Misofonia, sensibilidade ao ruído e TDAH: qual é a conexão?


0

Jamie Grill Atlas / Stocksy United

Certos sons o irritam, às vezes ao ponto da raiva?

  • Um amigo pega uma lixa de unha e você estremece e corre para outra sala ou imediatamente coloca as mãos nos ouvidos.
  • Cada vez que seu colega de trabalho mexe o café com uma colher de metal, você tem que morder o lábio para não gritar “Pare!” no tilintar.
  • Você janta em pé na cozinha, com o ventilador do forno funcionando para bloquear o som da mastigação de seu parceiro.

Se esses cenários soarem um pouco familiares, é bem possível que você tenha misofonia, uma condição em que certos sons provocam uma reação emocional extrema. Você pode pensar nisso como uma sensibilidade extrema a sons específicos – sons que pessoas sem misofonia geralmente podem ignorar.

Se você tem (ou suspeita que tem) transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH), uma condição do neurodesenvolvimento que frequentemente envolve hipersensibilidade a estímulos, você pode se perguntar sobre as possíveis ligações entre essas condições.

Existir pesquisar sobre a misofonia sugere uma possível ligação entre a misofonia e o TDAH. Ainda assim, a pesquisa sobre misofonia ainda está nos estágios iniciais e os especialistas não chegaram a nenhuma conclusão sobre a conexão entre os dois.

Continue lendo para uma exploração em profundidade, além de algumas explicações alternativas a serem consideradas.

Misofonia, explicou

Embora misofonia signifique literalmente “ódio ao som”, as pessoas que vivem com a doença podem experimentar uma variedade de emoções ao ouvir sons desencadeadores.

A raiva tende a ser o mais comum, mas outras incluem:

  • ansiedade
  • irritação
  • agravamento
  • desgosto
  • impaciência

Você também pode se sentir preso ou preso. Na verdade, não é incomum que os gatilhos da misofonia estimulem uma resposta de luta, fuga ou congelamento.

Os especialistas ainda precisam decidir se a misofonia é mais bem descrita como uma condição psiquiátrica distinta ou uma característica de outras condições. Dito isso, a maioria agora a reconhece como uma condição que pode causar sérios problemas.

Em um pequeno estudo de 2017, os pesquisadores notaram que os centros de processamento emocional do cérebro produziram uma resposta extrema quando as pessoas com misofonia ouviram sons de gatilho.

Eles também observaram ligações incomuns entre o córtex insular anterior e a rede de modo padrão, o que ajuda a recuperar memórias. Essa conexão sugere que memórias desagradáveis ​​também podem desempenhar um papel na misofonia.

Pesquisa de 2021 também encontraram suporte para conexões cerebrais irregulares, além de evidências que sugerem que pessoas com misofonia podem ter um volume maior da amígdala. Os autores do estudo acreditam que a amígdala maior pode ajudar a explicar a resposta exagerada ao som.

Pesquisas futuras podem oferecer mais informações sobre se essas diferenças cerebrais contribuem para a misofonia ou aparecem como resultado da doença.

A misofonia é mais comum em pessoas com TDAH?

Até o momento, poucas pesquisas examinaram especificamente as possíveis conexões entre o TDAH e a misofonia.

Em um estudo em grande escala de 2017 de pessoas que vivem com misofonia, os pesquisadores descobriram que metade dos 301 participantes também tinha outra condição diagnosticada. Entre esses 150 participantes, 12 por cento (18 pessoas) tinham TDAH.

Pesquisa de 2020 considerada uma amostra maior: 575 pessoas com misofonia. Neste estudo, 5 por cento dos participantes (31 pessoas) também tinham TDAH.

Essas descobertas não oferecem prova conclusiva de um link, mas sugerem uma conexão potencial.

Além disso, é importante notar que os especialistas não estudaram realmente a misofonia por tanto tempo. A condição em si só foi nomeada e definida em 2001 – muito recentemente, no contexto da investigação científica.

A ligação entre TDAH e hipersensibilidade

As evidências que apóiam uma ligação entre a misofonia e o TDAH podem ser limitadas, mas muitas evidências conectam o TDAH com uma sensibilidade elevada a estímulos sensoriais, incluindo sons.

Para simplificar, as pessoas com TDAH costumam ter problemas para filtrar e processar entradas sensoriais desnecessárias ou informações do ambiente circundante.

