Antonov An-225 Mriya: maior avião do mundo naufragado em combate em Kiev


0

Destroços de aeronaves enormes no Aeroporto de Gostomel, na Ucrânia, uma prova da defesa de Kiev.

O avião de carga tinha uma envergadura de 88 metros (290 pés) [Genya Savilov/AFP]

Sob um hangar em forma de meia-lua no Aeroporto de Gostomel, na Ucrânia, o maior avião do mundo está dobrado e quebrado, um monumento imóvel à batalha que a Rússia travou para tomar essa posição em direção à capital, Kiev.

O Antonov An-225 Mriya – um avião de carga com uma envergadura de 88 metros (290 pés) que é o maior de qualquer aeronave em serviço operacional – foi atingido por explosões.

“Mriya” – que significa “sonho” em ucraniano – já foi impresso no nariz. O nome agora está perdido em uma massa de sucatas de metal queimadas e munições abandonadas.

O avião já foi uma fonte de orgulho nacional, mas foi sacrificado na luta para manter as tropas russas fora dos portões da cidade.

“Estamos falando com um ‘Sonho’ destruído como pano de fundo”, disse o ministro do Interior, Denys Monastyrsky, diante do gigante aleijado listrado com o amarelo e o azul da bandeira ucraniana.

“É emocionalmente difícil porque eu estava aqui com minha equipe dois dias antes do início da guerra”, disse ele.

“Estava intacto então.”

Uma foto mostra o avião de carga ucraniano Antonov An-225 "Mriya" destruído, que era o maior avião do mundo
Aeroporto de Gostomel viu combates pesados ​​​​depois que a Rússia invadiu a Ucrânia [Genya Savilov/AFP]

Às portas de Kiev, o aeroporto de Gostomel era onde a Rússia esperava obter uma vitória decisiva sobre a Ucrânia.

Um dia depois que o presidente Vladimir Putin ordenou a invasão em 24 de fevereiro, o Kremlin alegou ter tomado o centro, permitindo-lhes transportar armamentos aéreos para a capital.

No entanto, as forças ucranianas contestaram ferozmente a área. Foi em Gostomel e nos subúrbios de Kiev que o avanço da Rússia do norte vacilou e depois fracassou.

“A ideia inicial era que aviões de carga com pára-quedistas e veículos pousariam aqui e deveria ser um ponto de entrada para Kiev”, disse Monastyrsky.

Ele estima que “milhares” de pára-quedistas foram enviados a Gostomel onda após onda, comandados para colocar a pista de pouso sob controle russo.

“Eles não conseguiram realizar essa tarefa”, disse ele, percorrendo o complexo em uniforme de camuflagem pixelizada.

“Estamos confiantes de que não será possível alcançar agora também.”

Na semana passada, Putin cancelou sua ofensiva em Kiev, puxando as tropas de volta para a Bielorrússia. Prevê-se que eles estejam se reagrupando para um novo ataque ao flanco leste da Ucrânia.

Foi relatado que o “Dream” foi destruído no quarto dia de combate.

Uma foto mostra o avião de carga ucraniano Antonov An-225 "Mriya" destruído, que era o maior avião do mundo, no aeródromo de Gostomel
O avião já foi motivo de orgulho nacional [Genya Savilov/AFP]

Ao redor do aeroporto há evidências da disputa mortal que ocorreu no mês passado.

Há farrapos de roupas monótonas, trilhos de tanques deslocados e outras peças de veículos irreconhecíveis.

Pelo menos uma granada não detonada é visível, escondida entre os restos dessecados de equipamentos militares que tilintam sob os pés.

Apunhalado no asfalto de uma estrada que se aproxima do sul está o corpo de um míssil não detonado.

Outros cartuchos não gastos de munição pesada do tamanho de toras de lareira estão empilhados em um local ao lado de uma placa de estrada amassada que diz: “Perigo”.

Dois soldados vasculham os escombros em direção à pista de táxi aberta.

Eles carregam fuzis pendurados nas costas e vassouras nas mãos – uma imagem cômica e um gesto otimista em meio a todos esses escombros do caos.


Like it? Share with your friends!

0

What's Your Reaction?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win

0 Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *