Como saber se você pode ser viciado em seu telefone


0

Uma jovem mulher focada em seu telefone celular em um restaurante com pessoas ao seu redor.

Os telefones celulares se tornaram ferramentas tão poderosas e versáteis que, para muitas pessoas, parecem literalmente indispensáveis.

Na verdade, é fácil sentir como você é aquele que está perdido quando você não consegue encontrar seu telefone. Então, como você sabe se o seu apego ao telefone é apenas um fenômeno cultural do século 21 ou um vício genuíno que altera a vida?

Para descobrir a resposta, vamos dar uma olhada no que a pesquisa atual tem a dizer. Além disso, examinaremos mais de perto os sintomas do uso excessivo do telefone, os efeitos colaterais e como interromper a espera que o telefone possa ter na sua vida diária.

O vício em celulares é realmente algo?

O Pew Research Center relata que 81% dos americanos agora possuem smartphones – contra apenas 35% em 2011. E, nos últimos 5 anos, o Google Trends indica que as pesquisas por "dependência de celulares" também aumentaram.

E o uso patológico de telefone deu origem a uma série de novas terminologias, como:

  • nomofobia: o medo de ficar sem o telefone

  • textaphrenia: o medo de não poder enviar ou receber textos

  • vibrações fantasmas: a sensação de que seu telefone está alertando você quando realmente não está

Há poucas dúvidas de que o uso excessivo de telefones celulares seja um problema para muitas pessoas.

Mas há algum debate entre profissionais médicos e de saúde mental sobre se o uso problemático de telefones celulares é realmente um vício ou o resultado de um problema de controle de impulso.

Muitos médicos especialistas relutam em atribuir a palavra "dependência" a algo que não seja o uso indevido habitual de substâncias.

No entanto, o Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (o manual usado na comunidade médica para diagnosticar transtornos mentais) reconhece um vício comportamental: jogo compulsivo.

Vale a pena notar que existem algumas semelhanças importantes entre o uso excessivo de celulares e vícios comportamentais, como o jogo compulsivo. As semelhanças incluem:

  • perda de controle sobre o comportamento
  • persistênciaou com dificuldade real de limitar o comportamento
  • tolerância, a necessidade de se envolver com mais frequência no comportamento para obter o mesmo sentimento
  • graves consequências negativas decorrentes do comportamento
  • retirada, ou sentimentos de irritabilidade e ansiedade quando o comportamento não é praticado
  • recaída, ou adquirindo o hábito novamente após períodos de evasão

Sumário

Há um debate na comunidade médica sobre se o uso excessivo de telefone é um problema de controle de dependência ou impulso.

No entanto, existem muitas semelhanças entre o uso excessivo de telefone e outros vícios comportamentais, como o jogo compulsivo.

A conexão dopamina

E há outra semelhança entre dependência comportamental e uso excessivo de telefone celular: o desencadeamento de uma substância química no cérebro que reforça o comportamento compulsivo.

Seu cérebro contém várias vias que transmitem uma substância química chamada dopamina, quando você está em situações gratificantes. Para muitas pessoas, a interação social estimula a liberação de dopamina.

Como muitas pessoas usam seus telefones como ferramentas de interação social, acostumam-se a checá-los constantemente em busca da dopamina lançada quando se conectam com outras pessoas nas mídias sociais ou em algum outro aplicativo.

Os programadores de aplicativos contam com essa unidade para mantê-lo checando seu telefone. Alguns aplicativos até retêm e liberam reforços sociais, como "curtidas" e "comentários", para recebê-los em um padrão imprevisível. Quando não podemos prever o padrão, verificamos nossos telefones com mais frequência.

Esse ciclo pode levar a um ponto de inflexão: quando o telefone deixa de ser algo que você gosta e se torna algo que você é praticamente obrigado a usar.

Sumário

Seu cérebro libera uma substância química chamada dopamina quando se sente recompensada.

Alguns aplicativos para telefone são projetados de forma a mantê-lo voltando sempre e sempre buscando reforços sociais positivos que podem desencadear a liberação de dopamina no cérebro.

Quem está em maior risco?

O que os pesquisadores concordam é o fato de que os adolescentes têm maior probabilidade de demonstrar sintomas de dependência com o uso do telefone celular do que outros grupos etários.

Estudos mostre que o celular usa picos durante a adolescência e diminui gradualmente a partir de então.

O uso excessivo de telefones celulares entre os adolescentes é tão comum que 33% das crianças de 13 anos nunca desligam o telefone, dia ou noite. E quanto mais jovem o adolescente adquire um telefone, maior a probabilidade de eles desenvolverem padrões de uso problemáticos.

Para as meninas, os padrões de uso dependente podem se desenvolver porque os telefones se tornam importantes ferramentas de interação social, enquanto os meninos demonstram uma maior tendência a usá-los em situações de risco.

Sumário

Os adolescentes tendem a usar seus telefones mais do que em outras faixas etárias. Estudos mostram que quanto mais cedo um adolescente começa a usar o telefone, maior o risco de padrões problemáticos de uso.

Quem mais está em risco?

UMA Reveja da pesquisa disponível revelou que vários traços e condições de personalidade foram associados ao uso problemático do telefone celular.

Esses traços de personalidade incluem:

  • baixa autoestima
  • controle de baixo impulso
  • ansiedade
  • depressão
  • sendo altamente extrovertido

Os pesquisadores apontam que nem sempre é claro se os problemas com o uso excessivo de telefones celulares estão causando essas condições ou se as próprias condições tornam as pessoas mais vulneráveis ​​ao uso excessivo.

Sintomas de dependência de telefone

Então, como você pode saber se tem um problema de uso excessivo no seu telefone?

Alguns dos sinais reveladores incluem o seguinte:

  • Você alcança o telefone no momento em que está sozinho ou entediado.
  • Você acorda várias vezes à noite para verificar seu telefone.
  • Você se sente ansioso, chateado ou mal-humorado quando não consegue acessar o telefone.
  • O uso do telefone causou um acidente ou ferimento.
  • Você gasta cada vez mais tempo usando seu telefone.
  • O uso do telefone interfere no desempenho no trabalho, nos trabalhos escolares ou nos relacionamentos.
  • As pessoas da sua vida estão preocupadas com os padrões de uso do telefone.
  • Ao tentar limitar seu uso, você recai rapidamente.

Quais são os efeitos colaterais do vício em telefone?

Uma das características de qualquer dependência é manter o comportamento compulsivo, mesmo quando pode causar graves consequências negativas.

Tome, por exemplo, os riscos associados às mensagens de texto enquanto dirige. o Centros de Controle e Prevenção de Doenças relate que enviar mensagens de texto enquanto dirige é uma ameaça tripla, pois faz com que você tome:

  • seus olhos fora da estrada
  • suas mãos fora do volante
  • sua mente fora de condução

Esse tipo de distração mata nove pessoas todos os dias. Também fere muito mais.

Os perigos de usar um telefone celular enquanto dirige são amplamente conhecidos, mas as pessoas ignoram o risco de buscar o pequeno choque de conexão que um telefone oferece.

Outras consequências

Pesquisa mostrou que pessoas que usam demais os celulares podem experimentar:

  • ansiedade
  • depressão
  • déficits de sono e insônia
  • conflitos de relacionamento
  • fraco desempenho acadêmico ou profissional

Essa lista não leva em consideração as várias maneiras pelas quais a compulsão por telefone celular afeta sutilmente sua vida.

1 estude mostrou, por exemplo, que sua capacidade de se concentrar em tarefas importantes relacionadas ao trabalho é "significativamente interrompida" por notificações telefônicas, mesmo se você não interagir com o telefone.

Como quebrar o vício

Se seus hábitos telefônicos estão interferindo em sua saúde, relacionamentos e responsabilidades, talvez seja hora de fazer algumas alterações.

A boa notícia é que existem medidas que você pode tomar para mudar a maneira como você interage com o telefone para ajudar a limitar os impactos negativos em sua vida.

Primeiro, descubra se existem preocupações subjacentes

Pesquisadores Acreditamos que pessoas que usam compulsivamente telefones celulares podem estar tentando evitar problemas em suas vidas que parecem difíceis ou complicados demais para serem resolvidos.

Portanto, uma das primeiras coisas a considerar é se há algo mais profundo incomodando você. Resolver o problema subjacente pode ser a chave para reduzir sua ansiedade.

Saber o que realmente está incomodando você pode ajudar a reduzir a necessidade de enviar, enviar, comprar, fixar, twittar, deslizar ou postar compulsivamente.

Considere terapia cognitivo-comportamental (TCC)

Essa abordagem terapêutica ajuda a iluminar os vínculos entre seus pensamentos, comportamentos e emoções. Pode ser um tipo muito eficaz de terapia para ajudá-lo a alterar certos padrões de comportamento.

Pelo menos um pequeno estudo sugere que a TCC pode ser eficaz para equilibrar as mudanças na química do cérebro associadas ao vício em celulares.

Se você acha que esse tipo de terapia pode ajudá-lo, converse com seu médico de cuidados primários sobre onde ou como você pode encontrar um terapeuta.

Experimente estes outros passos práticos

  • Remova aplicativos demorados do seu telefone e acesse-os através de um dispositivo que você não carrega consigo o dia todo.
  • Alterar suas configurações para eliminar notificações push e outros alertas perturbadores.
  • Defina sua tela para escala de cinza para impedir que você acorde à noite.
  • Coloque algumas barreiras ao redor do uso do telefone que o forçam a pensar no que está fazendo. Por exemplo, você pode criar perguntas na tela de bloqueio, como "Por que agora?" E "Para quê?"
  • Mantenha seu telefone fora da vista. Carregue seu telefone em algum lugar além do seu quarto.
  • Desenvolver hobbies que alimentam sua alma. Substitua os jogos e aplicativos de mídia social por atividades práticas do mundo real, como encontrar-se com amigos, criar música ou arte ou realizar trabalhos voluntários.
  • Adote uma mentalidade de crescimento. Breves recaídas, ajustes e sintomas de abstinência fazem parte de uma jornada rumo a um uso mais saudável do telefone. Não espere acertar imediatamente. Espere alguns contratempos e aprenda com cada experiência.

Quando procurar ajuda

É sempre bom procurar ajuda quando você está lidando com algum problema que o preocupa ou que sente que não tem controle.

Se você perceber sintomas de dependência ou dependência, ou se as pessoas em sua vida estiverem falando com você sobre o tempo que você passa no telefone, pode ser uma boa ideia pedir ajuda.

Considere procurar um terapeuta ou seu médico, consultar um guia de auto-ajuda ou seguir um programa de desintoxicação digital.

A linha inferior

O uso problemático de telefones celulares compartilha muitas características de vícios comportamentais, como o jogo compulsivo.

As pessoas que desenvolvem um padrão dependente de uso do telefone geralmente sofrem uma perda de controle. Eles costumam achar que seus hábitos de telefone celular estão causando danos reais em suas vidas.

Se o uso do seu telefone se tornou problemático ou parece que se tornou um vício, existem algumas etapas a serem seguidas para se treinar para usar seu telefone de maneiras mais saudáveis.

A terapia comportamental cognitiva e os programas de desintoxicação digital podem ser muito eficazes na recuperação de uma sensação de controle sobre o uso do telefone.

Sente aquele fantasma tocando? É um chamado produtivo e tranquilo para a vida. Não há problema em responder.


Like it? Share with your friends!

0

What's Your Reaction?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win

0 Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Choose A Format
Personality quiz
Series of questions that intends to reveal something about the personality
Trivia quiz
Series of questions with right and wrong answers that intends to check knowledge
Poll
Voting to make decisions or determine opinions
Story
Formatted Text with Embeds and Visuals
List
The Classic Internet Listicles
Countdown
The Classic Internet Countdowns
Open List
Submit your own item and vote up for the best submission
Ranked List
Upvote or downvote to decide the best list item
Meme
Upload your own images to make custom memes
Video
Youtube, Vimeo or Vine Embeds
Audio
Soundcloud or Mixcloud Embeds
Image
Photo or GIF
Gif
GIF format