O que causa endometriose intestinal após uma histerectomia?


0

A endometriose ocorre quando um tecido semelhante ao revestimento do útero, também chamado de endométrio, cresce fora do útero. Esse tecido pode crescer em qualquer parte do abdome e da pelve. Sobre 3 a 37 por cento de todos os casos afetam os intestinos.

A histerectomia é a remoção cirúrgica do útero. Isso às vezes é feito ao mesmo tempo que a ooforectomia, que é a remoção cirúrgica dos ovários.

Quando se trata de endometriose, essas cirurgias são consideradas um tratamento de último recurso. Eles podem ajudar a aliviar a dor pélvica crônica, mas não são uma cura. A condição pode retornar após a histerectomia, principalmente nos intestinos.

Às vezes, os primeiros sintomas da endometriose intestinal ocorrem após uma histerectomia. Mas é provável que a condição já estivesse presente nos intestinos, apenas não diagnosticada. A histerectomia não causa endometriose.

Vejamos algumas causas da endometriose intestinal após histerectomia, complicações potenciais e o que você deve saber sobre o tratamento.

O que causa endometriose intestinal após histerectomia?

Não está claro como a condição progride. Também não está claro por que o tecido endometrial cresce no intestino. Mas depois dos órgãos genitais, é o local mais comum para que ocorra.

No momento da histerectomia, é possível que houvesse pequenas lesões nos intestinos que não foram detectadas.

Aqui estão algumas causas potenciais de endometriose intestinal.

1. Tecido microscópico

A endometriose é uma doença progressiva. A remoção do útero pode resolver parte do problema. Mas mesmo uma pequena quantidade de tecido endometrial deixada para trás pode causar uma recorrência.

Os intestinos grosso e delgado são os mais comum locais de doença recorrente após a remoção do útero e ovários.

2. Preservação ovariana

Ao planejar uma histerectomia, algumas pessoas optam por preservar um ou ambos os ovários. Isso pode ajudá-lo a evitar a menopausa precoce e a necessidade de terapia de reposição hormonal (TRH).

Há um maior risco de endometriose voltando se você mantiver um ou ambos os ovários, em vez de removê-los.

3. Síndrome do remanescente ovariano

Ao remover os ovários, um pouco de tecido ovariano pode ser deixado para trás. Isto é ligado a endometriose recorrente. É possível que as secreções hormonais desse tecido façam o processo da doença funcionar novamente.

4. Terapia de reposição hormonal

O risco de recorrência é superior se você iniciar a terapia de reposição hormonal (TRH) após a histerectomia.

tem relatos de caso da condição que se desenvolve após histerectomia em pessoas sem histórico da doença, mas que estão em TRH. No entanto, isso é extremamente raro.

Também é raro que os sintomas se desenvolvam após a menopausa se você não estiver sob terapia de reposição hormonal. Há uma falta de pesquisas sobre pós-menopausa e endometriose, então há muitas incógnitas.

5. Invasão linfovascular

Isso é incomum, mas a endometriose pode envolver os gânglios linfáticos. Isso ajudaria a se espalhar após a histerectomia. Apesar disso, ainda é uma doença não cancerosa.

Quais são os sintomas?

Os sinais e sintomas de endometriose intestinal podem incluir:

  • dor abdominal persistente ou recorrente
  • alternância de constipação e diarreia
  • inchaço
  • sangue ou muco nas fezes
  • mudança na frequência ou aparência das fezes
  • cólicas intestinais
  • nausea e vomito
  • movimentos intestinais dolorosos
  • dor pélvica ou retal

Os sintomas podem começar a qualquer momento no processo da doença. Algumas pessoas apresentam apenas um sintoma, enquanto outras apresentam muitos. Algumas pessoas nunca desenvolvem sintomas.

Se você ainda tem ovários, pode notar que os sintomas são cíclicos.

O número e a gravidade dos sintomas nada dizem sobre a extensão da doença.

Lembre-se de que os sintomas acima podem ser sintomas de outras doenças intestinais. Converse com seu médico sobre o que você está passando para que possa obter o diagnóstico correto.

Como é tratado?

Seu tratamento vai depender de:

  • gravidade dos sintomas
  • extensão da doença
  • sua idade e saúde geral
  • tratamentos anteriores
  • suas preferencias

Medicação para dor

Você pode tentar tomar antiinflamatórios não esteróides (AINEs) sem receita, como o ibuprofeno (Advil) e o naproxeno (Aleve). Eles podem oferecer algum alívio da dor e da inflamação. Eles não afetarão a gravidade ou a progressão da doença.

Terapia hormonal

Seu médico pode prescrever terapia hormonal. É usado para reduzir a inflamação crônica e afetar a formação de tecido fibrótico. A terapia hormonal pode incluir anticoncepcionais hormonais, mesmo que você não precise mais de anticoncepcionais.

Existem muitos prós e contras na terapia hormonal. Seu médico avaliará seu histórico de saúde para ajudá-lo a tomar a decisão certa para você.

Cirurgia

A cirurgia geralmente é considerada o último recurso. Seu médico determinará qual abordagem cirúrgica e técnica são melhores para você.

Antes da cirurgia, seu médico explicará o processo, para que você tenha uma ideia do que esperar. No entanto, seu cirurgião pode precisar tomar algumas decisões durante o procedimento, uma vez que possa obter a imagem completa.

Excisão laparoscópica vs. laparotomia

A excisão laparoscópica é minimamente invasiva. A cirurgia envolve a realização de várias pequenas incisões abdominais. Seu cirurgião será capaz de ver e remover pequenas lesões enquanto preserva o tecido saudável.

A laparotomia é uma cirurgia abdominal aberta e pode ser realizada se a endometriose for grave e não puder ser tratada com cirurgia laparoscópica.

Barbear retal

A depilação retal é um procedimento minimamente invasivo usado quando as lesões são pequenas e baixas no reto.

Para fazer isso, seu cirurgião usa um instrumento afiado para “raspar” o tecido endometrial. Isso permite que o intestino permaneça intacto.

Em comparação com outros tipos de cirurgia, a depilação retal tem taxas mais baixas de complicações e probabilidade de problemas de bexiga e intestinos em longo prazo após a cirurgia.

Ressecção de disco

Em um procedimento chamado ressecção de disco, seu cirurgião remove áreas muito pequenas de tecido afetado pela endometriose nos intestinos. Seu cirurgião então conserta a abertura.

Ressecção intestinal segmentar

A ressecção intestinal segmentar é usada para áreas maiores de endometriose. Neste procedimento, o cirurgião remove toda a seção do intestino afetado. As seções restantes são então unidas.

Tempo de recuperação

Seu tempo de recuperação dependerá de:

  • o tipo de cirurgia
  • sua idade e saúde geral
  • se houve complicações

Essas cirurgias não eliminam a possibilidade de desenvolver uma recorrência de endometriose no intestino.

Quais são as complicações potenciais?

A endometriose superficial ocorre na superfície dos intestinos. Uma complicação potencial é a endometriose profunda ou endometriose infiltrante profunda. Isso significa que o crescimento atingiu estruturas vitais, como ureteres, bexiga ou intestinos.

É raro, mas a cicatriz pode causar obstrução intestinal aguda. Os sintomas podem incluir:

  • náusea
  • dor de estômago
  • dificuldade em ir ao banheiro

Sem tratamento, esta é uma complicação potencialmente fatal.

A cirurgia também pode envolver complicações significativas. Qualquer cirurgia envolve os riscos de:

  • uma reação negativa à anestesia
  • infecção
  • sangrando
  • lesão ao tecido próximo ou vasos sanguíneos

Os riscos da cirurgia intestinal também podem incluir perfuração intestinal ou a necessidade de um estoma. Isso acontece em 10 a 14 por cento de ressecções intestinais para endometriose intestinal infiltrante profunda.

Um estoma é uma abertura no abdômen por meio da qual os resíduos podem sair do corpo. Uma bolsa do lado de fora do corpo coleta os resíduos. Precisa ser esvaziado várias vezes ao dia e trocado com freqüência.

Um estoma pode ser temporário. Em alguns casos, pode ser permanente.

Quando ver um medico

Se você não estiver se recuperando bem da histerectomia, consulte seu médico. Quer você já tenha recebido um diagnóstico de endometriose ou não, os problemas intestinais não devem ser ignorados.

É possível que seus sintomas não sejam de endometriose. Os sintomas podem ser semelhantes aos de outras doenças intestinais, como doença inflamatória intestinal (DII) ou síndrome do intestino irritável (SII).

É por isso que é tão importante mencionar detalhadamente todos os seus sintomas ao seu médico.

Seu histórico médico completo, exame físico e exames de sangue podem ajudar a orientar as próximas etapas.

Seu médico pode solicitar exames de diagnóstico por imagem, como:

  • Enema de bário
  • colonoscopia
  • laparoscopia
  • Ressonância magnética
  • ultrassom transvaginal
  • ultrassom transretal

Esses testes ajudarão seu médico a descobrir o que está acontecendo. Depois de ter o diagnóstico correto, você pode começar a discutir os possíveis tratamentos.

Onde encontrar suporte

Recursos para pessoas que vivem com endometriose

A endometriose é uma condição crônica e pode ter um efeito profundo na sua qualidade de vida.

Algumas pessoas acham que ajuda se conectar com outras pessoas que estão passando pela mesma coisa.

Se você está procurando suporte, aqui estão alguns lugares para começar:

  • Associação de Endometriose
  • Endometriosis Foundation of America
  • Endometriosis.org
  • Grupos de apoio à endometriose Meetup.com
Healthline

O resultado final

A endometriose é uma condição na qual tecido semelhante ao endometrial cresce fora do útero. Este tecido pode crescer em qualquer parte do abdômen e da pelve.

A histerectomia não causa endometriose intestinal. É possível que você já tivesse tecido endometrial no intestino antes da histerectomia, mas não foi detectado.

Além disso, quando a endometriose reaparece após a histerectomia, ela tende a ocorrer nos intestinos.

Se você tiver sintomas de endometriose intestinal após histerectomia, é vital que fale com seu médico. O teste de diagnóstico pode ajudar a determinar se você tem endometriose intestinal ou outra condição, como IBD ou IBS.

Embora não haja cura atual, os tratamentos podem controlar e aliviar os sintomas. Se esses tratamentos pararem de funcionar, existem vários procedimentos cirúrgicos que também podem ajudar.


Like it? Share with your friends!

0

What's Your Reaction?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win

0 Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Choose A Format
Personality quiz
Series of questions that intends to reveal something about the personality
Trivia quiz
Series of questions with right and wrong answers that intends to check knowledge
Poll
Voting to make decisions or determine opinions
Story
Formatted Text with Embeds and Visuals
List
The Classic Internet Listicles
Countdown
The Classic Internet Countdowns
Open List
Submit your own item and vote up for the best submission
Ranked List
Upvote or downvote to decide the best list item
Meme
Upload your own images to make custom memes
Video
Youtube, Vimeo or Vine Embeds
Audio
Soundcloud or Mixcloud Embeds
Image
Photo or GIF
Gif
GIF format