Digamos que você esteja assistindo a uma palestra com um pequeno grupo de colegas. Como todo mundo, você está ouvindo seu professor falar. Mas você tem TDAH, e seu cérebro tb absorve todas as outras informações sensoriais na sala ao mesmo tempo:

  • Mudando os padrões de luz filtrando através das cortinas
  • folhas balançando nas árvores lá fora
  • clicando quando o aquecedor da sala de aula liga
  • rabiscando canetas e lápis
  • o aperto dos punhos das meias
  • cadeiras rangendo
  • cheira a café e loção corporal
  • colegas se mexendo e balançando as pernas

Esses detalhes sobrecarregam seu cérebro, sobrecarregando você e dificultando a concentração nas informações de que você mais precisa: a palestra do seu professor.

Tal como acontece com a misofonia, essa sobrecarga sensorial pode levar a sentimentos de estresse, ansiedade e raiva. Essas emoções podem ser ainda mais difíceis de tolerar e administrar se você também tiver dificuldade em controlar suas emoções, outra preocupação comum para pessoas que vivem com TDAH.

Em outras palavras, os problemas de processamento sensorial podem se assemelhar à misofonia, a ponto de se tornar difícil diferenciá-los. Como complicação adicional, certos gatilhos visuais também desencadeiam uma resposta para algumas pessoas com misofonia.

Algum pesquisadores considere a misofonia apenas outra parte da intolerância sensorial geral, não um diagnóstico separado. Mas se você observar apenas uma reação aos sons, e não a outras informações sensoriais, muitos especialistas provavelmente considerariam a misofonia a melhor descrição para seus sintomas.

Outros links possíveis a serem considerados

A misofonia também pode estar associada a uma série de outras condições, incluindo:

  • depressão
  • ansiedade
  • transtorno obsessivo-compulsivo (TOC)
  • síndrome de Tourette
  • zumbido
  • transtorno de estresse pós-traumático

Os especialistas ainda não descobriram por que a misofonia parece aparecer com mais frequência em pessoas que vivem com essas condições. Mas também vale a pena considerar outras conexões e sobreposições significativas entre TDAH e depressão, ansiedade ou TOC:

Ansiedade

Muitas pessoas têm TDAH e ansiedade. Mas também é possível confundir um com o outro, uma vez que alguns sintomas de ansiedade e TDAH podem ser semelhantes:

  • inquietação e inquietação
  • dificuldade em relaxar ou sentir-se calmo
  • dificuldade em gerenciar emoções, estresse e sua resposta ao medo
  • problemas com memória, concentração e foco

Os especialistas encontraram bastante apoio para uma ligação entre ansiedade e misofonia. Na verdade, pesquisas mais antigas também sugerem que ele pode se desenvolver como um sintoma de ansiedade generalizada, bem como TOC ou transtorno de personalidade esquizotípica.

Portanto, embora sua misofonia certamente possa estar relacionada ao TDAH, também pode estar relacionada à ansiedade.

Saiba mais sobre as principais semelhanças entre TDAH e ansiedade.

TOC

Como mencionado acima, a misofonia pode ocorrer mais como um sintoma de TOC do que como uma preocupação independente, e é aí que as coisas ficam um pouco complicadas. Algum evidência sugere que muitas crianças com diagnóstico de TDAH podem, na verdade, ter transtorno obsessivo-compulsivo.

Como a misofonia e o TDAH, o TOC costuma aparecer na infância. E embora certamente não seja impossível experimentar misofonia além de TOC e TDAH, Pesquisa 2015 sugere que isso pode ser bastante incomum.

Os autores de um estudo de 2018 observam que a misofonia parece estar intimamente ligada às obsessões de TOC. Portanto, se você vive com misofonia e também percebe pensamentos obsessivos ou quaisquer outros sintomas de TOC, você pode ter TOC – não TDAH.

Saiba mais sobre a diferença entre TDAH e TOC.

Depressão

Os especialistas muitas vezes não diagnosticam a depressão como TDAH, mas há outro link importante a ser considerado: Muitas pessoas que vivem com TDAH também têm depressão.

Você pode dizer o mesmo, porém, para pessoas que vivem com misofonia. Na verdade, a depressão é uma das condições de saúde mental mais comumente associadas à misofonia.

