Israel e Jordânia avançam em planos para completar parque industrial conjunto


0

Israel diz que ‘detalhes finais’ para o projeto foram acordados durante uma reunião na semana passada entre o rei Abdullah II da Jordânia e o primeiro-ministro israelense Yair Lapid.

O rei Abdullah II da Jordânia (à direita) e o ministro das Relações Exteriores da Jordânia Ayman Safadi (à esquerda) receberam o primeiro-ministro israelense Yair Lapid no Palácio al-Husseiniya em Amã em 27 de julho [File: Yousef Allan/Jordanian Royal Palace via AFP]

Israel anunciou planos para avançar na construção de um parque industrial conjunto multimilionário previamente aprovado com a Jordânia, ao longo da fronteira compartilhada dos dois países.

A decisão para o projeto, apelidado de “Jordan Gateway”, veio durante uma reunião do gabinete do governo israelense no domingo.

De acordo com um comunicado israelense, a ideia foi proposta pela primeira vez em 1994, quando os dois países normalizaram os laços, mas os “detalhes finais” foram acordados durante uma reunião na semana passada entre o rei Abdullah II da Jordânia e o primeiro-ministro israelense Yair Lapid na capital jordaniana. , Amã.

“Vinte e oito anos desde o acordo de paz com a Jordânia, estamos dando mais um passo adiante nas relações de boa vizinhança entre nossos dois países”, disse Lapid no domingo. “Este é um avanço que contribuirá muito para desenvolver e fortalecer a região.”

Não houve comentários imediatos do governo jordaniano sobre o projeto.

As obras do projeto já haviam começado nos últimos anos, incluindo a conclusão de uma ponte entre os dois lados do parque para servir de travessia.

Ele está localizado logo acima da parte nordeste da Cisjordânia ocupada por Israel, perto da cidade israelense de Beit She’an, anteriormente chamada Beisan antes da expulsão de seus residentes palestinos em 1948, quando Israel foi estabelecido, no que os palestinos chamam como o Nakba, ou “catástrofe”.

De acordo com declarações do governo israelense nos últimos anos, estima-se que o projeto custe cerca de 200 milhões de shekels israelenses (US$ 59 milhões).

Incluirá fábricas israelenses e jordanianas no lado jordaniano do parque, enquanto uma ala de logística e uma base serão construídas no lado israelense para transferir mercadorias dos portos israelenses no Mar Mediterrâneo, já que a Jordânia não tem litoral.

Cerca de 700 dunams (70 hectares ou 172 acres) foram alocados na Jordânia para o projeto e cerca de 245 dunams (24 hectares, 60 acres) no lado israelense.

Israel disse no domingo que “permitirá que empresários e empresários israelenses e jordanianos se comuniquem diretamente” e “produza iniciativas conjuntas em comércio, tecnologia e indústria local”.

Acrescentou também que o projeto “será avançado, desenvolvido e operado em coordenação e conjunto com o Reino da Jordânia e com acordo mútuo sobre os objetivos do projeto e aspectos de sua operação”.

Embora este seja o primeiro projeto de infraestrutura conjunto entre Israel e Jordânia, vários estados árabes vêm avançando em acordos econômicos e de segurança com Israel nos últimos anos.

Em 2019, o ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, lançou um plano econômico entre Israel, Palestina e estados árabes, apesar da oposição dos palestinos.

Em maio de 2022, Israel assinou um acordo de livre comércio com os Emirados Árabes Unidos (EAU), seu primeiro grande acordo comercial com um país árabe.


Like it? Share with your friends!

0

What's Your Reaction?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win

0 Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *