Como ser carismático: a ciência e as estratégias de verossimilhança


0

Todos nós vimos o líder na frente da sala, aquele que mantém o público no controle, trazendo risos e lágrimas e fazendo com que todos saiam se sentindo desafiados, inspirados e motivados. Embora eles possam ser especialistas em seus campos, a especialização por si só não explica a resposta brilhante que evocam em outras pessoas.

Influenciadores como esses têm uma qualidade invejável: carisma. Alguns parecem nascer com isso. Mas o carisma pode ser aprendido? A simpatia pode ser desenvolvida por meio da prática proposital? Aqui está o que a ciência nos diz sobre o que é carisma e como você pode construir sua própria versão dessas poderosas habilidades pessoais.

O que é carisma e por que você não deve fingi-lo

Os pesquisadores estudaram os efeitos do carisma por décadas, mas poucos estudos tentaram descobrir quais características específicas as pessoas querem dizer quando dizem que alguém é carismático. Um estudo de 2018 reduziu a duas características: influência e afabilidade.

Os pesquisadores neste estudo definiram afabilidade como sendo emocionalmente acessível. Pessoas afáveis ​​sorriem com frequência, se dão bem com uma ampla gama de personalidades e fazem os outros se sentirem à vontade.

Influência, eles disseram, era uma espécie de magnetismo: a capacidade de atrair atenção em uma sala. Uma pessoa influente provavelmente assumirá responsabilidades de liderança e é considerada persuasiva.

Pessoas carismáticas geralmente compartilham estas características:

  • Eles exalam calor e um senso de competência.
  • Eles têm fortes habilidades sociais, comunicando-se bem tanto verbalmente quanto não verbalmente.
  • Eles geralmente demonstram um comportamento ligeiramente não convencional.
  • Eles são simpáticos.

Aqui estão as boas notícias. Você não precisa ser um extrovertido da vida da festa para ser genuinamente carismático. Você pode aprender a se tornar mais carismático em suas interações sociais e profissionais, mesmo que se descreva como estranho, introvertido ou simplesmente tímido.

Especialistas em ciências sociais dizem que uma das chaves pode ser descobrir os tipos de ambiente em que você fica mais à vontade. Nem todo mundo pode ser caloroso e envolvente em bares lotados e festas. Se você for capaz de ser você mesmo autêntico em uma aula de culinária ou em um café em uma livraria, faça desses lugares os seus locais preferidos para conversar.

Forçar-se a fingir em situações que são inerentemente estressantes provavelmente não o tornará mais agradável. Você pode estar se preparando para ser visto como inautêntico.

Como ser mais carismático

Alguns cientistas comportamentais dizem que é um mito pensar no carisma como uma característica inerente. Para aumentar sua presença, sua percepção calorosa e sua simpatia, incorpore essas habilidades ao seu estilo de comunicação.

Sorria mais

Esta diretriz pode ser problemática, especialmente para mulheres acostumadas a ouvirem que sorriam por estranhos em locais públicos. Mas a ciência é clara: as pessoas lêem um sorriso como um convite à abordagem.

Então, se você quer que as pessoas se sintam bem-vindas e uma sensação de pertencimento ao seu redor, permita-se sorrir genuinamente – um daqueles sorrisos realmente calorosos que chegam até as rugas perto de seus olhos.

Olhe as pessoas em seus lindos olhos

Um pouco de contexto é necessário aqui. Existem situações em que um olhar direto pode ser percebido como ameaçador – contato visual quando você passa por um estranho em um beco escuro, por exemplo.

No geral, porém, olhar nos olhos de alguém envia uma mensagem clara de que você está prestando atenção.

Pesquisadores descobriram que olhar para alguém ativa diretamente a parte do cérebro associada a recompensas e inclusão social.

Em estudos, olhar alguém nos olhos tornou as pessoas mais propensas a classificá-lo como atraente, competente e agradável. Se você está tentando aumentar seu carisma, o olhar direto oferece grandes retornos sobre o seu investimento.

Mantenha suas mãos à vista e use-as para ajudá-lo a falar

Gestos com as mãos não são apenas agitações e agitações sem sentido. Eles são, por si só, uma estratégia de comunicação altamente eficaz. Eles são especialmente poderosos quando usados ​​para sublinhar, destacar ou representar as ideias que você está comunicando.

Os gestos com as mãos são visualmente cativantes e, quando usados ​​para enfatizar o significado, aprofundam a compreensão. Na verdade, as mesmas partes do cérebro que interpretam a fala também processam o significado dos gestos com as mãos, possivelmente porque os seres humanos podem ter se comunicado com gestos muito antes de expressar ideias com palavras.

Portanto, quando você estiver em uma reunião – seja virtual ou pessoalmente – é uma boa ideia manter as mãos abertas, em uma mesa ou escrivaninha, o que sutilmente envia um sinal de que você é confiável e honesto. E é uma ideia ainda melhor deixar suas mãos falarem com a maior frequência possível.

Possua suas esquisitices

Em uma era de memes e selfies assustadoramente semelhantes, a individualidade é revigorante. Se você estiver em um ambiente em que seria tão fácil voltar a uma conversa fiada e previsível, considere fazer perguntas que surpreendam as pessoas. Em seu livro “Captivate”, a cientista social Vanessa Van Edwards recomenda perguntas como essas para gerar conversas interessantes:

  • Em qual projeto de paixão pessoal você está trabalhando agora?
  • Qual foi o ponto alto do seu dia?
  • Você tem algo emocionante acontecendo em sua vida?

Os pesquisadores descobriram que, quando as pessoas estão esperando um padrão previsível, o súbito aparecimento do incomum sacode os centros de aprendizagem e memória no cérebro. A dopamina, que é uma sensação boa, é liberada e duas ações se seguem: o cérebro codifica a nova experiência para ser armazenada na memória e seus centros de recompensa o estimulam a procurar mais da mesma.

Se você quer que as pessoas se lembrem de você, é uma boa ideia começar intrigando-as.

Abrace a vulnerabilidade

Expressar vulnerabilidade – seja admitindo algo um pouco embaraçoso ou admitindo uma preocupação secreta – pode tornar as pessoas mais inclinadas a se conectar com você. Tornar-se vulnerável não significa que você abriu o coração antes de os aperitivos chegarem. Significa que você está aberto para compartilhar um detalhe sobre você que revela sua humanidade.

Os pesquisadores descobriram que, quando os líderes reconhecem suas imperfeições, isso aumenta a conexão e a compaixão em todo o grupo. E as pessoas tendem a ver esses líderes como carismáticos.

Ouça com todo o coração

As pessoas costumam descrever o carisma como uma habilidade excepcional de comunicar um objetivo ou visão inspiradora a um grupo de pessoas. Mas o carisma cotidiano não é necessariamente uma comunicação unilateral, de cima para baixo. É sobre estar totalmente presente e responsivo em conversas entre duas pessoas.

Se você quer que as pessoas se lembrem de você, ouça-as. Ouça de verdade, sem interromper, verificar seu telefone ou direcionar a conversa para você mesmo. Seu parceiro de conversa – esteja você em um encontro ou em uma assembleia de acionistas – está falando em linguagem corporal, expressões faciais, tom de voz e palavras.

Fique curioso sobre o que eles estão dizendo. Se você notar uma vibração de medo ou raiva, faça perguntas para descobrir mais. O interesse genuíno por outras pessoas é atraente. Os pesquisadores descobriram que ouvir calmamente com toda a sua atenção e sem julgamento faz as pessoas se sentirem cuidadas, valorizadas e respeitadas.

Diga o nome deles

Em um dos livros de autoajuda mais vendidos de todos os tempos, “Como fazer amigos e influenciar pessoas”, o autor Dale Carnegie lembrou a seus leitores que as pessoas adoram ouvir seu próprio nome. E a neurologia apóia a afirmação de Carnegie.

Quando os pesquisadores usaram imagens de ressonância funcional para rastrear as respostas, eles descobriram que várias partes do cérebro se iluminavam quando as pessoas ouviam seus próprios nomes.

Quando estiver em uma conversa, diga o nome da outra pessoa, principalmente na hora do adeus. Se você estiver apresentando alguém, diga o nome dela e mencione uma de suas realizações, como em: “Este é Josh. Ele está treinando para o Ironman. ”

Encontre reciprocidade

Carisma tem tanto a ver com conexão quanto com impressões. Ao interagir com as pessoas, esteja atento a experiências, ideias e relacionamentos compartilhados. Talvez você dirija o mesmo carro, ajude a mesma equipe ou compartilhe uma fobia peculiar.

Quando você encontrar algo em comum, não tenha medo de fazer perguntas ou ir mais fundo. Uma conexão genuína não é o trabalho de um momento.

Criar um vínculo com outra pessoa é um ato de ousadia – e seu corpo o recompensa por dar esse passo corajoso. Neuroquímicos poderosos, incluindo dopamina, serotonina e oxitocina, são liberados durante as interações sociais. Os pesquisadores acham que a recompensa pelo vínculo social pode ter evoluído porque a sobrevivência pode ter dependido das interações do grupo social.

Existe um lado negro do carisma?

A resposta curta é sim. A história da humanidade está repleta de líderes carismáticos que desencaminharam as pessoas. Carisma é simplesmente um conjunto de habilidades que podem ser usadas para fazer amigos, alianças ou dinheiro, ou para alcançar objetivos, sejam esses objetivos nobres ou diabólicos. Os pesquisadores estão cada vez mais interessados ​​nos efeitos prejudiciais dos líderes carismáticos em organizações de vários tipos.

Se você está padronizando suas próprias habilidades com as de um líder que observou, pode ser uma boa ideia passar algum tempo analisando a saúde geral da organização antes de adotar um estilo de liderança específico.

Uma lista de leitura para você começar

Se quiser explorar mais a ciência e a arte do carisma, você pode aprofundar seu conhecimento com estas seleções:

  • “Captivate: The Science of Succeeding with People” por Vanessa Van Edwards
  • “O introvertido irresistível: aproveite o poder do carisma silencioso em um mundo barulhento”, de Michaela Chung
  • “The Charisma Myth: How Anyone Can Master the Art and Science of Personal Magnetism” por Olivia Fox Cabane

O takeaway

O carisma pode parecer um dom ou um traço de personalidade inerente, mas muitos cientistas comportamentais acreditam que pode ser aprendido. Alguns pesquisadores dizem que o carisma se resume à sua afabilidade (acessibilidade emocional) e à sua influência (sua capacidade de mover ou motivar os outros).

É provável que outras pessoas o vejam como carismático se você sorrir com frequência, olhar nos olhos delas, se comunicar com as mãos e dizer o nome delas com frequência. As pessoas também o acharão mais agradável se você estabelecer uma conexão com elas ouvindo com atenção, reconhecer suas peculiaridades e vulnerabilidades e buscar semelhanças com elas.

À medida que você cultiva o carisma, é importante ser você mesmo, mesmo que isso signifique pular eventos públicos estressantes e optar por reuniões menores e mais íntimas, onde você pode se comunicar com eficácia. O carisma não pode florescer sem autenticidade, sem uma verdadeira curiosidade e interesse por outras pessoas. Comece aí, e as pessoas podem achar você irresistível.


Like it? Share with your friends!

0

What's Your Reaction?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win

0 Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Choose A Format
Personality quiz
Series of questions that intends to reveal something about the personality
Trivia quiz
Series of questions with right and wrong answers that intends to check knowledge
Poll
Voting to make decisions or determine opinions
Story
Formatted Text with Embeds and Visuals
List
The Classic Internet Listicles
Countdown
The Classic Internet Countdowns
Open List
Submit your own item and vote up for the best submission
Ranked List
Upvote or downvote to decide the best list item
Meme
Upload your own images to make custom memes
Video
Youtube, Vimeo or Vine Embeds
Audio
Soundcloud or Mixcloud Embeds
Image
Photo or GIF
Gif
GIF format