Gogs é a maneira mais fácil de executar um servidor Git local (veja como configurá-lo)


0
Gogs

Não quer enviar seu código para um repositório Git hospedado? Em seguida, execute seu próprio servidor Git internamente. Gogs é a maneira mais fácil de fazer isso. Veja como configurá-lo.

O problema com repositórios hospedados em nuvem

Sem dúvida, o Git é o sistema de controle de versão preeminente. Mesmo com projetos de um único desenvolvedor, o Git oferece valor e benefícios devido à sua funcionalidade de controle de versão. Para projetos de vários desenvolvedores, o Git traz outra dimensão inteiramente. Com um repositório central e remoto, o Git permite uma capacidade colaborativa que transformará a maneira como suas equipes de desenvolvimento visualizam o controle de versão.

É por isso que existem serviços como GitHub, GitLab e BitBucket, e por que eles viram tanta aceitação e crescimento. O GitHub sozinho hospeda mais de 200 milhões de repositórios. Mas os repositórios hospedados na nuvem não são adequados para todos. A maioria deles cobra para hospedar repositórios privados. Alguns deles impõem limites de armazenamento, limites de usuários ou limites de transferência de dados em contas gratuitas.

Mesmo que o uso e o tamanho da equipe se enquadrem nas restrições das contas gratuitas, ou mesmo que você esteja disposto a pagar por uma licença comercial, talvez não se sinta à vontade para armazenar sua base de código na nuvem.

A alternativa é hospedar seu próprio servidor Git localmente em sua própria rede ou acessível de forma privada em sua própria nuvem privada. A configuração de um servidor Git que fornece uma interface da Web com a aparência e as opções que o GitHub e seus amigos tornaram tão populares costumava exigir um certo grau de habilidade técnica. É aí que Gogs entra.

O que é Gogs?

Gogs é um projeto relativamente novo, escrito em Go, que oferece uma instância do Git fácil de instalar e com todos os recursos. Não há limites para o tamanho da equipe, armazenamento ou qualquer outra coisa.

Mesmo se você for um programador amador, usar o Gogs como um serviço Git em sua rede local permite que você armazene uma cópia de seu código longe de sua máquina de desenvolvimento. Quando você – ou outra pessoa – quiser trabalhar em um computador novo ou diferente, basta clonar um repositório do seu servidor Gogs da mesma forma que faria no GitHub.

Se você for usar o Gogs com frequência, provavelmente achará conveniente adicioná-lo aos aplicativos de inicialização do computador em que está sendo executado.

RELACIONADO: Como executar um programa Linux na inicialização com systemd

Como instalar Gogs

Para instalar o Gogs, baixe o arquivo apropriado, descompacte-o e execute o binário principal. Você preenche alguns formulários e o Gogs inicializa seu repositório e adiciona você como usuário administrador. Você pode navegar até sua instância do Gogs e adicionar usuários e criar repositórios.

Gogs usa um banco de dados para seu armazenamento de back-end. Suporta MySQL, MariaDB, PostgreSQL e TiDB. Se você quiser usar um desses poderosos mecanismos de banco de dados, deverá localizá-lo e instalá-lo você mesmo, antes de instalar o Gogs. Para equipes menores, você pode usar o SQLite3. Se você optar pelo SQLite3, ele será instalado para você. Claro, você precisará ter git instalado também.

Baixe o binário apropriado.

  • Para a maioria das distribuições Linux modernas, baixe o arquivo “Linux amd64”.
  • Se você estiver usando uma versão de 32 bits do Linux, baixe o arquivo “Linux 386”.
  • Se você estiver instalando em um Raspberry Pi 2 ou mais cedobaixe o arquivo “Linux armv7”.
  • Se você estiver instalando em um Raspberry Pi 3, 3+ ou mais tardebaixe o arquivo “Linux armv8”.
  • Se você estiver usando um Mac Intel, baixe o arquivo “macOS amd64”.
  • Para um Apple Silicon Mac, baixe o arquivo “macOS arm64”.

Baixamos o arquivo ZIP “Linux amd64”, para instalação em um computador de 64 bits com Ubuntu 22.10. O arquivo é pequeno – apenas cerca de 25 MB – portanto, não se surpreenda se o download for muito rápido. Isso é normal.

Localize o arquivo em seu sistema de arquivos. Se você manteve o local de download padrão do seu navegador, o arquivo provavelmente estará no diretório “~/Downloads”. Clique com o botão direito do mouse e selecione “Extrair” no menu de contexto. Alguns navegadores de arquivos podem usar “Extrair aqui”.

Um diretório é extraído do arquivo ZIP. É nomeado após o arquivo baixado. No nosso caso, foi chamado de “gogs_0.11.91_linux_amd64”.

O diretório extraído, com o nome do arquivo baixado

Clique duas vezes no diretório extraído e você verá outro diretório chamado “gogs”.

o diretório gogs

Clique duas vezes no diretório “gogs”. Você verá os arquivos e diretórios do Gogs. Clique com o botão direito do mouse na janela do navegador de arquivos e selecione “Abrir no Terminal” no menu de contexto.

Para iniciar sua instância do Gogs, digite este comando:

./gogs web

Iniciando o servidor gogs Git

O Gogs é iniciado e informa que está ouvindo na porta 3000.

Conecte-se ao seu servidor Gogs abrindo um navegador da Web e navegando até o endereço IP ou nome de rede do computador em que o Gogs está sendo executado. Adicione “:3000” após o endereço IP ou nome da rede. Não inclua nenhum espaço em branco.

Se estiver navegando no computador em que o Gogs está sendo executado, você pode usar “localhost” como o nome da máquina, como “localhost:3000”. Nosso computador Gogs é chamado de “ubuntu-22-10.local”, portanto, de um computador diferente na mesma rede, o endereço para o qual precisamos navegar é “ubuntu-22-10.local:3000”, incluindo o número da porta.

Na primeira vez que fizer isso, você verá o formulário que captura algumas informações de configuração inicial.

A parte do menu de seleção do banco de dados da tela de configuração do Gogs

A primeira coisa que precisamos fazer é selecionar “SQLite3” no menu suspenso “Tipo de banco de dados” e inserir seu nome de usuário no campo “Executar usuário”.

O campo "Executar usuário" da tela de configuração do Gogs

Se você deseja configurar notificações por e-mail, precisará configurar algumas etapas extras. Você precisará retransmitir os e-mails por meio de um servidor de e-mail SMTP (Simple Mail Transfer Protocol) que você tem permissão para usar. Se você for um usuário do Gmail do Google, poderá usar o servidor SMTP do Gmail do Google.

Isso exigirá configurações no servidor de e-mail para permitir que sua conta aceite e retransmita o e-mail. Essas configurações variam de servidor de email para servidor de email.

O Gogs exige que você insira as seguintes informações sobre seu servidor de e-mail.

  • Host SMTP: O endereço e a porta do servidor de e-mail. Em nosso exemplo, este é o servidor SMTP do Google em smtp.gmail.com:587.
  • A partir de: O endereço de e-mail do qual o e-mail será enviado. Para o Gmail, deve ser o endereço de e-mail do Gmail da conta que você está usando.
  • e-mail do remetente: Deve ser o mesmo que acima. Este é o ID da conta de e-mail que o Gogs usará para falar com o servidor SMTP.
  • Senha do remetente: Isso é não a senha da conta do Gmail. É o senha específica do aplicativo você obtém do Google quando configura sua conta para permitir que um aplicativo envie e-mails em seu nome.
  • Ativar confirmação de registro: para que o Gogs verifique os e-mails dos usuários, marque esta caixa de seleção. Novos usuários receberão um e-mail com um link. Eles devem clicar em para provar que o endereço de e-mail é genuíno e está sob seu controle.
  • Ativar notificação por e-mail: marque esta caixa de seleção para permitir notificações por e-mail do Gogs.

A parte "Configurações do serviço de e-mail" da tela de configuração do Gogs

Claro, se você não quiser ser incomodado por e-mails, pode pular todas as configurações de e-mail.

Clique no botão azul “Instalar Gogs” quando estiver pronto para prosseguir. Gogs grava um arquivo de configuração, inicializa o armazenamento do banco de dados e inicia sua instância do Git.

Você verá a página principal do Gogs.

A página inicial do Gogs

A primeira conta de usuário que você criar receberá automaticamente direitos de administrador. Clique no link “Registrar”.

Criando uma conta no servidor Gogs

Preencha o formulário “Sign Up” com o nome da sua conta, uma senha para esta conta (digite-a duas vezes) e os dígitos do Captcha. Clique no botão verde “Criar nova conta”. Você verá a página “Entrar”.

Como fazer login no Gogs

Digite seu nome de conta e senha e clique no botão verde “Entrar”.

Um rápido tour de Gogs

Se você estiver familiarizado com qualquer outra instância do Git acessada pela Web, encontrará o caminho do Gogs com muita facilidade.

O painel do Gogs antes da criação de qualquer repositório

A visualização “Painel” do Gogs é um pouco esparsa até que você tenha um repositório para trabalhar. Clique no botão azul “+” e preencha o formulário “Novo repositório”.

Ele pede um nome de repositório, seja privado ou público, e uma descrição.

Criando um novo repositório fornecendo um nome e outros detalhes

Os próximos três campos criam arquivos a partir de modelos.

Três campos que controlam a criação de arquivos padrão a partir de modelos

  • O menu “.gitignore” permite selecionar um modelo para o seu arquivo “.gitignore” configurado com configurações de acordo com os idiomas selecionados. Você pode fazer mais de uma escolha neste menu, para atender a repositórios que usam uma mistura de tecnologias de desenvolvimento.
  • O menu “Licença” permite escolher uma licença em uma lista abrangente.
  • O menu “Readme” tem uma única opção, um arquivo “README.md” padrão.

Marque a caixa de seleção “Inicializar este repositório com arquivos e modelos selecionados” e clique no botão verde “Criar repositório”.

Um repositório recém-criado contendo três arquivos gerados automaticamente

Seu novo repositório é exibido para você. Gogs criou nossos três arquivos padrão para nós e os adicionou ao repositório com a mensagem de confirmação “Commit inicial”.

Nós clonamos o repositório em nosso computador, adicionamos um arquivo chamado “ack.c”, o confirmamos e o enviamos para nosso repositório Gogs remoto. Tudo isso foi feito usando comandos padrão do Git.

Adicionar um arquivo ao repositório local e enviá-lo para o Gogs

Como esperado, nosso novo arquivo aparece em nosso repositório Gogs.

O repositório com o novo arquivo enviado com sucesso para ele

Clicar em um arquivo nos mostra o conteúdo do arquivo individual. Os arquivos Markdown são interpretados para você, com títulos, links, listas e todos os outros recursos Markdown. Os arquivos “README.md” geralmente são escritos em Markdown.

O conteúdo do arquivo README.md gerado automaticamente

Ao clicar no ícone de lápis “Editar”, podemos editar diretamente nosso arquivo “README.md”. Adicionamos mais texto, usamos tags Markdown para inserir hiperlinks e itálicos e confirmamos nossas alterações. Tudo de dentro de Gogs.

O arquivo README.md atualizado

De volta à nossa visualização de repositório, nosso arquivo “README.md” atualizado é exibido e a entrada “README.md” na lista de arquivos mostra uma nova mensagem de confirmação e hora de atualização.

O arquivo README.md atualizado com uma nova mensagem de commit e timestamp

O servidor Git mais fácil – Bar None

Gogs é um triunfo absoluto. Combina perfeitamente a funcionalidade com a simplicidade.

Fora da caixa, ele atenderá às necessidades da maioria dos amadores ou pequenas equipes de desenvolvimento. Algumas de suas opções avançadas são ativadas editando o arquivo de configuração que, por padrão, está localizado em “~/Downloads/gogs_0.12.10_linux_amd64/gogs/custom/conf/app.ini.” Observe que o caminho refletirá a versão do Gogs que você está usando.

A administração geral do sistema pode ser realizada a partir do painel de administração, encontrado em Your Profile > Admin panel.

Embora a documentação do Gogs seja breve a ponto de ser concisa, isso significa que é fácil encontrar o que você está procurando e as descrições são detalhadas o suficiente para você seguir.

Se você estiver preocupado com os repositórios hospedados na nuvem que estão sob o controle de outros, considere o uso do Gogs localmente. Você não perderá funcionalidade, mas ganhará controle e privacidade garantida.

RELACIONADO: Como verificar e atualizar sua versão do Git


Like it? Share with your friends!

0

What's Your Reaction?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win

0 Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *