A inveja do pênis é uma coisa real?


0

treze berinjelas roxas escuras, roxas claras, verdes e brancas de tamanhos e formatos variados em uma fileira horizontal
SOPHIA VAN DEN HOEK / Stocksy

Um termo cunhado no século anterior pelo psicanalista um tanto controverso Sigmund Freud, “inveja do pênis” passou a significar muitas coisas.

Portanto, não é de admirar que haja confusão sobre a definição real e se o conceito é aplicável à sociedade moderna, quanto mais real.

O que significa inveja do pênis?

A definição original – e freudiana – de inveja do pênis é o sentimento de saudade que os jovens designados como mulher ao nascer (AFAB) experimentam ao perceber que não têm pênis – apenas uma versão “atrofiada” em forma de clitóris.

Em outras palavras, eles têm inveja da genitália que as pessoas designadas como homens ao nascer (AMAB) têm. Eles procuram possuir um pênis e, eventualmente, ficam satisfeitos quando conseguem acessar o pênis por outros meios, como a atividade heterossexual.

Onde o conceito se originou?

Freud divulgou pela primeira vez o conceito de inveja do pênis em 1908, mencionando-o várias vezes ao longo de sua carreira.

Isso formou uma parte significativa de sua teoria do desenvolvimento psicossexual.

Nessa teoria, ele argumentou que a inveja do pênis era necessária para o desenvolvimento de uma identidade de gênero e sexualidade femininas.

Ele disse que todas as crianças passam por um “estágio fálico” em que ficam fixadas no pênis ou na falta dele.

De acordo com Freud, o pessoal da AFAB tem uma ligação inata com suas mães, mas começa a se ressentir delas depois de culpar suas mães por sua “castração”.

Eles então ficam obcecados em possuir seu pai, desenvolvendo inconscientemente sentimentos sexuais em relação a eles.

Depois disso, o pessoal da AFAB cria mais um apego à mãe, já que não querem perder o amor.

Eles imitam as ações femininas tradicionais de sua mãe, eventualmente realizando sua sexualidade trocando seu desejo pelo pai por um desejo por outros homens.

Todo esse processo ficou conhecido como complexo Electra, graças ao colega psicanalista Carl Jung.

Ele pensava que era a versão feminina do complexo de Édipo de Freud, que descreve a atração de um jovem homem por sua mãe e o ciúme de seu pai.

No entanto, Freud discordou desse rótulo, pois acreditava que havia muitas diferenças entre o desenvolvimento psicossexual masculino e feminino.

Como isso pode ser?

Se acreditarmos na teoria de Freud, a inveja do pênis normalmente começa com sentimentos de inveja e desejo de experimentar as vantagens de ter um pênis.

Sentir-se hostil em relação à mãe e com fixação ou atração sexual pelo pai também é considerado uma característica comum.

O mesmo ocorre com a heterossexualidade e o desejo de ter um filho.

(Freud até pensava que as mulheres ansiavam por um filho homem para que pudessem finalmente adquirir um pênis.)

De acordo com Jung, algumas pessoas podem não conseguir passar por esse estágio ou retornar a ele mais tarde, sentindo uma atração sexual duradoura pelos pais.

E alguns, disse Freud, podem não superar a inveja do pênis, reprimindo totalmente seus desejos sexuais.

Alguém pode experimentar isso?

Na mente de Freud, a inveja do pênis só poderia ser experimentada por crianças do sexo feminino – geralmente com idades entre 3 e 6 anos.

Mas, com um pensamento mais moderno, é possível que qualquer pessoa sem pênis sinta inveja dos privilégios concedidos àqueles que o têm.

Existe uma versão “oposta” disso?

Uma das maiores críticas de Freud, a psicanalista Karen Horney, surgiu com o conceito de “inveja do útero”.

Ela disse que os homens têm inveja das habilidades biológicas das mulheres, como ter filhos e amamentar.

Como saber se é algo que você precisa resolver?

A ideia de Freud raramente é usada na psicologia moderna, então você provavelmente não precisa pensar muito sobre a inveja do pênis. (Mais sobre isso abaixo.)

Mas se você está se sentindo obcecado por uma determinada parte do corpo ou angustiado com sua sexualidade (ou a falta dela), o aconselhamento ou a terapia podem ajudá-lo a trabalhar seus sentimentos.

