Chanceler austríaco se reunirá com Putin em Moscou


0

O chanceler Karl Nehammer será o primeiro líder europeu a se encontrar com Vladimir Putin desde o início da invasão.

Chanceler austríaco Karl Nehammer [File: Leonhard Foeger/Reuters]

O chanceler austríaco Karl Nehammer visitará o presidente russo Vladimir Putin em Moscou na segunda-feira, o primeiro líder europeu a encontrá-lo desde a invasão da Ucrânia por Moscou, anunciou o líder no Twitter.

“Somos militarmente neutros, mas [have] uma posição clara sobre a guerra de agressão russa contra a Ucrânia. Ele tem que parar! Precisa de corredores humanitários, um cessar-fogo e uma investigação completa de crimes de guerra”, disse ele.

Nehammer disse que informou outros parceiros europeus sobre sua visita a Moscou, incluindo a presidente da Comissão Europeia Ursula von der Leyen, o presidente do Conselho Europeu Charles Michel, o chanceler alemão Olaf Scholz, o presidente turco Recep Tayyip Erdogan e o presidente da Ucrânia Volodymr Zelenskyy.

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, confirmou à agência de notícias RIA que Putin estaria conversando com Nehammer na segunda-feira.

O encontro planejado com o líder russo segue uma viagem de Nehammer à Ucrânia no sábado, durante a qual o chanceler austríaco se encontrou com o presidente ucraniano.

Putin tem sido amplamente evitado pelos líderes ocidentais desde o início do conflito, embora tenha se encontrado com o primeiro-ministro israelense Naftali Bennett no Kremlin no início de março.

A Áustria neutra tem fornecido ajuda humanitária à Ucrânia, bem como capacetes e coletes à prova de balas para civis, em vez de armas.

Nehammer, um conservador, ficou visivelmente emocionado por conversas telefônicas com Zelenskyy e diz que quer mostrar apoio.

A Áustria é membro da União Europeia, mas não aderiu à OTAN.

Viena condenou a invasão da Ucrânia pela Rússia e esta semana expulsou quatro diplomatas russos.

No início desta semana, a UE aprovou um embargo ao carvão russo – a primeira vez que o bloco tem como alvo o setor de energia, do qual é fortemente dependente – e o fechamento de portos europeus para navios russos.

O alto comissário das Nações Unidas para os refugiados disse que o número de refugiados que fogem da Ucrânia desde o início da guerra é agora de cerca de 4,5 milhões. Cerca de 2,6 milhões deles fugiram, pelo menos inicialmente, para a Polônia, e mais de 686.000 para a Romênia, disse a ONU.

Na sexta-feira, a Assembleia Geral da ONU votou pela suspensão da Rússia do Conselho de Direitos Humanos da ONU – com 93 votos a favor e 24 contra, com 58 estados membros se abstendo do processo.


Like it? Share with your friends!

0

What's Your Reaction?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win

0 Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *