O que sabemos sobre a nova variante do COVID XBB.1.5?


0

A subvariante Omicron XBB.1.5 foi relatada em dezenas de países e a OMS a considerou a mais transmissível até agora.

Tubo de ensaio rotulado como ‘COVID-19 Omicron variant test positivo’ é visto nesta foto ilustrativa tirada em 15 de janeiro de 2022 [Dado Ruvic/Reuters]

Uma nova variante Omicron XBB.1.5 está causando preocupação entre os cientistas, pois está se espalhando como um incêndio em dezenas de países, com a agência de saúde da ONU chamando-a de “subvariante mais transmissível já detectada”.

Nos Estados Unidos, o XBB.1.5 agora responde por mais de 40% dos casos de COVID-19, subindo acentuadamente de 2% na primeira semana de dezembro. Agora é a segunda cepa dominante dos EUA.

O XBB.1.5, que é descendente da subvariante Omicron XBB, começou a aumentar em partes da Europa, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Duas outras variantes Omicron – BA.5.2 e BF.7 – foram as cepas dominantes por trás de um aumento acentuado nos casos de COVID-19 na China. Pequim disse que pelo menos 60.000 pessoas morreram no mês passado.

Aqui está o que sabemos sobre XBB.1.5:

O que é XBB.1.5?

XBB.1.5 é uma subvariante da cepa Omicron do coronavírus COVID-19, a variante preocupante (VOC) mais transmissível até o momento.

A disseminação do Omicron no início do ano passado levou a um número recorde de infecções em todo o mundo.

Com o nome não oficial de Kraken, XBB.1.5 é uma sublinhagem de XBB – uma combinação de duas cepas da subvariante BA.2. Foi detectado pela primeira vez em outubro de 2022 nos EUA.

XBB.1.5 tem circulado em pelo menos 38 países, incluindo Canadá, Austrália, Kuwait, Alemanha e França.

Um trabalhador médico administra um cotonete nasal a um paciente em um centro de testes de doença por coronavírus (COVID-19) em Nantes, perto de Nantes, França
Os sintomas de XBB.1.5 são semelhantes às cepas Omicron anteriores, incluindo congestão, corrimento nasal e febre [File: Stephane Mahe/Reuters]

O XBB.1.5 é mais infeccioso?

Em 4 de janeiro, Maria Van Kerkhove, líder técnica da OMS em COVID-19, disse que o XBB.1.5 é a “subvariante mais transmissível já detectada”.

“As razões para isso são as mutações que estão dentro dessa subvariante do Omicron, permitindo que esse vírus adira à célula e se replique facilmente”, acrescentou ela.

O coronavírus SARS-CoV-2 continuou a sofrer mutações desde que surgiu, há três anos. Os cientistas têm lutado para conter o coronavírus, pois ele sofre mutações constantes – o que significa que mudou seu código genético. As mutações também significavam que o vírus poderia escapar do sistema imunológico e das vacinas.

Segundo especialistas, uma mutação conhecida como F486p dá ao Kraken uma vantagem maior do que o XBB, permitindo que ele se ligue melhor ao receptor ACE2 nas células – um processo pelo qual o COVID-19 se espalha em humanos.

Os sintomas da subvariante são semelhantes às cepas Omicron anteriores, incluindo congestão, corrimento nasal e febre.

XBB.1.5 pode levar a doenças mais graves?

Atualmente, a OMS disse que não há evidências definitivas de que o Kraken levará a uma doença mais grave do que seus antecessores.

Uma avaliação de risco interna publicada pela agência da ONU em 11 de janeiro indicou que o XBB.1.5 não “portava nenhuma mutação conhecida por estar associada a uma possível mudança na gravidade”. No entanto, afirmou que as avaliações de gravidade continuavam.

Ryan Gregory, da Universidade de Guelph, no Canadá, disse à Al Jazeera que pode ser difícil determinar se uma variante é mais grave porque havia “várias variantes circulando no mesmo local”.

Paciente com COVID em Louisiana
Especialistas dizem que, como seu pai XBB, o Kraken é mais imune evasivo do que as sub-linhagens Omicron anteriores [File: Kathleen Flynn/Reuters]

“No nordeste dos EUA, onde XBB.1.5 é mais prevalente, ainda há muito BQ.1 e BQ.1.1 [Omicron subvariants] circulando. Ainda não há nenhuma indicação de que provavelmente será mais grave, nem de que causará uma onda do tamanho do primeiro Omicron no inverno passado”, disse o professor de biologia evolutiva.

“Além disso, como aprendemos com a primeira onda Omicron, menos virulenta [than Delta] não significou menos internações e mortes – 2022 foi o ano mais mortal da pandemia no Canadá, por exemplo, e isso foi tudo Omicron.”

Além disso, Gregory disse que a situação com as variantes mudou nos últimos meses.

“A existência de toda uma ‘sopa variante’, em vez de uma variante dominando e sendo substituída por uma única variante subsequente, parece significar um nível do mar mais alto com maré alta e baixa, em vez de uma série de tsunamis”, acrescentou. .

As vacinas vão funcionar?

Como seu pai XBB, o Kraken tem fortes propriedades evasivas imunológicas em comparação com as sublinhagens Omicron anteriores, de acordo com os cientistas.

O professor da Universidade de Guelph, Gregory, disse à Al Jazeera que todas as indicações eram de que a vacina bivalente – que inclui uma combinação do vírus original e a variante Omicron – continua a fornecer “boa proteção”, incluindo cepas XBB em termos de prevenção de doenças agudas graves.

“Eles não interrompem a transmissão e é menos claro o quão bem eles protegem contra o risco de COVID longo, mas trabalham para reduzir as hospitalizações”, acrescentou.

“Isto é, se as pessoas forem estimuladas – em muitos lugares, as taxas de reforço têm sido muito baixas”.

Syra Madad, diretora sênior do System-wide Special Pathogens Program no NYC Health + Hospitals, disse que além de se manter atualizado com as vacinas, era importante “proteger, já que nenhuma camada é 100%”.

“Isso inclui o uso de uma máscara de alta qualidade em ambientes internos com pouca ventilação ou quando em espaços lotados”, disse ela à Al Jazeera.

“Com três anos de experiência com esta pandemia, todos podemos dizer com confiança que as máscaras funcionaram e são uma ótima ferramenta para reduzir o risco de se infectar com o COVID-19.”


Like it? Share with your friends!

0

What's Your Reaction?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win

0 Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *