

Em crianças

Os resultados de um ensaio clínico publicado em 2016 avaliou a eficácia do blinatumomabe em participantes pediátricos com LLA recidivante ou de difícil tratamento. No total, 93 crianças foram incluídas no estudo.

Os pesquisadores descobriram que 27 dos 70 participantes que receberam a dosagem recomendada de blinatumomabe, ou 39 por cento, tiveram remissão completa.

Gemtuzumab ozogamicina (MyloTarg)

Os resultados dos ensaios clínicos publicados em 2016 detalham os resultados de um ensaio que investiga o uso de gemtuzumabe ozogamicina (GO) em idosos com LMA que não puderam se submeter à quimioterapia. O julgamento incluiu 237 participantes.

Em comparação com os 119 indivíduos que receberam os melhores cuidados de suporte, os 118 participantes que receberam GO tiveram uma sobrevida global significativamente maior. Além disso, a remissão completa ocorreu em 30 participantes que receberam GO.

Em crianças e adultos jovens

Outro ensaio clínico que teve resultados publicados em 2014 analisou o uso de GO em indivíduos desde o nascimento até os 29 anos de idade que foram diagnosticados com LMA. Um total de 1.022 participantes foram inscritos no ensaio.

A quimioterapia isolada foi comparada à quimioterapia com suplementação de GO. Embora o tratamento com quimioterapia e GO juntos não tenham melhorado a sobrevida geral, ele reduziu significativamente o risco de recaída.

Rituximabe (Rituxan)

Ensaio clínico os resultados de 2010 compararam a quimioterapia sozinha à quimioterapia com rituximabe. Um total de 817 participantes com CLL foram incluídos no estudo, com 409 recebendo apenas quimioterapia e 408 recebendo quimioterapia com rituximabe.

Quando os pesquisadores avaliaram os participantes 3 anos após o início do estudo, eles descobriram que 65% dos que receberam quimioterapia e rituximabe estavam livres de progressão da LLC, em comparação com 45% dos que receberam apenas quimioterapia.

Além disso, a quimioterapia com rituximabe também melhorou ligeiramente a sobrevida geral. No ponto de 3 anos, 87 por cento dos participantes neste grupo estavam vivos, em comparação com 83 por cento no grupo apenas de quimioterapia.

Tisagenlecleucel (Kymriah)

Os resultados de um ensaio clínico publicado em 2018, avaliou o uso da terapia com células T CAR tisagenlecleucel em crianças e adultos jovens com LLA que tiveram recidiva ou não responderam ao tratamento. O ensaio incluiu 75 participantes com idades entre 3 e 21 anos.

Os pesquisadores observaram que a taxa geral de remissão em 3 meses foi de 81 por cento. A taxa de sobrevida global após receber tisagenlecleucel foi de 90 por cento e 76 por cento, 6 e 12 meses após o tratamento, respectivamente.

Um efeito colateral grave, mas normalmente reversível, denominado síndrome de liberação de citocinas, ocorreu em 77 por cento dos participantes.

Uma nota sobre esperança

Ser diagnosticado e fazer tratamento para leucemia pode ser opressor. No entanto, há muitas coisas para se ter esperança.

Avanços nos tratamentos para a leucemia estão acontecendo o tempo todo e os pesquisadores continuam a investigar novos tratamentos em potencial. Alguns exemplos incluem:

  • alvos adicionais para tratamentos mAb
  • radioimunoterapia, que atualmente é usada para linfoma e usa um mAb combinado com uma substância radioativa
  • infusões com células assassinas naturais modificadas (NK), que são outro tipo de célula imune que pode matar células cancerosas
  • vacinas contra o câncer, que têm como objetivo promover uma resposta imune contra as células cancerosas

Como estamos aprendendo mais sobre leucemia e maneiras de tratá-la, as perspectivas também melhoraram. Por exemplo, de acordo com a Leukemia and Lymphoma Society, a taxa de sobrevivência relativa de 5 anos para leucemia mais do que quadruplicou desde 1960.

O resultado final

A imunoterapia é um tipo de tratamento da leucemia. Ele usa componentes derivados do sistema imunológico para ajudar a tratar diferentes tipos de leucemia.

Na maioria das vezes, a imunoterapia é usada quando a leucemia recidivou ou não respondeu a outras opções de tratamento. No entanto, alguns tipos de imunoterapias, como rituximabe para CLL, podem ser usados ​​como parte do tratamento de primeira linha.

Alguns exemplos de imunoterapias incluem anticorpos monoclonais, terapia com células CAR T e interferon. O tipo de imunoterapia que pode ser recomendado dependerá do tipo de leucemia que você tem, bem como de vários outros fatores.


Like it? Share with your friends!

0

What's Your Reaction?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win

0 Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Choose A Format
Personality quiz
Series of questions that intends to reveal something about the personality
Trivia quiz
Series of questions with right and wrong answers that intends to check knowledge
Poll
Voting to make decisions or determine opinions
Story
Formatted Text with Embeds and Visuals
List
The Classic Internet Listicles
Countdown
The Classic Internet Countdowns
Open List
Submit your own item and vote up for the best submission
Ranked List
Upvote or downvote to decide the best list item
Meme
Upload your own images to make custom memes
Video
Youtube, Vimeo or Vine Embeds
Audio
Soundcloud or Mixcloud Embeds
Image
Photo or GIF
Gif
GIF format