HIV e raça: qual é a conexão?


0

De acordo com Centros para Controle e Prevenção de Doenças (CDC), cerca de 1,2 milhão de pessoas nos Estados Unidos vivem com HIV. Mais de 161.000 podem não saber que têm o vírus.

Embora a transmissão do HIV seja a mesma para pessoas de todas as raças e etnias, algumas raças são mais afetadas pelo HIV do que outras.

O HIV afeta desproporcionalmente as pessoas de cor. O maior número de novos casos é observado em adultos e adolescentes negros.

Vários motivos podem contribuir para o aumento dos casos de HIV em pessoas de cor, incluindo:

  • estigma
  • discriminação racial
  • renda e pobreza
  • falta de seguro médico
  • falta de acesso a cuidados médicos
  • Educação
  • barreiras de linguagem
  • localização geográfica

Saiba mais sobre o que os especialistas sabem sobre HIV e raça, e como certos grupos são desproporcionalmente afetados por esse vírus.

Estatísticas e diagnósticos por raça

Desde o início da epidemia de HIV na década de 1980, o HIV afetou os negros americanos mais do que qualquer outra raça ou etnia.

De acordo com a Kaiser Family Foundation, as estatísticas dos dados de 2018 mostram que, embora 12 por cento da população dos EUA seja negra, o mesmo grupo teve 43 por cento de todos os novos casos de HIV naquele ano.

Além disso, a taxa de mortalidade por HIV é mais alta entre os negros americanos do que em qualquer outra raça, cerca de 44%.

Há um continuando tendência de queda em novos casos de HIV em mulheres negras. No entanto, os homens negros são mais afetados pelo HIV do que as mulheres. Em 2018, os homens negros tiveram o maior número de novos diagnósticos de HIV.

Em comparação, os americanos brancos constituíam cerca de 60 por cento da população dos EUA em 2018, mas consistiam em 29 por cento dos novos casos de VIH notificados.

Estima-se que os hispânicos e latinos representem 18% da população e também relataram 23% dos novos casos.

Acesso a testes e cuidados

O CDC recomenda que pessoas com idades entre 13 e 64 anos façam um teste de HIV pelo menos uma vez durante a vida, de preferência durante um exame físico anual.

Adolescentes e adultos com maior risco de HIV podem precisar ser testados anualmente. Isso inclui:

  • homens que fazem sexo com homens
  • pessoas que injetam drogas
  • qualquer pessoa que tenha feito sexo com um parceiro soropositivo

Apesar de tais recomendações, no entanto, existem diferenças significativas nas estatísticas de teste de HIV entre os diferentes grupos raciais e étnicos.

Por exemplo, de acordo com a Kaiser Family Foundation, em 2014 cerca de 76 por cento dos adultos negros com mais de 18 anos fizeram o teste de HIV em comparação com 58 por cento dos latinos e 50 por cento dos adultos brancos.

O relatório da fundação descobriu que 20 por cento dos negros com teste positivo para HIV descobriram no final da infecção e, mais tarde, receberam um diagnóstico de AIDS até 3 meses depois. Esses cenários foram encontrados em 22% dos brancos e 21% dos hispânicos ou latinos, em comparação.

No entanto, ainda existe uma lacuna entre fazer o teste e ter acesso a cuidados entre os negros.

Embora mais adultos negros possam ser testados – e receber esses testes mais cedo -, apenas 60 por cento são imediatamente encaminhados para outros serviços de saúde, de acordo com a Kaiser Family Foundation.

Para tratar o HIV e prevenir sua progressão, é importante iniciar a terapia antirretroviral (TARV) o mais rápido possível. Mas as disparidades raciais que existem no acesso à saúde e seguro continuam a afetar os negros americanos com HIV.

Em 2018 apenas cerca de 51 por cento de pessoas negras com HIV foram consideradas suprimidas por vírus, relata o CDC. Uma taxa de supressão viral igualmente baixa foi encontrada em latinos com HIV, cerca de 53 por cento.

Estatísticas geográficas

A geografia é outro fator na transmissão do HIV.

De acordo com a Kaiser Family Foundation, as estatísticas de 2017 mostram que o HIV tende a ser mais agrupado no sul dos Estados Unidos em geral, com as taxas mais altas entre adultos e adolescentes negros na Flórida.

Nova York seguiu de perto, com Geórgia, Texas e Maryland completando os cinco principais estados.

Ainda assim, há outras considerações geográficas a serem levadas em consideração. Por exemplo, as áreas urbanas podem ter taxas mais altas de transmissão do HIV devido ao maior número de pessoas que residem nessas áreas.

Por outro lado, doenças mais graves – e a falta de exames – são possíveis em áreas rurais que podem não ter os serviços médicos que as cidades possuem.

O takeaway

O declínio dos casos de HIV entre alguns negros americanos mostra progresso, mas este grupo ainda é o mais afetado em geral.

Embora o HIV seja transmitido da mesma forma para pessoas de todas as raças, alguns fatores de risco podem explicar por que algumas raças e etnias são mais afetadas do que outras. Isso inclui discriminação, falta de acesso a cuidados de saúde e disparidades de renda.

As autoridades de saúde pública continuam tentando melhorar a prevenção e o atendimento ao HIV entre os grupos mais vulneráveis.

Se você acha que pode ter sido exposto ao HIV, é importante fazer o teste para que você possa começar o tratamento o mais rápido possível.


Like it? Share with your friends!

0

What's Your Reaction?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win

0 Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Choose A Format
Personality quiz
Series of questions that intends to reveal something about the personality
Trivia quiz
Series of questions with right and wrong answers that intends to check knowledge
Poll
Voting to make decisions or determine opinions
Story
Formatted Text with Embeds and Visuals
List
The Classic Internet Listicles
Countdown
The Classic Internet Countdowns
Open List
Submit your own item and vote up for the best submission
Ranked List
Upvote or downvote to decide the best list item
Meme
Upload your own images to make custom memes
Video
Youtube, Vimeo or Vine Embeds
Audio
Soundcloud or Mixcloud Embeds
Image
Photo or GIF
Gif
GIF format