Com medo de perder o telefone? Existe um nome para isso: nomofobia


0

Você tem problemas para desligar o smartphone ou se sente ansioso quando sabe que vai perder o serviço por algumas horas? Os pensamentos de ficar sem o telefone causam angústia?

Nesse caso, é possível que você tenha nomofobia, um medo extremo de não ter o telefone ou não poder usá-lo.

A maioria de nós depende de nossos dispositivos para obter informações e conexão, por isso é normal se preocupar em perdê-los. De repente, a impossibilidade de encontrar o telefone provavelmente acende preocupações sobre como lidar com a perda de fotos, contatos e outras informações.

Mas a nomofobia, abreviada de "sem fobia no celular", descreve o medo de não ter o telefone tão persistente e severo que afeta a vida cotidiana.

Resultados de vários estudos sugerem que esta fobia está se tornando mais difundida. De acordo com Pesquisa 2019, quase 53% dos britânicos que possuíam um telefone em 2008 se sentiram ansiosos quando não tinham o telefone, estavam com a bateria descarregada ou não tinham serviço.

UMA 2017 study olhando para 145 estudantes de medicina do primeiro ano na Índia, encontramos evidências que sugerem que 17,9% dos participantes apresentavam nomofobia leve. Para 60% dos participantes, os sintomas da nomofobia foram moderados e, para 22,1%, os sintomas foram graves.

Nenhum estudo científico relatou estatísticas dos Estados Unidos. Alguns especialistas sugerem que esses números podem ser maiores, principalmente entre os adolescentes.

Leia para saber mais sobre sintomas e causas da nomofobia, como é diagnosticada e como obter ajuda.

Quais são os sintomas?

A nomofobia não está listada na edição mais recente do Manual de diagnóstico e estatística de transtornos mentais (DSM-5). Os especialistas em saúde mental ainda não decidiram sobre os critérios formais de diagnóstico para essa condição.

No entanto, é geralmente aceito que a nomofobia representa uma preocupação para a saúde mental. Alguns especialistas até sugeriram que a nomofobia representa um tipo de dependência ou dependência do telefone.

Fobias são um tipo de ansiedade. Eles provocam uma resposta significativa ao medo quando você pensa no que tem medo, geralmente causando sintomas emocionais e físicos.

SINTOMAS POSSÍVEIS DA NOMOPOBIA

Os sintomas emocionais incluem:

  • preocupação, medo ou pânico quando você pensa em não ter o telefone ou ser incapaz de usá-lo
  • ansiedade e agitação se você precisar desligar o telefone ou saber que não poderá usá-lo por um tempo
  • pânico ou ansiedade, se você não encontrar o telefone brevemente
  • irritação, estresse ou ansiedade quando você não pode verificar seu telefone

Os sintomas físicos incluem:

  • aperto no peito
  • dificuldade em respirar normalmente
  • tremendo ou tremendo
  • aumento da transpiração
  • sentir-se fraco, tonto ou desorientado
  • batimento cardíaco acelerado

Se você tem nomofobia ou qualquer fobia, pode reconhecer que seu medo é extremo. Apesar dessa conscientização, você pode ter dificuldade em lidar ou gerenciar as reações que ela causa.

Para evitar sentimentos de angústia, você pode fazer todo o possível para manter o telefone próximo e garantir que possa usá-lo. Esses comportamentos podem parecer sugerir dependência do seu telefone. Por exemplo, você pode:

  • leve para a cama, o banheiro, até o chuveiro
  • verifique constantemente, mesmo várias vezes em uma hora, para garantir que está funcionando e que você não perdeu uma notificação

  • passar várias horas por dia usando seu telefone
  • sentir-se impotente sem o seu telefone
  • certifique-se de vê-lo sempre que não estiver na sua mão ou no seu bolso

O que causa essa fobia?

A nomofobia é considerada uma fobia moderna. Em outras palavras, é provável que isso ocorra devido ao aumento da confiança na tecnologia e à preocupação com o que pode acontecer se você de repente não puder acessar as informações necessárias.

As informações existentes sobre a nomofobia sugerem que ela ocorre com mais frequência em adolescentes e adultos jovens.

Os especialistas ainda não descobriram uma causa específica de nomofobia. Em vez disso, eles acreditam que vários fatores podem contribuir.

Um medo de isolamento pode, compreensivelmente, desempenhar um papel no desenvolvimento da nomofobia. Se o seu telefone servir como o principal método de contato com as pessoas de quem você gosta, provavelmente você se sentirá muito sozinho sem ele.

Não querer experimentar essa solidão pode fazer com que você mantenha o telefone sempre fechado.

Outra causa pode ser o medo de não ser alcançável. Todos mantemos nossos telefones próximos se aguardamos uma mensagem ou ligação importante. Isso pode se tornar um hábito difícil de quebrar.

As fobias nem sempre se desenvolvem em resposta a uma experiência negativa, mas isso às vezes acontece. Por exemplo, se a perda do telefone no passado causou problemas ou problemas significativos para você, você pode se preocupar com isso novamente.

Seu risco de desenvolver nomofobia pode aumentar se você tiver um familiar próximo que tenha fobia ou outro tipo de ansiedade.

Viver com ansiedade em geral também pode aumentar o risco de desenvolver uma fobia.

Como é diagnosticado?

Se você reconhecer alguns sinais de nomofobia em si mesmo, pode ser útil conversar com um terapeuta.

Usar o telefone com frequência ou se preocupar em não ter o telefone não significa que você tenha nomofobia. Mas é uma boa ideia conversar com alguém se você tiver sintomas há seis meses ou mais, especialmente se estes sintomas:

  • são frequentes e persistem ao longo do dia
  • prejudicar o seu trabalho ou relacionamentos
  • dificultar dormir o suficiente
  • causar problemas nas suas atividades diárias
  • ter um impacto negativo na saúde ou na qualidade de vida

Ainda não existe um diagnóstico oficial para a nomofobia, mas os profissionais de saúde mental treinados podem reconhecer sinais de fobia e ansiedade e ajudá-lo a aprender a lidar com os sintomas de maneira produtiva para ajudar a superar seus efeitos.

Um estudante de doutorado e um professor associado da Iowa State University trabalharam para desenvolver um questionário que poderia ajudar a identificar a nomofobia. Eles então conduziram um estudo em 2015 que analisou 301 estudantes universitários para testar este questionário e explorar a nomofobia e seus efeitos.

Os resultados do estudo sugerem que as 20 afirmações da pesquisa podem ajudar a determinar de forma confiável diferentes graus de nomofobia. Pesquisas semelhantes podem ajudar os especialistas a desenvolver critérios de diagnóstico específicos.

Como é tratada uma fobia?

Um terapeuta provavelmente recomendará o tratamento se você sofrer um sofrimento significativo ou tiver dificuldade em administrar sua vida diária.

A terapia geralmente pode ajudá-lo a lidar com os sintomas da nomofobia. Seu terapeuta pode recomendar terapia cognitivo-comportamental ou terapia de exposição.

Terapia cognitiva comportamental

A terapia comportamental cognitiva (TCC) pode ajudá-lo a aprender a gerenciar pensamentos e sentimentos negativos que surgem quando você pensa em não ter seu telefone.

O pensamento "Se eu perder meu telefone, nunca mais poderei falar com meus amigos" pode fazer você se sentir ansioso e doente. Mas a TCC pode ajudá-lo a aprender a desafiar logicamente esse pensamento.

Por exemplo, em vez disso, você pode dizer: "Meus contatos são salvos em backup e recebo um novo telefone. Os primeiros dias seriam difíceis, mas não seria o fim do mundo. "

Terapia exposta

A terapia de exposição ajuda você a aprender a enfrentar seu medo através da exposição gradual a ele.

Se você tiver nomofobia, se acostumará lentamente à experiência de não ter seu telefone. Isso pode parecer assustador no começo, especialmente se você precisar que o telefone fique em contato com os entes queridos.

Mas o objetivo da terapia de exposição não é evitar completamente o uso do telefone, a menos que esse seja seu objetivo pessoal. Em vez disso, ajuda você a aprender a lidar com o extremo medo que sente quando pensa em não ter o telefone. Gerenciar esse medo pode ajudá-lo a usar o telefone de maneiras mais saudáveis.

Medicação

A medicação pode ajudá-lo a lidar com sintomas graves de nomofobia, mas não trata a causa raiz. Geralmente não é útil tratar uma fobia apenas com medicamentos.

