Guerra Rússia-Ucrânia pelos números: Live Tracker


0

À medida que a ofensiva russa entra em seu trigésimo terceiro dia, rastreamos onde as batalhas estão ocorrendo e o custo humano da guerra, à medida que mais de 3,8 milhões de refugiados saem da Ucrânia.

(Al Jazeera)

À medida que a ofensiva russa entra em seu trigésimo terceiro dia, rastreamos onde a luta está acontecendo e como chegamos aqui.

Continue lendo para obter uma visão geral da situação em infográficos e mapas.

Quem controla o que na Ucrânia?

Os negociadores russos e ucranianos devem retomar as conversas pessoalmente nesta semana na Turquia. O presidente ucraniano revela que seu governo está “cuidadosamente” considerando uma exigência russa de neutralidade antes das negociações.

O presidente dos EUA, Joe Biden, disse que não estava pedindo uma mudança de regime na Rússia durante um discurso no qual disse que o presidente Vladimir Putin “não pode permanecer no poder”.

INTERATIVO Rússia Ucrânia Guerra Quem controla o que Dia 33
(Al Jazeera)

Para onde as pessoas estão fugindo?

De acordo com o portal de dados da agência de refugiados da ONU, mais de 3,8 milhões de pessoas fugiram da Ucrânia desde que a Rússia lançou sua invasão. Muitos buscaram refúgio na Polônia e em outros estados vizinhos.

A contagem mais recente e ainda crescente teve 2.276.103 pessoas entrando na Polônia, 586.942 na Romênia, 381.395 na Moldávia, 349.107 na Hungria, 272.012 na Eslováquia, 271.254 na Rússia e 6.341 na Bielorrússia.

A maioria das chegadas são mulheres e crianças. Todos os homens com idades entre 18 e 60 anos foram impedidos de deixar a Ucrânia para ficar e lutar.

Mapa INTERATIVO de refugiados da guerra Rússia-Ucrânia DIA 33 28 de março
(Al Jazeera)

Protestos contra a guerra em todo o mundo

Milhares de pessoas foram às praças públicas e embaixadas russas em todo o mundo para protestar contra a invasão.

A OVD-Info, que há anos documenta repressão à oposição da Rússia, diz que mais de 5.000 manifestantes foram presos em toda a Rússia desde que Putin lançou a guerra contra a Ucrânia.

O mapa e a lista abaixo mostram os locais onde ocorreram protestos consideráveis. Mais protestos estão planejados para os próximos dias em várias cidades do mundo.

Cidades do mundo onde ocorreram protestos:

Adana; Amsterdã; Antuérpia; Atenas; Atlanta; Austin; Baku; Bangkok; Barcelona; Bari; Beirute; Berdiansk; Berlim; Berna; Bloomington; Bordéus; Boston; Brighton; Bruxelas; Budapeste; Buenos Aires; Caernarfon; Cambridge; Cidade do Cabo; Chicago; Colombo; Copenhague; Curitiba; Denver; Dublin; Edimburgo; Exeter; Francoforte; Genebra; Glasgow; Guaiaquil; Helsinque; Houston; Istambul; Cracóvia; Kuala Lumpur; Lahore; Londres; Lisboa; Madri; Malmo; Manchester; Manila; Marselha; Melbourne; Cidade do México; Milão; Milwaukee; Minneapolis; Minsk; Montclair; Montpellier; Montréal; Munique; Nápoles; Newcastle; Nova Delhi; Cidade de Nova York; Agradável; Norwich; Nottingham; Oslo; Otava; Oxford; Paris; Podgorica; Praga; Pretória; Pristina; Cidade de Quezon; Roma; Salerno; São Francisco; Santa Mônica; Santiago; São Paulo; Seul; Estocolmo; Sidney; Taipei; Tallinn; Tbilisi; Teerã; Tel Aviv; Haia; Salónica; Tirana; Tóquio; Toronto; Turim; Vancouver; Viena; Vilnius; Varsóvia; Washington DC; Wellington; Zakopane.

Protestos ocorreram em pelo menos 50 cidades russas, incluindo Chelyabinsk, Moscou, Nizhny Novgorod, Novosibirsk, Perm, São Petersburgo, Samara e Yekaterinburg.


Ucrânia e Rússia explicadas em dez mapas e gráficos

Abaixo estão dez infográficos que detalham a história, a política e a economia da crise Ucrânia-Rússia.

1. Conflito em resumo

Após meses de tensões e intensa diplomacia, as forças russas invadiram a Ucrânia. Explosões foram ouvidas em todo o país. Kiev declarou lei marcial, dizendo que a Ucrânia se defenderá. Abaixo está um resumo do conflito de relance.

INTERATIVO- Rússia Ucrânia Conflito em resumo 24 DE FEVEREIRO
(Al Jazeera)

2. História da URSS

A Rússia e a Ucrânia faziam parte das 15 repúblicas soviéticas que compunham a União Soviética. Após o colapso da União Soviética em 1991, a Ucrânia declarou independência em 24 de agosto. O mapa abaixo mostra quando cada um desses países declarou independência.

INTERATIVO - mapa das antigas repúblicas da URSS
(Al Jazeera)

3. Liderança política

Após a independência, a Ucrânia mudou-se para abandonar seu legado imperial russo e forjar laços cada vez mais estreitos com o Ocidente.

Nos últimos 30 anos, a Ucrânia foi liderada por sete presidentes. O país teve um caminho difícil para a democracia com duas revoluções, primeiro em 2005 e depois em 2014. Nas duas vezes, os manifestantes rejeitaram a supremacia da Rússia e buscaram um caminho para se juntar à União Europeia e à OTAN.

Em comparação, a Rússia foi liderada por três presidentes, com Putin no cargo há 17 anos. Em 2021, Putin, ex-agente dos serviços de segurança da KGB da União Soviética, assinou uma lei que essencialmente lhe permite permanecer no poder até 2036.

Putin afirmou repetidamente que russos e ucranianos pertencem a “um só povo” e fazem parte da histórica “civilização russa” que também inclui a vizinha Bielorrússia. Os ucranianos rejeitam suas alegações.

INTERATIVO- Liderança Política Ucrânia/Rússia desde 1991 gráfico
(Al Jazeera)

4. Qual é o tamanho da Ucrânia e da Rússia?

A Ucrânia tem uma população estimada de 44 milhões – a sétima maior da Europa. O país compreende 24 regiões, conhecidas como oblasts. A população do país diminuiu desde a década de 1990, com taxas de fertilidade entre as mais baixas do mundo. Em 2020, a taxa de fertilidade da Ucrânia era de apenas 1,2. Por contexto, para que uma população permaneça estável, é necessária uma taxa de fecundidade total geral de 2,1.

A Ucrânia é o segundo maior país da Europa, depois da Rússia. Com 603.550 quilômetros quadrados (233.031 milhas quadradas), a Ucrânia é um pouco menor que o estado americano do Texas, cerca de três vezes menor que a Índia, metade do tamanho da África do Sul e cerca de duas vezes e meia o tamanho do Reino Unido.

INTERATIVO- Quão grandes são a Rússia e a Ucrânia
(Al Jazeera)

5. OTAN na Europa

A OTAN é a aliança militar mais poderosa do mundo. Composto por 30 nações, seu principal papel é proteger seus estados membros por meios políticos e militares.

A Rússia se opõe às bases da OTAN perto de suas fronteiras e pediu garantias por escrito de que a OTAN não se expandirá para o leste. Uma das demandas centrais do Kremlin é que a Ucrânia nunca seja autorizada a ingressar na Otan – um movimento que considera uma linha vermelha. Os Estados Unidos se recusaram a ceder a essa demanda.

Leia mais sobre a história e expansão da OTAN aqui.

INTERATIVO- Mapa da OTAN na Europa
(Al Jazeera)

6. Militares cara a cara

A Rússia tem uma das forças armadas mais poderosas do mundo e está entre os cinco maiores gastadores de defesa.

Em 2020, a Rússia gastou US$ 61,7 bilhões em suas forças armadas, o que representou 11,4% dos gastos do governo. Em comparação, a Ucrânia gastou US$ 5,9 bilhões em suas forças armadas, ou 8,8% dos gastos do governo, segundo o Instituto Internacional de Pesquisa para a Paz de Estocolmo.

Desde que as tensões começaram, os aliados da OTAN, temendo uma possível invasão terrestre pela Rússia, aumentaram o apoio a Kiev enviando equipamentos militares para a Ucrânia.