Como isso pode afetar você a longo prazo?

Segundo Freud, as pessoas que experimentaram inveja do pênis geralmente adotariam uma identidade de gênero feminina e se voltariam para a heterossexualidade, tendo relações sexuais com pessoas do sexo oposto.

Mas alguns, que são incapazes de passar da fase, podem evitar a atividade sexual para que não sejam lembrados do problema, disse ele.

Também é possível que uma obsessão por uma parte do corpo possa levar a um problema de saúde mental, como transtorno dismórfico corporal.

Existem críticas ou limitações a serem consideradas?

Muitos especialistas criticaram o conceito de Freud, argumentando que há poucas evidências de que a inveja do pênis exista.

Ao afirmar que todas as mulheres desejam naturalmente um pênis, Freud partiu do pressuposto de que uma identidade feminina só pode ser alcançada através dos olhos da masculinidade.

Essa é uma suposição machista e misógina, afirmam aqueles que discordam de suas idéias.

Outros críticos apontaram que Freud deixou de considerar vários outros fatores de desenvolvimento, como um senso de identidade, focalizando apenas a sexualidade e a anatomia.

Como esse conceito se mantém nos dias atuais?

A definição tradicional de inveja do pênis não tem muito peso na sociedade moderna.

Os críticos chamam a teoria de “desatualizada” por sua dependência de “papéis de gênero centenários” e heteronormativa por assumir que uma criança precisa de um pai e uma mãe para se desenvolver “normalmente”

A pesquisa também descobriu que a identidade de gênero pode ser definida aos 3 anos de idade. Portanto, os especialistas acreditam que a inveja do pênis de Freud não tem um lugar central no surgimento da feminilidade.

No entanto, interpretações mais contemporâneas da inveja do pênis – que as mulheres podem invejar as características dos homens por causa do poder cultural e social dos homens – são usadas hoje.

Existem outras teorias a serem consideradas?

O foco rígido de Freud no corpo humano e na sexualidade encorajou outros, como Horney e Clara Thompson, a formar a psicologia feminista.

Eles argumentaram que a inveja do pênis pode existir, mas representa a inveja das mulheres pelo status social dos homens, em vez da inveja do próprio órgão sexual.

Na verdade, um Estudo de 1981 dos sonhos de mulheres de 20 culturas descobriram que “quanto mais elevada a posição social dessas mulheres, menos elas manifestavam fantasias de inveja do pênis em seus sonhos.”

É possível que as mulheres mais jovens desejem um pênis em algum momento da infância.

Mas, novamente, isso provavelmente causará inveja das vantagens de ter um.

Os homens transgêneros também podem sentir inveja do pênis, pois têm inveja da maneira como os homens cisgêneros podem passar por certos ambientes, como banheiros.

O resultado final

A ideia de Freud sobre a inveja do pênis tem sido fortemente contestada desde que foi publicada. Mas isso não quer dizer que partes dela não existam.

Muitos especialistas modernos preferem usá-lo como uma metáfora para a maneira como as mulheres ou os homens trans podem se sentir em relação aos homens cisgêneros e sua percepção de poder e status na sociedade.


Lauren Sharkey é uma jornalista residente no Reino Unido e autora especializada em questões femininas. Quando ela não está tentando descobrir uma maneira de banir a enxaqueca, ela pode ser encontrada descobrindo as respostas para suas perguntas de saúde à espreita. Ela também escreveu um livro traçando o perfil de jovens ativistas em todo o mundo e atualmente está construindo uma comunidade de tais resistentes. Pegá-la Twitter.


Like it? Share with your friends!

0

What's Your Reaction?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
0
love
lol lol
0
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win

0 Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Choose A Format
Personality quiz
Series of questions that intends to reveal something about the personality
Trivia quiz
Series of questions with right and wrong answers that intends to check knowledge
Poll
Voting to make decisions or determine opinions
Story
Formatted Text with Embeds and Visuals
List
The Classic Internet Listicles
Countdown
The Classic Internet Countdowns
Open List
Submit your own item and vote up for the best submission
Ranked List
Upvote or downvote to decide the best list item
Meme
Upload your own images to make custom memes
Video
Youtube, Vimeo or Vine Embeds
Audio
Soundcloud or Mixcloud Embeds
Image
Photo or GIF
Gif
GIF format