Dependendo dos seus sintomas, um psiquiatra pode recomendar o uso de medicamentos por um curto período de tempo enquanto você aprende a lidar com os sintomas na terapia. Aqui estão alguns exemplos:

  • Os betabloqueadores podem ajudar a reduzir os sintomas físicos da fobia, como tonturas, problemas respiratórios ou batimentos cardíacos acelerados. Você geralmente as toma antes de enfrentar uma situação que envolve seu medo. Por exemplo, eles podem ajudar se você precisar ir para um local remoto sem o serviço telefônico.

  • Os benzodiazepínicos podem ajudá-lo a sentir menos medo e ansiedade quando pensa em não ter seu telefone. Seu corpo pode desenvolver uma dependência deles, no entanto, então seu médico geralmente os prescreverá para uso a curto prazo.

Cuidados pessoais

Você também pode tomar medidas para lidar com a nomofobia por conta própria. Tente o seguinte:

  • Desligue o telefone à noite para ter um sono mais tranquilo. Se você precisar de um alarme para acordar, mantenha seu telefone à distância, longe o suficiente para que você não possa verificá-lo facilmente durante a noite.
  • Tente deixar o telefone em casa por curtos períodos de tempo, como quando você faz uma mercearia, pega o jantar ou dá uma volta.
  • Passe algum tempo todos os dias longe de todas as tecnologias. Tente sentar em silêncio, escrever uma carta, passear ou explorar uma nova área externa.

Algumas pessoas se sentem tão conectadas aos seus telefones porque as usam para manter contato com amigos e entes queridos. Isso pode dificultar a tomada de espaço do telefone, mas considere o seguinte:

  • Incentive amigos e entes queridos a ter interações pessoais, se possível. Organize um encontro, faça uma caminhada ou planeje uma escapadela de fim de semana.
  • Se seus entes queridos moram em diferentes cidades ou países, tente equilibrar o tempo gasto no telefone com outras atividades. Reserve um período de tempo todos os dias quando desligar o telefone e se concentrar em outra coisa.
  • Tente ter mais interações pessoais com pessoas próximas a você. Converse rapidamente com um colega de trabalho, converse com um colega de classe ou vizinho ou elogie a roupa de alguém. Essas conexões podem não levar a amizades – mas poderiam.

As pessoas têm estilos diferentes de relacionamento com os outros. Não é necessariamente um problema se você tiver mais facilidade para fazer amigos online.

Mas se as interações on-line e o uso de outros telefones afetarem sua vida e responsabilidades diárias ou dificultarem a conclusão das tarefas necessárias, conversar com um profissional de saúde mental pode ajudar.

É especialmente importante obter ajuda se você tiver dificuldade em conversar com outras pessoas devido aos efeitos de bullying ou abuso ou sintomas de problemas de saúde mental, como depressão, ansiedade social ou estresse.

Um terapeuta pode oferecer apoio, ajudá-lo a aprender a lidar com esses problemas e guiá-lo para outros recursos, se necessário.

A linha inferior

A nomofobia ainda não pode ser classificada como uma condição oficial de saúde mental. No entanto, os especialistas concordam que esse problema da era da tecnologia é uma preocupação crescente que pode afetar a saúde mental.

A nomofobia parece ser mais comum em jovens, embora muitos usuários de telefone experimentem algum grau de sintomas.

Se você usa regularmente o telefone, pode experimentar um breve momento de pânico ao perceber que não o possui ou não consegue encontrá-lo. Isso não significa que você tenha nomofobia.

Mas se você se preocupa tanto em não ter o telefone ou em não poder usá-lo que não consegue se concentrar no que precisa fazer, considere procurar um terapeuta para obter ajuda.

A nomofobia pode melhorar com mudanças no tratamento e no estilo de vida.


Like it? Share with your friends!

0

What's Your Reaction?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win

0 Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Choose A Format
Personality quiz
Series of questions that intends to reveal something about the personality
Trivia quiz
Series of questions with right and wrong answers that intends to check knowledge
Poll
Voting to make decisions or determine opinions
Story
Formatted Text with Embeds and Visuals
List
The Classic Internet Listicles
Countdown
The Classic Internet Countdowns
Open List
Submit your own item and vote up for the best submission
Ranked List
Upvote or downvote to decide the best list item
Meme
Upload your own images to make custom memes
Video
Youtube, Vimeo or Vine Embeds
Audio
Soundcloud or Mixcloud Embeds
Image
Photo or GIF
Gif
GIF format