A teoria da misofonia como sintoma pode ajudar a explicar esse link, com certeza. Mas também é verdade que os sintomas de misofonia grave podem fazer com que você evite qualquer situação em que possa ouvir sons desencadeantes.

Dependendo de seus gatilhos, isso pode significar:

  • evitando festas e outros eventos sociais
  • mantendo distância de entes queridos
  • recusar convites para restaurantes ou qualquer outro lugar onde as pessoas comem
  • lutando para gerenciar as respostas emocionais ao som na escola, no trabalho ou em casa
  • escolher não ter um animal de estimação, mesmo que você realmente queira um

Resumindo, a misofonia pode levar a mudanças no estilo de vida que afetam negativamente o humor e os relacionamentos, além de causar sintomas de depressão.

Além disso, uma vez que parece que a misofonia e o TDAH podem desempenhar um papel na depressão para algumas pessoas, ter misofonia, assim como o TDAH, pode aumentar o risco de depressão.

Quando entrar em contato

Nunca é demais se conectar com um terapeuta quando você percebe algum sintomas que causam sofrimento mental ou emocional persistente.

Profissionais de saúde mental treinados podem ajudá-lo a identificar as possíveis causas desses sintomas, além de fornecer suporte e informações sobre terapia e outros tratamentos úteis para os sintomas de TDAH, incluindo hipersensibilidade. Se misofonia faz relacionados ao TDAH, o tratamento certo pode fazer a diferença.

Eles também podem oferecer orientação sobre dicas de enfrentamento e possíveis opções de tratamento para a misofonia. Mesmo que a misofonia não tenha cura conhecida, uma série de estratégias parecem ter um impacto positivo sobre os sintomas:

  • terapia de retreinamento de zumbido
  • contracondicionamento
  • terapia cognitiva comportamental
  • treinamento de inoculação de estresse
  • Terapia exposta

Na terapia, você também pode começar a explorar possíveis mudanças que podem ajudá-lo a evitar ou tolerar melhor os gatilhos de som em sua vida diária. Isso pode incluir coisas como:

  • usando ruído branco ou fones de ouvido no trabalho
  • usando técnicas de aterramento para gerenciar sua resposta aos gatilhos
  • criação de zonas tranquilas em casa
  • estratégias de autocuidado para melhorar o bem-estar geral

A ajuda de um terapeuta torna-se ainda mais essencial se você perceber sentimentos de ansiedade ou depressão, ou se descobrir que está evitando pessoas e partes importantes de sua vida.

O resultado final

Os especialistas não encontraram muitas evidências para explicar a possível ligação entre o TDAH e a misofonia, mas, de acordo com a pesquisa, ainda é cedo. Estudos futuros podem oferecer mais informações sobre a conexão entre os dois.

No final do dia, o que realmente importa é obter suporte para quaisquer sintomas que perturbem sua vida e causem angústia, sejam esses sintomas relacionados a TDAH, misofonia ou qualquer outra coisa.

Uma vez que os profissionais de saúde mental reconhecem cada vez mais a misofonia como uma preocupação real – especialmente para pessoas que também têm TDAH ou certas condições de saúde mental – procurar um terapeuta pode ser a chave para a melhora.


Crystal Raypole escreve para Healthline e Psych Central. Seus campos de interesse incluem tradução para o japonês, culinária, ciências naturais, positividade sexual e saúde mental, junto com livros, livros e mais livros. Em particular, ela está empenhada em ajudar a diminuir o estigma em torno de questões de saúde mental. Ela mora em Washington com o filho e um gato recalcitrante.


Like it? Share with your friends!

0

What's Your Reaction?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win

0 Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Choose A Format
Personality quiz
Series of questions that intends to reveal something about the personality
Trivia quiz
Series of questions with right and wrong answers that intends to check knowledge
Poll
Voting to make decisions or determine opinions
Story
Formatted Text with Embeds and Visuals
List
The Classic Internet Listicles
Countdown
The Classic Internet Countdowns
Open List
Submit your own item and vote up for the best submission
Ranked List
Upvote or downvote to decide the best list item
Meme
Upload your own images to make custom memes
Video
Youtube, Vimeo or Vine Embeds
Audio
Soundcloud or Mixcloud Embeds
Image
Photo or GIF
Gif
GIF format