Leia mais sobre as capacidades militares da Rússia e da Ucrânia aqui.

INTERATIVO - Ucrânia Rússia frente a frente
(Al Jazeera)

7. Recursos de petróleo e gás

A Rússia e a Ucrânia são ricas em petróleo e gás. A Rússia tem as maiores reservas comprovadas de gás do mundo, com 48.938 bilhões de metros cúbicos. Mais de 70% das reservas de gás do país são detidas pela Gazprom, uma gigante estatal de energia.

A Rússia fornece cerca de um terço do gás natural da Europa. As sanções dos EUA sobre o conflito podem interromper esse fornecimento, exacerbando a crise energética da Europa. Em 22 de fevereiro, a Alemanha suspendeu a certificação do Nord Stream 2, um projeto de gasoduto russo de US$ 11,6 bilhões que foi projetado para transportar 151 milhões de metros cúbicos de gás por dia para a Europa.

A Rússia também possui algumas das maiores reservas comprovadas de petróleo, com 80 bilhões de barris, ou 5% do total mundial.

A Ucrânia também tem uma reserva considerável de petróleo e gás de 395 milhões de barris e 349 bilhões de metros cúbicos, respectivamente. O país fica na encruzilhada entre o Ocidente e a Rússia e desempenha um papel fundamental no fornecimento de gás russo aos mercados europeus.

Leia mais sobre os oleodutos e gasodutos do mundo aqui.

INTERATIVO- Oleodutos e gasodutos na Rússia e na Ucrânia
(Al Jazeera)

8. Principais exportações da Rússia e da Ucrânia

Mais de um quarto das exportações mundiais de trigo vêm da Rússia e da Ucrânia. Sanções econômicas ou ação militar podem ter um efeito significativo no custo dos alimentos, pois os importadores procuram encontrar alternativas. A Rússia exportou US$ 407 bilhões em produtos e a Ucrânia US$ 49 bilhões em 2019.

Leia mais sobre a Rússia, a Ucrânia e a oferta global de trigo aqui.

INTERATIVO- Ucrânia Rússia principais exportações
(Al Jazeera)

9. Quais os países que mais dependem do petróleo russo?

Em 2019, os maiores exportadores mundiais de petróleo bruto foram Arábia Saudita (US$ 145 bilhões), Rússia (US$ 123 bilhões), Iraque (US$ 73,8 bilhões), Canadá (US$ 67,8 bilhões) e EUA (US$ 61,9 bilhões).

A China comprou cerca de um quarto (27%) das exportações totais de petróleo da Rússia no valor de US$ 34 bilhões. No entanto, dadas as enormes necessidades de energia da China, isso representou apenas 16% das importações de petróleo do país.

Pelo menos 48 países importaram petróleo bruto russo em 2019. Os países que mais dependem do petróleo russo incluem: Bielorrússia, Cuba, Curaçao, Cazaquistão, Letônia – cada um importando mais de 99% de seu petróleo bruto da Rússia.

O gráfico abaixo mostra quanto do total de importações de petróleo bruto de cada país vem da Rússia.

Leia mais sobre o que significa a proibição do petróleo russo aqui.

INTERATIVO- Quais países dependem mais do petróleo russo AJLABS
(Al Jazeera)

10. Quais países compram mais armas russas?

A Rússia é o segundo maior exportador de armas do mundo, atrás dos Estados Unidos, respondendo por cerca de 20% das vendas globais de armas. Entre 2016 e 2020, Moscou vendeu US$ 28 bilhões em armas para 45 países.

A Rússia exporta quase 90% de suas armas para 10 países. Seu maior cliente, a Índia, comprou 23% das armas da Rússia por cerca de US$ 6,5 bilhões nos últimos cinco anos. Metade do total de importações de armas da Índia, 49,3%, vem da Rússia.

A China é o segundo maior comprador de armamento russo com US$ 5,1 bilhões no mesmo período, seguido pela Argélia (US$ 4,2 bilhões), Egito (US$ 3,3 bilhões) e Vietnã (US$ 1,7 bilhão), segundo o Instituto Internacional de Pesquisa para a Paz de Estocolmo (SIPRI).

Leia mais sobre armas russas aqui.

INTERATIVO- Maiores compradores de armas da Rússia
(Al Jazeera)

Like it? Share with your friends!

0

What's Your Reaction?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win

0 Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *